"A Linguagem das Flores" de Vanessa Diffenbaugh

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011


"A Linguagem das Flores" é um livro singular. Longe de ter uma história "bonita", o leitor se surpreenderá com a triste história de Victoria Jones, uma menina que assim que nasceu foi abandonada em um orfanato e que após várias tentativas frustadas de adoção, acabou indo morar em um abrigo juvenil para meninas. 

Rebelde, revoltada e até perversa, Victoria afasta todas as pessoas que tentam se aproximar dela pregando brincadeiras de mal gosto, xingando, batendo, destruindo. Mais do que simples revolta, ela tem aversão a outros seres humanos, não permitindo ser tocada de nenhuma forma e quando alguém invade seu espaço, tocando-a, ela passa mal e regurgita, tamanha é sua limitação. A única pessoa no mundo que conhecia um pouco o que havia no âmago da jovem  foi Elizabeth, uma mulher de fibra, dedicada e com um coração cheio de amor para dar para a pequena revoltada.

Quando finalmente Elizabeth consegue quebrar a resistência de Victoria e fazer com que a menina a ame, um mal-entendido se abate sobre suas vidas e elas são afastadas pelas circunstâncias de seus atos. 

Aos 18 anos, Victória recebe do estado sua emancipação por maioridade. Sozinha, sem estudos e sem saber fazer nada, além da habilidade de cuidar de plantas ensinadas por Elizabeth, Victória vai ter que aprender a cuidar de si mesma se quiser sobreviver ao mundo.

"A Linguagem das Flores" é um livro muito gostoso de ler, porém, triste. Os capítulos são divididos entre o presente e o passado, mostrando como foi a infância de Victória ao lado de Elizabeth e sua vida atual após sua emancipação, aos 18 anos. 

A cada passagem da infância de Victória no vinhedo de Elizabeth, vi-me desejando um final feliz para as duas, que a pequena menina tivesse todo o amor que lhe foi negado durante toda a sua vida. Mas as coisas nunca acontecem conforme desejamos, certo? Então, a cada virar de página uma surpresa me assaltava e a cada atitude tomada por Victória, ora eu me via maldizendo-a ou torcendo para que desse certo algo em sua vida. 

O simbolismo das flores é o que mais enternece e torna a história mais bonita, pois é através delas que os personagens se comunicam, que falam o que vai dentro de seus corações. Durante toda a leitura, eu fiquei imaginando quantas vezes eu dei uma flor para alguém com o significado errado. Por mais ficção que seja a história, afinal, uma flor sempre será uma flor, o significado das flores parece tão real que meu desejo será a partir de agora sempre verificar o dicionário de Elizabeth, que há no final do livro.

SPOILER!

Certas partes da história me comoveram bastante, pois como mãe, não posso imaginar minha vida um dia longe de minha filha. Só em passar dez horas longe dela para ir trabalhar, já dói a distância. Então, ao ver a incapacidade de Victória para criar sua própria filha, achei-a fraca, pois não basta amar, você tem que cuidar, isso é fundamental e sem perceber, ela estava repetindo a própria história na vida da filha, só que de maneira diferente. Cada vez que ela ficava doente de saudades da bebê, eu sentia como se fosse comigo e aquilo doía tanto, que por várias vezes vi-me com os olhos cheios de lágrimas.

FIM DO SPOILER!

Enfim, eu gostei bastante de "A Linguagem das Flores", a autora Vanessa Diffenbaugh consegue sensibilizar o leitor sem cair na pieguisse. A história de Victória é bastante real, as flores apenas deram um toque especial. Para compreender realmente este livro, somente lendo. Simplesmente, uma leitura recomendada!


Minha classificação para esse livro é de ♥ 4/7- "Bom".


Para vocês, de acordo com o dicionário de Elizabeth, ofereço a flor COSMOS, que significa: alegria na vida e no amor. Então, gostaram? Vejam abaixo mais um pouquinho do significado das flores:

Flor Cosmos - Significa: Alegria na vida e no amor.
Musgo: amor materno
Hibisco: beleza delicada
Junquilho: desejo
Lírio: majestade
Urtiga: crueldade
Rosa amarela: infidelidade
Rosa vermelha: amor
Rosa (cor-de-rosa): graça
Rosa branca: Um coração inexperiente no amor
Camélia: meu destino está em suas mãos

5 comentários:

Thais (Viaje na Leitura) disse...

Que bela resenha!
Ainda não li o livro, mas me encantei com as possibilidades de conhecer o simbolismo do mesmo ;)

Beijos!

Sora Seishin disse...

Oi meninas!
Gostei da resenha, o livro parece ser bonito mesmo.
Simbolismo das flores, me lembrou o livro "7 flores do desejo" que eu não gostei, mas a história de "Linguagem das flores" é totalmente diferente.
Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Paola Cariello disse...

Que lindooo. *-*
Adorei a resenha tbm :)

Beijooos

Fellipe disse...

Esse Livro parece ser muito interessante, fiquei curioso para ler e conhecer esse simbolismo das flores no livro e já que a estória parece ser mesmo muito interessante, quero ler logo!

_MissOliver disse...

ainda nao li o livro, mas a resenha me deixou com agua na boca >< mt boa

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela