"O Clube do Biscoito" de Ann Pearlman

segunda-feira, 14 de março de 2011


Um livro açucarado com gostinho de natal e aconchego. Uma história para ler com o coração aberto, pronto amar e por que não devorar cada página? Conheça "O Clube do Biscoito" de Ann Pearlman.

PARE TUDO ANTES DE LER A RESENHA! E PRESTE BASTANTE ATENÇÃO. Se você pensa estar diante de mais uma história chick lit, semelhante ao que você já leu em  "O Clube das Chocólatras", sinto em te dizer que você está muito enganada. "O Clube do Biscoito" é um livro especial, que conta histórias de pessoas iguais a mim ou a você, que reúnem-se em torno de algo significativo e que traz sobretudo conforto nos dias frios de inverno. 

Marnie é uma mulher literalmente poderosa, como diria Sherry Argov em seu livro "Por que os homens amam as mulheres poderosas". Ela já é uma mulher madura, quase na casa dos 60 anos, que durante sua vida toda lutou bastante por sua autonomia financeira e também emocional. Mãe de duas filhas, ela ficou viúva de um homem maravilhoso, quando acreditava estar no auge de sua vida conjugal. Em seu segundo casamento, não foi feliz ao ter em casa um marido infiel, incapaz de ficar longe das camas de outras mulheres. Seu consolo e apoio reside nas preciosas amigas que encontrou ao longo do caminho e que juntas formaram o Clube do Biscoito, onde Marnie é a biscoiteira-líder.

Todo ano, na primeira segunda-feira de dezembro, Marnie reúne em sua casa 12 amigas, para realizar uma confraternização chamada de "O Clube do Biscoito". Cada amiga tem que levar um quitute, vinho, muita animação e boas histórias. A intenção é realizar uma confraternização onde todas possam achar conforto e consolo para os dissabores e alegrias que aconteceram em suas vidas durante o ano, um espaço onde possam compartilhar suas vidas. 

Em um momento muito especial de sua vida, Marnie encontra-se em vésperas de ser avó de sua filha mais nova e também de sua vilha mais velha, Sky. Sky passa por uma gravidez de risco e dependerá do resultado de um exame para ditar se deverá levar a gravidez adiante ou não. Suas amigas também estão vivenciando momentos especiais e de muitas dificuldades. Charlene acabou de perder o filho em um terrível acidente. Rose deseja a todo custo ter um bebê, mesmo que para isso perca o marido, que não deseja ter filhos. Lauren acabou de adotar uma linda neném, mas em tempos de dificuldades financeiras, terá que tomar uma decisão muito importante. Sissie é a biscoiteira virgem do ano, ela deseja muito mais que ser aceita pelo grupo, ela quer que Marnie, sua "cosogra" aceite seu filho como genro, o homem que fará Tara feliz.

Mas como tudo na vida tem regras, no clube também não pode faltar. Regras simples como: somente podem participar do clube 12 participantes. Cada uma deve levar 13 saquinhos de biscoitos, um para cada participante e o 13º saquinho para doação. Caso a participante não possa ir, deve levar seus biscoitos, se não levar, será automaticamente afastada no próximo ano, dando a vaga para outra biscoiteira.  E cada participante deve contar a história de seu biscoito, como foi fazê-lo, como surgiu a ideia. Tudo muito perfeito e delicioso.

~ ~ ♥ ~ ~
 
Esse livro foi uma grata surpresa para mim. Com uma leitura leve e gostosa, ele te puxa para dentro da história e te faz saborear cada biscoito criado, cada história contada pelas biscoiteiras, cada aroma, sensação e emoções transmitidas.

Com personagens bastante reais, assim como eu e você, suas histórias emocionam e cativam aqueles que leem o livro. Cada capítulo é destinado a uma das participantes do clube do biscoito. Na primeira página deste capítulo reside a receita do biscoito criado pela biscoiteira, assim como ao longo da leitura é contada sua história e como ela é entrelaçada com das demais personagens. No fim dos capítulos, a autora conta a história de algum ingrediente muito importante para a construção de um biscoito e sua importância para a humanidade. Achei sensacional as histórias dos ingredientes.

Confesso que fiquei bastante tocada com a história da filha de Marnie, a Sky, que estava em sua terceira gravidez de risco, tendo perdido os bebês anteriores. Talvez eu tenha ficado mais sensível com essa parte e torcendo muito pela Sky, por conta de minha própria gravidez. Deve ser realmente terrível ir dar a luz ao seu bebê, tendo consciência de que ele está morto dentro de você, apodrecendo. 


"Segurei sua mão. Troy andava de lá para cá. Enxuguei a esta dela. Ela apertou os olhos com força. Gritou. Enfrentou toda a agonia do parto sem o final feliz. A dor não desapareceu com o primeiro choro do bebê. Ela expeliu lágrimas conforme expelia o bebê morto. Azul. 

- Pelo menos acabou. - Ela se deitou como se quisesse afundar na mesa de cirurgia e desaparecer. - Não achei que fosse conseguir.
- Mas conseguiu. E se saiu com uma verdadeira campeã. - Apertei sua mão e beijei-lhe a testa. 
- Por que você não me avisou? - Os olhos dela estavam arregalados de choque, como se eu a houvesse traído, ocultando-lhe informações importantes de propósito.
- Porque você esquece a dor assim que segura seu bebê.
Ela fungou. - Suponho que eu não vá esquecer, então."
 (p. 18)

Simplesmente leia o livro, independente se você gosta ou não de chick lit. Em algum momento, você se identificará com uma história ou encontrará a história de uma amiga, de sua vizinha, de alguém conhecido. Apesar de eu ter lido esse livro no calor de 40º do RJ, senti-me preenchida de conforto, quietude e paz, que somente os dias frios proporcionam. É uma história para ser lida debaixo do cobertor, com um chocolate quente do lado e com o barulho da chuva. Sem sombras de dúvidas, eu recomendo esse livro. 


Minha classificação para esse livro é de ♥ 5/7- "Muito Bom".

15 comentários:

quemlefazseufilme.com.br disse...

Ahhhh esse livro parece uma delícia mesmo :-)
Adorei !

Bjs

Simone (Luka)

anaisa disse...

Que lindo, fiquei com vontade de ler esse livro agorinha :)
Deve ser tão triste perder um filho que nem tinha nascido ainda...


Mais um para comprar!

Bjus.

αηδψϊηћα ஐβϊττψஐ disse...

Olha...eu imaginei = ao clube das chocólatras...kibom que não é... mas tem carinha de ser triste...ou foi só minha impressão?

Andy_Mon Petit Poison

MoniqueMar disse...

Gostei, quando ler o livro e espero ficar tão empolgada quanto você!
Sem contar que a capa é super fofa.
Bjooooo.
Monique

Raquel Euphrasio (Quequel Vascaína) disse...

Eu estava afim de ler...
Agora depois q li sua resenha estoui mais afim ainda... parece muito legal!!

Bjinssssss

Carol disse...

Eu já tive vontade de ler esse livro mas acabei desistindo =x li algumas resenhas dizendo q as histórias eram mto "jogadas" sabe? uma sem relação nenhuma com a outra... q poderia ser um livro de contos. E que ele tá bem longe do gênero chick-lit e tá mais pra auto-ajuda... =/

Pela tua resenha parece assim, meio a meio, mas ainda estou insegura hauha

thaorteg disse...

Ahhh, eu ainda estou na dúvida com este livro e com Nove Plantas e Outro Desejo.
As duas capas e resenhas que já li me interessaram, mas são histórias muito diferentes de tudo que eu já li. Fico com medo de não gostar.

Mas vou dar uma chance, só preciso decidir para qual dos dois...rs

bjs
@thaorteg

Leituras e Fofuras disse...

Eu tenho esse livro mais ainda não li!!
Ele parece ótimo!!
Adorei sua resenha e fiquei com mais vontade ainda de ler!
Eu achei a capa dele tão fofa *-*


Bjs.
The Lost Girl
Leituras&Fofuras

Danni disse...

Este livro deve ser realmente um doce de leitura... rs
Na listinha

Adriana disse...

Nique, eu simplismente adorei a resenha, sensivel e profunda ao mesmo tempo, adoro esse tipo de leitura em que os personagens são parecidos com a vida real, preciso de ler O Clube do Biscoito urgente! Parabéns pela resenha! Bjo!

Jenniffer Puerta disse...

Adorei a resenha! Gosto muito desse tipo de leitura.
Fiquei muito curiosa para ler o livro e me emocionar com as histórias dos personagens.
Ah, e deu até vontade de comer a capa do livro!!! rs
Bjs

sabrina disse...

Ai, que resenha linda! =)
Sério, nunca li uma resenha desse livro, e pela capa eu não daria muita atenção... Mas taái, gostei muita da proposta e já está na lista de desejados!
bjuss

Janaina disse...

Oi Dominique !

Resenha lindaaa ! Deu mais vontade de ler ... e eu á tentei comprar e não é q o bendito tava esgotado e não veio no meu pedido ! Q raiva q deu ! Agora vou tentar comrpar de novo !

Bjo

gizosafe disse...

The aims of acne treatment are to prevent new spots forming, to improve on acne treatment already present, and to prevent scarrings.

cheap clomid

rekopurl disse...

Thanks for your share! very impressive!

cheap nolvadex

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela