Rede de Sonhos

sexta-feira, 9 de julho de 2010


Você já desejou viajar e conhecer vários lugares do mundo? Agora imagine que você pode ir a qualquer lugar do planeta através de seus sonhos e que você pode realizar e viver as mesmas experiências. O que faria?

Em seu livro de estréia, Felipe Pan nos conta a história do jovem Arthur Ceneda, de apenas 17 anos, que após ganhar um presente de aniversário vê-se mergulhado na fantástica Rede de Sonhos, um complexo 'mundo paralelo' vivenciado nos sonhos de seus usuários que mistura fantasia com realidade.

Como todo jovem, Arthur estuda bastante na escola e para passar no vestibular, tem suas paqueras, amigos e ainda arranja tempo para implicar com a irmanzinha mais nova e curtir seu hobbie pelos entretenimentos tecnológicos.

Quando ganha o estranho aparelho chamado 'Sonífero' de seu primo Eduardo, não compreende na dimensão do produto que cai em suas mãos nem das aventuras que estaria prestes a viver, pois ao conectar-se ao corpo do usuário, o 'Sonífero' teletransporta a pessoa para um mundo desconhecido e totalmente imprevisível.

Ao chegar na Rede de Sonhos, Arthur é recebido por Eduardo, que logo apresenta-lhes seus amigos (Naoki, Chris, Laura e Sarah), todos viajantes, vindos de diferentes partes do mundo ligados por seus sonhos e interesses em comum. Logo Arthur descobre que eles fazem parte dos 'Caçadores de Memórias', um grupo formado para desvendar os segredos e mistérios da complexa Rede de Sonhos. Estados Unidos, Inglaterra, Índia, Canadá, Japão, destinos imperdíveis para todo novo viajante. Um mistério a ser solucionado... A partir daí, aventuras, confusões, tragédia e muito suspense farão deste livro uma ótima opção de leitura.

Onde eu compro um Sonífero para mim? Durante a leitura, diversas vezes eu peguei-me louca para vivenciar as experiências de Arthur e dos Caçadores de Memórias, claro que eu dispenso os perigos e as tragédias, mas viajar por lugares famosos e lindos seria um prato cheio para uma estudante que não tem um tostão no bolso nem para viajar para o estado ao lado.

Felipe Pan conseguiu construir um personagem extremamente cativante e real. Digo real, pois é praticamente impossível não se identificar com Arthur ou não enxergar sua própria adolescência naquele jovem tão vivo, cheio de energia e curioso por conhecer o mundo. As implicâncias com sua irmã mais nova fez-me lembrar de como adoro irritar o meu irmãozinho, deixá-lo sem fôlego com as cosquinhas e roubar sua comida de vez em quando. São atitudes de um adolescente que ainda está amadurecendo e se conhecendo (Eu já passei da adolescência na idade, mas continuo com algumas manias, rsrs!). A partir das experiências vividas na Rede de Sonhos, o leitor acompanha o amadurecimento de Arthur rumo a vida adulta e a decisões difíceis em diversos setores de sua vida desde a escolha da futura profissão até a vida amorosa e familiar. As coisas não acontecem no livro de forma fácil para Arthur, nem ele toma uma decisão sem antes refletir, pelo contrário, ele demora a compreender algumas coisas e em diversas situações mostra-se ser humano e falho, por isso, sempre busca o apoio e ajuda do melhor amigo Thiago e da namorada Gabi.

A menção mesmo sutil de alguns entretenimentos famosos como Heroes, na cena em que o japa consegue se teletransportar para Nova York e dá um grito de satisfação levantando os braços, o personagem Naoki repete no livro. O mais legal é que Naoki também é oriental e tem o mesmo perfil que Hiro. Será que Felipe Pan se inspirou no personagem do seriado americano para construir Naoki? Harry Potter também foi mencionado. Acredito que isso aproxime um pouco mais o leitor, principalmente, aquele que cresceu com a febre HP e que curte seriados e afins.

Mas nem tudo é perfeito, certo? Acredito que Felipe Pan poderia ter explorado mais o universo da Rede de Sonhos. Ele poderia ter apresentado mais lugares a Arthur, mas optou por colocar seu personagem frente ao perigo logo na primeira semana na Rede de Sonhos. Eu, particularmente, fiquei extremamente curiosa para saber como a Rede de Sonhos captava as memórias e as retinha, como funcionava o sistema no plano técnico. Ok, ok, ok, as vezes, reclamamos de livros que vem explicar como acontece o mecanismos das coisas, mas vejam bem, a proposta de Felipe Pan é fantástica e por isso mesmo acredito que ele poderia ter ido mais fundo. Masssssssssss, estou na torcida por um segundo livro, onde encontrarei as respostas para minhas perguntas, afinal, o nosso querido autor deixou uma possibilidade de uma aventura no último capítulo. Será que teremos em breve um segundo volume?

Ahhhhhh, lembrei de Rede de Sonhos, assim que vi o trailer do filme A ORIGEM. O filme parece acontecer no mesmo plano que Rede de Sonhos, nas mentes das pessoas. Conspirações, assassinatos, perigo... Ficção científica! Parece ser um filme excelente, protagonizado por Leo DiCaprio e um elenco de peso.

Fica, então, duas ótimas dicas! Leia REDE DE SONHOS e veja no cinema A ORIGEM.



Sobre o autor:


Felipe Pan nasceu em 1986, em São Bernardo do Campo, onde reside até hoje. Formando no curso de Letras - Tradutor e Intérprete, começou a escrever Rede de Sonhos em seu último ano da faculdade. Atua como professor de língua inglesa desde os dezesseis anos de idade. Seu livro de estreia foi lançado pela editora Novo Século, na Coleção Novos Talentos da Literatura Brasileira.

Conheça o blog do livro Rede de Sonhos.




Minha classificação para esse livro é de ♥ 5/7- Muito Bom.

16 comentários:

Italo _correa disse...

Ótimo,esse é meu tipo de livro.Gostei muito da história,pow viajar pelo mundo a fora ainda mais se for sem nenhum tostão no bolso(é isso eu me indentifiquei com o personagem! rsrsrs).Com certeza o livro parece ótimo,eu já tinha lido a sinopse dele, mas lendo a sua resenha fiquei com mais vontade de conhecer o resto da história.E espero que tenha um segundo volume!! Existem vários livros que bem que poderiam ter continuação!!!
E... tbm gosto de Heroes,to dizendo me identifiquei de cara com o livro!! :)
Bjus
Até outro post,ou a gente se esbarra no twitter!!

Samantha disse...

Já tinha conversado com o Felipe pelo skoob a muito tempo atrás, gostei da sinopse do livro, mas como não conhecia ninguém que tinha lido fiquei meio reticente, mas me parece promissor, e agora já não tenho mais dúvidas, qdo tiver um tempinho vou ler.
bjks

Aninha Baldner disse...

Não conhecia nem o livro e nem o autor... mais fico feliz em saber que o Brasil esta gerando talentos como o Felipe e com certeza foi procurar esse livro...

Valeu pela dica...

Bjs

Aninha Baldner disse...

Não conhecia nem o livro e nem o autor... mais fico feliz em saber que o Brasil esta gerando talentos como o Felipe e com certeza foi procurar esse livro...

Valeu pela dica...

Bjs

viajenaleitura.com.br disse...

Oi Nique!!

Rede de Sonhos foi um livro que gostei bastante, ainda mais pelo fato do livro abordar assuntos nada convencionais...e sim, eu também queria um aparelho desses para poder viajar como Arthur...mas, enquanto isso é impossível por tal via, viajei bastante nas páginas deste livro...

Grande Beijo;)

Celsina disse...

Eii!!! Eu ganhei esse livro da Novo Século no começo do ano, mas ainda não tive tempo de ler. Ele parece bom mesmo =)

Beijinhos!
Cel,
www.umajanelasecreta.com

Lariane disse...

5/7? Então é bom mesmo!

nasuaestantee disse...

achei bem interessante esse livro, não fazia ideia da existencia dele. adorei! :D
beijoss

αηδψϊηћα ஐβϊττψஐ disse...

Anotei essa dica.

Daiane Santo disse...

Hum, muito interessante. A narrativa parece ser curiosa, envolvente e gostaria muito , também, de ter esse ``passaporte mental`` para viajar para onde quisesse. O filme, só de saber que tem o Di Caprio e a Ellen Page, já gostei. Sou fã.

Beijão!

alinedal disse...

Nossa, que livro demais!!! Minha imaginação funciona dessa maneira mesmo (rsrsrsr), mais um livro que entra na minha relação!!
Ah, ficou lindo a nova cara do seu blog!
Bjos

Luka disse...

Eu também quero um sonífero pra mim.
Esse livro parece ser ótimo !
Adorei a resenha !
Bjs
Luka.

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

que interessante essa história!

=D

Carla Fernanda disse...

Oi, Nick.

Ganhei esse livro em uma promoção e não vejo a hora de começar a lê-lo, porque achei a história super interessante e faz o meu gênero literário.

Ele já está na minha listinha! Assim que tiver um tempo, vou lê-lo.

Adorei sua empolgação!

Afinal, quem não queria um sonífero? :)

Fico muito feliz em saber que nossos autores conseguem ter histórias tão excelentes e superiores às dos estrangeiros.

Beijos.

Carla.

Felipe Pan disse...

Olá, Dominique!

Parabéns pelo blog e muito obrigado pela resenha escrita! Fico feliz que tenha gostado de Rede de Sonhos e que tenha dado sua opinião de modo tão sincero. Ainda tenho muito que melhorar, e esse é um ótimo modo de fazê-lo!

Um abraço,
Felipe Pan

Cibele Ramos disse...

Ai que lindo eu queroooo. Me dá?

Me lembrou tb o livro "Wake". É parecido mesmo ou é só impressão?

Beijos

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela