"The Unbecoming of Mara Dyer" de Michelle Hodkin

sábado, 5 de novembro de 2011



" - Você não sabe o que eu tenho passado, (...). Então por favor, por favor, não discuta quando digo que há algo de seriamente errado comigo. Não há nada que alguém possa fazer para consertar isto.
Mas então Noah se volta para mim. Seu rosto  estava estranhamente aberto e honesto, mas seus olhos desafiantes enquanto encaravam os meus. Meu pulso disparou sem a minha permissão.
- Deixe-me tentar".
(p. 239 - tradução: Daniela Tiemi)

"(...) - You don't know what I've been through, (...). So please, please don't argue with me when I tell you that there is something seriously wrong with me. There's nothing anyone can do to fix it".
But then Noah turn to me. His face was uncharacteristically open and honest but his eyes were defiant as they held mine. My pulse raced without my permission.
- Let me try".

Tudo começa no aniversário de 16 anos de Rachel, melhor amiga de Mara desde a infância. Elas estão jogando O Ouija - um jogo de tabuleiro com letras que é usado para entrar em contato com os mortos - que foi presente da nova amiga de Rachel, Claire. Ela e seu irmão Jude são novos na cidade de Laurelton, Rhode Island; mudaram-se a cerca de seis meses.

Mara resisti em jogar, mas a pedido da melhor amiga, ela cede. A primeira a fazer uma pergunta é Rachel, mas Claire é quem lhe sugere que pergunte como irá morrer. O tabuleiro responde: "MARA".
Seis meses depois, Rachel, Claire e seu irmão, Jude, estão mortos.

Após três dias inconsciente e internada no hospital, Mara acorda sem a lembrança do que aconteceu naquela noite fatídica. Tudo o que sabe foi o que a mãe lhe contou: ela e os amigos estavam em The Tamerlane, um antigo e abandonado manicômio, quando o prédio desmoronou. Mara foi a única sobrevivente.
Obviamente, toda esta situação é traumatizante e por demais dolorosa para Mara que não para de ter pesadelos, e fora encontrada por sua mãe chorando no closet e até cortando sua própria mão com um caco de vidro. Preocupada, a Sra. Dyer encaminha a filha a um psicólogo que a diagnostica com Estresse Pós-Tramático e recomenda um tratamento do qual Mara não aceita. Ela diz que tudo que precisa é mudar-se dali, pois tudo naquele lugar lhe lembra a melhor amiga que perdeu.
Então, a família Dyer muda-se para Miami, Flórida.

Mara tenta começar uma nova vida. Ela está tentando se adaptar a nova escola, mas não tem sido nada fácil, já que tem passado por várias situações constrangedoras logo no seu primeiro dia por conta das alucinações. Mesmo assim, Mara chama a atenção de um lindo garoto inglês, popular e que não possui boa fama. Ciente disto, Mara tenta dispensar as atenções que Noah lhe demonstra e se esquivar de seu charme, mas ele é insistente e irresistível.

Contudo, as visões e alucinações de Mara são constantes. Ela tem sido assombrada por seus amigos mortos e parece estar enlouquecendo. As preocupações de sua mãe com ela também tem sido sufocante. As lembranças do acidente tem vindo aos poucos e de forma fragmentada, e ela não sabe se quer se lembrar daquela noite, mas sente que precisa lembrar para que talvez as coisas estranhas que tem lhe acontecido façam algum sentido.


"The Unbecoming of Mara Dyer" foi uma das minhas melhores leituras do ano. Não esperava gostar tanto assim. Aliás, eu mal sabia o que iria encontrar quando iniciei a leitura, pois admito que comprei este livro pela capa. A capa é linda, não é?! Mas o melhor é que além de linda, ela é totalmente significativa. Eu não conseguia parar de pensar na capa deste livro enquanto lia, pois são os protagonistas ali: o Noah Shaw e a Mara Dyer. O Noah impedindo Mara de afundar. Afundar em suas insanidades, em suas tristezas. Eles precisam um do outro, eles se completam.

Ah,  e Noah Shaw... Ele é incrivelmente apaixonante.

A leitura cativa logo no primeiro capítulo, e você não consegue mais parar de ler. Por conta do mistério ou por conta do romance, sempre há um motivo para querer virar a próxima página. E mais uma, e mais uma... Até finalmente acabar. Mas quando acaba, você quer mais! Ah, e como quer! A autora fez a maldade de deixar certos mistérios sem respostas e de deixar uma tremenda revelação! Agora minha mente devaneia entre as possibilidades do porquê de ter terminado daquele jeito, mas só com o próximo livro é que realmente descobrirei. Tenho minhas teorias, mas tenho a sensação de Michelle Hodkin me surpreenderá.

Se você já gosta de livros com seus típicos elementos "Young Adult": o cenário high school, romance adolescente, etc., e que ainda por cima possui muitas doses de suspense - diria até com um toque de terror -, alguns diálogos divertidos e um final surpreendente,  então você precisa ler este livro!

E, a boa notícia é que este livro incrível será lançado no Brasil. A Galera Record comprou os diretos de publicação do livro, porém ainda não há data definida para o lançamento. De qualquer forma, anotem aí o nome da autora: Michelle Hodkin. Pois este livro é super recomendado!



Minha classificação para esse livro é de ♥ 6/7- "Excelente".



BOOK TRAILER:



Por Daniela Tiemi.

15 comentários:

Cacá SS disse...

Oi Dani,
"O Noah impedindo Mara de afundar. Afundar em suas insanidades, em suas tristezas. "
Uau, só essa frase já me convenceu! rs
Não fazia ideia sobre o que esse livro se tratava, já tinha visto a capa dele por aí, mas não tinha tido curiosidade de ler a sinopse, mas agora fiquei interessada! Que bom que vai ser lançado no Brasil.
Ai ai, mais uma série... fazer o que, né?! rs
Beijos

Cacá
*Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

Niii disse...

vou falar que eu estava meio desanimada pq é série! pq não poderia ser só um livro?
mas fiquei mais animadinha com sua resenha Dani!Quero conhecer o Noah
por aqui vc tá lendo mais né? =)

bj

João Paulo disse...

quero muito ler esse, primeiro só pela capa, mas tbm pela críticas boas que vem recebendo!

J.
-The Eater of Books

Daniela Tiemi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniela Tiemi disse...

Nii,

Este lance de série desanima msm, mas o livro é mtooo bom! Vale a pena!

Eu tenho lido mais msm, não sei se por conta de ter caído vários livros bons, um atrás do outro, nas minhas mãos. Ou se pq tenho tido mais tempo graças a alguns feriadinhos... Fora q já estou quase em clima de férias! rs.
Além de tudo isto, estou feliz de estar por aqui! =0)
rsrs.

Bjos.

Niii disse...

haha
pois é, tô vendo!
eu vou sim dar uma chance *_*

ahhhhhhhhhhhhhh,
vc viu a Lisse que fofa!? =)
tbém quero muito o autografo da Ann! ahah ela é DIVA demais!
queria toda minha coleção autografada!
por falar nisso, vc vai comprar 'My name is memory' em HC!? eu estava pensando em comprar pq ele em pocket é feinho! huaua
e falando em Ann, vc TEM QUE LER A irmandade das calças viajantes!(vou te dar uma edição que tenho aqui, mas em português!aceita!? eu já tenho toda a coleção em inglês) é tão poeticamente LINDO!!!!!!

bjooooooo

Daniela Tiemi disse...

Nii,

Sim, quero My Name is Memory em HC! Apesar de ser caro, ele é lindooo! Já imaginou, aquele livro lindooo em HC autografado?!! *_* Meu sonho...kkkkkkk.

Sérioooo q vc vai dar o livro??? Claro q eu quero! Vc fala tanto q morro de curiosidade para ler!
A propósito, vou t dar o "The secret year"! Sei q disse q ia tentar ler de novo, mas tenho tantos outros livros para ler... Espero de todo coração q vc goste!

Bjinhos.

Daniela Tiemi disse...

Cacá,

O Noah é fofooo demais! Ele tentando "consertar" a Mara... Ai... Quase morri do coração de tão lindo! *_*

Espero q seja lançado logo por aqui, quero mto q todo mundo leia! rsrs.

Hoje em dia, infelizmente, tá quase impossível fugir de séries...
=0/

Bjo.

Daniela Tiemi disse...

João Paulo,

Esta capa é linda msm! Mas o livro não só uma capa bonita, tem conteúdo mto bom tb! A história é cativante! Eu adorei!

Bjo.

Cláudia Charão disse...

Oi Daniela!

Gostei muito de como começa a história e depois parece bem dramático e misterioso, como eu gosto. Você sempre apresenta livros novos :)

Bjus

danamartins disse...

Só a sua resenha falando sobre o livro já me prendeu, eu li metade "O.O" e metade ":o" HUAHAUHA

droga, eu não quero mais séries na minha vida. não quero...

Patricia Lima disse...

Oi Dani =)
Não conhecia esse livro, mas gostei muito da resenha. Essa capa é simplesmente linda e agora estou curiosa pra saber o que aconteceu realmente no manicômio.

=*

Fellipe disse...

Nossa, esse livro parece ser bom demaaaaais, fiquei muito curioso para lê-lo, ainda bem que a Galera comprou os direitos autoriais para publicá-lo! E toara que eles mantenham essa capa que é mesmo linda, eu também compraria ele pela capa! rs

maryana alves disse...

ahh quero ler esse livro AGORA! muito triste.
Brasil um pais do futebol :\

Cris Sampaio disse...

Adorei a resenha Dani, vou ler com certeza!!!
Obrigada pelas ótimas dicas, vc's arrasam!!!


Bjs perfumados de coisas boas :)

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela