"Marina" de Carlos Ruiz Zafón

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011


“Às vezes, as coisas mais reais só acontecem na imaginação, Óscar – disse ela. - A gente só se lembra do nunca aconteceu”.
(p. 68)

Após me aventurar pelas ruas de Barcelona pela primeira vez com a leitura de “A sombra do vento” - a primeira obra do autor a ser publicada aqui no Brasil, em 2007 - senti falta de desvendar mais mistérios pela cidade Espanhola. Após esta primeira obra lançada por aqui, foi publicada também “O jogo do anjo” que ainda não tive o prazer de ler. O fato é que com o lançamento de “Marina” não pude resistir e quis matar a saudade.

A repercussão de Zafón no universo literário não se deve apenas por suas histórias criativas, mas por sua habilidade narrativa que nota-se nata no autor. Seu dom para desenvolver mistérios em tramas muito bem entrelaçadas, sua descrição e tom narrativo sombrios, provam que o autor é um mestre das palavras e que nem sequer necessita de muitas delas – afinal “Marina” possui apenas 190 páginas – para desenvolver um enredo incrível e surpreendente.

Em “Marina” conhecemos Óscar Drai, um garoto que depois de desaparecido por uma semana é reconhecido por um policial à paisana na estação ferroviária de Francia, em Barcelona. E é explicando o motivo deste desaparecimento que Óscar começa a nos contar sua história.
O adolescente de apenas 16 anos vive em um internato no Bairro de Sarriá – um lugar rodeado por ruas desertas onde permanecem antigos casarões abandonados que outrora foram ocupados por famílias  que agora são meros membros arruinados e esquecidos da sociedade.
Em um destes passeios, Óscar resolve se aventurar por ruas que nunca antes passara e depara-se em um portão de uma dessas mansões “esquecidas” que, ao adentrar, mudará sua vida definitivamente. Ao conhecer a moradora daquela casa, uma garota chamada Marina, ele se encontrará em meio a um grande e aterrorizante mistério.

Não devo me estender muito no resumo da história, primeiro, por parecer muito difícil resumir uma trama que apesar das poucas páginas, tantas coisas acontecem; e segundo que estaria me arriscando a contar o que não deveria. Se você está curioso com relação ao enredo, aconselho que leia este livro. Não se arrependerá.

Apesar de considerado um livro juvenil, o próprio autor relata que sua intenção era que tivesse “apelo para gente de todas as idades”. E, conseguiu. “Marina” é uma leitura deliciosa para qualquer faixa etária. Em uma mistura tão grande de romance, mistério, terror e drama, dificilmente a história não alcançará a todos os públicos.
Se você ainda não explorou os mistérios das ruas de Barcelona através das histórias de Zafón, convido-o a aventurar-se. Se já fez esta viagem uma vez, deve imaginar - e eu confirmo - que vale muito a pena repetir a dose!


Minha classificação para esse livro é de ♥ 6/7- "Excelente".



Por Daniela Tiemi

12 comentários:

Samyle S. disse...

Eu sou doida para ler esse livro, sua resenha só me deixou mais ansiosa *-------*
Bjin*

http://deardiary-sucker.blogspot.com/

Sora Seishin disse...

Oi Dani!!
Eu já li esse livro e também gostei bastante. E A Sombra do Vento também é muito bom né!
Agora quero ler O nome do anjo, já estou com ele em casa pra ler...
Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Niii disse...

Hey AMORA Dani,
eu tenho MUITAAAAAAAA vontade de ler um livro desse autor, quem sabe eu comece por esse ai 'Marina' né? Mas né... eu quase não compro livro em port e acabo deixando de lado! =x
mas enfimmmmm,
assim que seu 'Clockwork Angel' chegar LEIA, é tão LEGAL
acho que o clima de época e tal é o que mais me motivou...amo história!
haha

bjss

Lariane disse...

Dani,

ain q vontade de ler ele :)

AMEI a resenha... Confesso nada ter lido dele... falha minha...

Beijocas,

Dominique Sampaio disse...

Ai, Dani, que resenha maravilhosa! Tao detalhista. Zafon realmente e otimo.

Bjs.

Folhas de Sonhos artesanatos disse...

Ainda não li Zafon, mas pela resenha fiquei curiosa! E a capa do livro em si tb é bem inspiradora, gosto disso.

Abraços,
Luciana
http://www.folhasdesonhos.blogspot.com

Lívia Carolina disse...

Oi Dani

Ah... Eu sou apaixonada por Zafón...
Li A Sombra do Vento e agora estou terminando o Jogo do Anjo.

Marina eu vou ler em fevereiro para o Desafio Literário.

Bjos

Cacá SS disse...

Oi Dani,
Ainda não li nada do autor, mas tenho muita vontade. Marina parece ser bem interessante, mas quero ler A sombra do vento primeiro =D
Beijos

Cacá
*Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

Fellipe disse...

Eu não tinha muita vontade de ler esse livro, ainda não li nenhum do Záfon e depois de ler resenhas comecei a ficar com vontade de ler esse. Marina parece ser mesmo muito bom, fiquei impressionado agora quando você disse que o livro só tem 190 paginas, pois pelo que eu li sobre o enredo pensei que teria umas 300 rs

_MissOliver disse...

nao conhecia esse livro mas concerteza vai p minha listinha de compras *-*

Claudia Charão disse...

Oi :)

Esse autor é excelente, gosto muito dos cenários e personagens que ele cria, pelo visto Marina mantem a qualidade dos outros. Tenho que ler logo.

Maryana Alves disse...

li no começo do ano e amei o livro! quanto mais eu lia, mais queria ler. fiquei com um gostinho de quero mais

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela