A Princesa de Gelo

terça-feira, 20 de julho de 2010

 
Ela era linda, independente e inteligente. Porém representava um mistério para todos que a cercavam, pois ninguém compreendia por que ela era tão fechada e por que erguia uma fortaleza em torno de si para impedir a entrada daqueles que ousassem aproximar-se demais. Deste jeito era Alex, a princesa de gelo, assim denominada por seu assassino.

Quando Erika, escritora de biografias, volta para sua cidade natal a fim de organizar a casa dos seus pais que acabaram de falecer em um fatídico acidente, não imaginava a reviravolta que aconteceria em sua vida. Em uma manhã fria de inverno, Erika vê-se diante de um dos seus maiores desafios, ela encontra sua melhor amiga de infância morta, aparentando inicialmente um caso de suícidio. Após informar a polícia e de prestar as devidas condolências a família, Erika recebe a proposta de escrever para eles uma breve biografia sobre a passagem de Alex pelo mundo. Conforme pesquisa com familiares e amigos, fatos novos e curiosos vão surgindo para montar o quebra-cabeças que foi a vida, assim como a verdadeira identidade de Alex. Para acentuar o mistério que foi a vida de Alex, a polícia conclui através da autópsia do corpo que a moça foi assassinada e estava grávida. Com a morte de Alex, uma verdadeira caixa de Pandora é aberta na pequena cidade de Fjallbacka.

Conforme avança na escrita, Erika redescobre seu amor pela arte de escrever e começa incentivada pela curiosa história a compor um livro a respeito da vida de Alex alternando realidade com ficção. Sua relação com a irmã mais nova vai de mal a pior, e sofre terríveis abalos, pois esta afundada em um casamento conflituoso não enxerga a verdadeira face do marido, um homem cruel, agressivo e ambicioso. Sua vida também é modificada com a chegada de Patrick, um amigo de infância, policial comprometido e honesto, disposto a tudo para descobrir quem é o assassino de Alex e também a conquistar-lhe o coração.

Com muito suspense, mistérios e intrigas, o leitor vai descobrindo aos poucos como uma cidade pequena pode esconder tanta ou mais podridão que nas sujas ruas das grandes metrópoles e como as famílias locais podem guardar segredos obscuros, difíceis de carregar e impossíveis de esquecer. Camila Läckberg mostrou-se perita em montar e desmontar a personalidade dos personagens a ponto de não conseguirmos até o final descobrir quem é o assassino e como em uma única história pode haver mais de um culpado além daquele que puxou o gatilho. 

O livro no início é bem chatinho, são muitas revelações sobre a vida de Érika e, posteriomente, de Patrik. A leitura na primera metade é devagar, mas engrena a partir do meio do livro. Quem espera encontrar uma corrida contra o tempo para encontrar o assassino, antes que ele faça mais uma vítima fica frustado com A PRINCESA DE GELO, que basea-se mais nas investigações e no desenrolar do novelo de lã que foi a vida de Alex. Um bom suspense com certeza.

Críticas:

Esse livro estava totalmente sem revisão. Acredito que é uma falta de respeito da Editora Planeta publicar um livro cheios de erros de traduções, palavras repetidas, faltando letras nas palavras ou com excesso delas. Sem falar nas concordâncias das frases, muitas sem nexo. Comecei a ler esse livro em 30/06 e terminei somente em 13/07. Duas semanas para terminá-lo!!! Duas semanas!!! Eu peguei o livro emprestado com uma amiga que é escritora e ela nervosa com os erros, grifou-os no livro. Eu já fiquei atenta quando ela me contou que o livro estava com muitos erros, a partir daí, caros amigos, eu ficava catando-os. Além dos grifados, encontrei outros piores ainda. Não é o primeiro livro da Planeta que pego com erros, mas esse estava tão estupidamente visível que até meu cachorro traduziria melhor. Aliás, como a revisão é inexistente na Planeta, please, preciso de um emprego que eu não precise fazer nada além de passar no tradutor do google. Envie um email para queroumempregofácilnaplaneta@passarnogoogleemuitofacil.com.br. Planeta, nos próximos livros fique atenta, de lixo o mundo está cheio, mas de trabalhos bem feitos não. Se for para detonar com um livro que tem tudo para fazer sucesso, deixe que a Bertrand, Record, Sumas das Letras, Intrinseca e outras tantas pegar os direitos e fazer um bom trabalho.


Minha classificação para essa história é de ♥ 4/7- Bom.

18 comentários:

αηδψϊηћα ஐβϊττψஐ disse...

Hahahaha Nick falando de um mal que talvez poucas pessoas notem erros gritantes de português das editoras. Mas não é só a Planeta que tem feito isso não, tem várias outras, mas a Planeta anda d+.

Gostei da resenha, quero ler este livro. Será ela tão boa qto Stieg?

redoma-de-cristal disse...

Tenho vontade de ler esse livro, mas já vi muitas pessoas falando dos erros grotescos. =/

Beijos.

viajenaleitura.com.br disse...

Nick!!!

O livro tem um enredo e trama perfeita, que fica mais interessante do meio para o fim, mas os erros foi o que mais me impressionou, sei lá o que ocorreu, bizarro kkkkkkkkk

Beijos;)

Aline Maziero disse...

Fiquei com vontade de ler, mas com erros grotescos só digo uma coisa. Me contrata, Planeta!
Eu me revolto com coisas assim, pq deixar passar uma palavra é uma coisa, mas errar no texto inteiro é sacanagem¬¬
Mesmo assim, ainda quero ler o livro
Bjo!

Daniela Tiemi disse...

Eu queria mto ler este livro, mas vou esperar q editora tenha bom senso e lance uma edição revisada como a Landmark fez - e ainda me mandaram esta edição revisada, ou seja, reconheceram o erro e repararam o dano. Aí, sim, eu compro e leio este livro, pois parece que tem uma história até que legal, apesar de livros policiais não serem meu gênero favorito, mas é bom sempre variar um pouco.rs
Bjo.

Lariane disse...

apesar dos erros eu querooo!

Italo _correa disse...

Calma Calma!!! =D
Gostei da história do livro,só que como você falou que tem esse problema aê dos erros,vou esperar também!!
Acho isso um absurdo,e vindo de uma editora e tal,já deveriam te melhorado esse problema,com isso eles vão perder leitores.
Até outro post!!
o/

Cibele Ramos disse...

Eita Nique esculachou! rsrsrs
Finalmente consegui terminar e minha opinião sobre o livro não mudou. Achei ruim. O livro não me acrescentou nada e se eu tivesse abandonado a leitura e perguntado o final pra alguém teria economizado meu precioso tempo de vida.
Final bobo, desenrolar bobo, livro bobo...

Ah e meu erro preferido do livro foi: "Por favor Erika, vc pode chegar em tal lugar em 15 MINUTOS?" "(...) e exatamente 15 ANOS depois Erika chegou ao local".
Hahahaha sim eles trocaram a palavra 'minutos' por 'anos'. Acho que a maior diversão do livro foi um erro de digitação, pra vc ver o qto eu amei esse livro...
Beijos

(Já saiu o resultado da resenha premiada né? rsrsrs)

Karina Cristina disse...

eu to rindo muito com esse final kkkkk
Mas já tinha ouvido q o livro não era mt bom, então não foi tão novidade mais um criticando o livro. Eu achei q fosse gostar, mas agora... kkkkkk

Cláudia Charão disse...

O inicio lerdo e os erros não me atrairam muito a ler, faz tempo que não leio nada da Planeta, mas parece que a coisa tá ruim então, que desrespeito com o leitor.

Adorei a resenha e a crítica sincera

:)

Lu disse...

hshahaha, eu nem reparei, se tivesse me avisado antes de ler eu teria reparado em tudo, kkkk.
Aff, eu gostei da história e vi alguns erros, mas como sou meio desligada nisso, não prestei muito atenção não.
kkkkkkkk

Nanda disse...

Nique,

putz!! alguem mande esta resenha para o tradutor, a planeta etc etc please.

Eu tbm sempre percebo os erros quando estou lendo, este eu queria ler, mas desisti depois disso.

Absurdo e falta de respeito com o leitor.

bjoo

Marcello disse...

hahahahha

Adorei o e-mail queromeuemprego....

Realmente é uma falta de respeito com o profissional do mundo editorial e com os leitores.
Aconselho você enviar um e-mail avisando-os dos erros.

Beijos

Solange disse...

Adorei a sinceridade, isso que faz um bom blog, voltarei outras vezes.
Bjos

Hérida Ruyz disse...

Uiii! Essa doeu!
Nique, se eu pudesse te dava um prêmio. Resenha corajosa e bem fundamentada.
Parabéns querida.
Bjs

Lorran Feital disse...

Acho que a PLaneta tentou pegar carona no sucesso de Stieg Larsson. Veio com essa de novas estrelas suecas, que não são isso tudo. É o caso também de Aurora Boreal, da Åsa Larsson.
Como eu disse na minha resenha, o livro não é ruim, mas também não tem nada demais.

janda disse...

uuahuhauahuahuahuah

depois fala de mim heim....tsc tsc.... vc sentou o cacete na planeta!! Agora perae, quero créditos nessa resenha ae pq o livro era meu, EEEEEEEEEU sofri primeiro com ele, uhauhauhaua

E tomara mesmo que a Planeta ouça! Não me permito ser desrespeitada!
Agora bem q vc podia ter colocado essa resenha completa no concurso heim bunita? :P

beeeeeeeeeejo

Paula Oliveira disse...

Eu li "O Vendedor de Armas", da Planeta também e sabe, encontrei vááários erros, não tão gritantes, mas tinham vários, palavras repetidas, erros de concordância, enfim, pra uma editora com esse porte fazer isso, concordo com o que você disse sobre contratar pessoas como nós...rs

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela