"Aqui é o melhor lugar" de Cecelia Ahern

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012


"Aqui é o melhor lugar" é um conto de fadas moderno que narra a busca de uma mulher por si mesma. Sandy Short é uma pessoa comum como qualquer outra, a única coisa que a diferencia das demais é a obsessão que tem por coisas perdidas, seja objetos ou pessoas. Quando torna-se adulta, decide transformar a obsessão em profissão, abrindo uma agência especializada em achar pessoas desaparecidas.

Sua compulsão tem início ainda na infância quando sua vizinha, Jenny-May Butler, de repente, desaparece. Sandy nem apreciava a companhia da garota nem nada, mas não conseguia compreender como uma coisa poderia simplesmente desaparecer - Jenny, deveria estar definitivamente em algum lugar.
Sua família tenta compreender sua compulsão, mas é difícil para qualquer pai ou mãe ver sua filha de mais de trinta anos partir em uma busca frenética pela casa por um par de meias, caneta ou objeto qualquer e quando não as encontra, ficar extremamente depressiva, fechada em si.

Um dia, porém, Sandy decide ir caminhar por um bosque e se perde, qual não é sua surpresa ao descobrir que foi parar em um lugar mágico, um lugar para onde ia as coisas ou pessoas perdidas. 

Finalmente, ela poderia ir em busca de todas as suas coisas desaparecidas e das pessoas que buscava todos os dias, sua única dúvida, era se alguém iria a sua procura no mundo real, já que por vontade própria sempre desaparecia do mapa, ficando diversos dias fora de casa. Como sairia daquele mundo? Será que alguém sentiria sua falta ou se lembraria dela?


~ ~ ♥ ~ ~ 

Eu adorei esse livro do começo ao fim. Cecelia Ahern tem uma forma mágica de escrever, que envolve o leitor aos poucos, tornando sua escrita simplesmente irresistível de largar.

Sandy Shortt não uma personagem comum. Ela é intrigante, misteriosa, compulsiva e completamente paranóica por coisas perdidas, o que para alguns é apenas mais uma coisa perdida, para ela é um desafio encontrá-la. 

Para entender a Sandy foi necessário que eu me colocasse em seu lugar e começasse a me indagar sobre diversas coisas minhas que já sumiram ao longo da minha vida e que me faziam muita falta, mas para compreendê-la mesmo, foi necessário que eu sentisse falta do que era insignificante ou até substituível, como uma caneta, por exemplo. Aí sim, foi possível que eu compreendesse seu ponto de vista e a partir pude compor em minha imaginação o lugar para onde ela foi e seu sentimento em relação a ele.

Confesso que em alguns momentos eu me emocionei bastante durante a leitura, principalmente, quando Sandy começa a descobrir que não somente objetos ou pessoas desaparecidas vão para aquele mundo mágico, mas também sentimentos, sons, cheiros, lembranças... Quando imaginei que pudesse esquecer o som da risada do meu irmão, o sorriso da minha mãe, o cheiro do meu marido, a sensação gostosa de sentir minha filha mexer pela primeira vez em minha barriga, doeu bastante lá dentro do meu coração e "ponto" para a autora, ela conseguiu que eu fizesse parte de sua história. 

Várias vezes, eu me surpreendi triste pela história de Sandy. Ela é uma pessoa tão triste, sozinha, apesar de ter o amor incondicional dos pais e do namorado, que aliás, era seu psicólogo, uma das poucas pessoas que ela deixou que se aproximasse dela durante toda sua vida. Sem amigos, sem maiores laços de afeto, ela somente tinha relação com as pessoas desaparecidas, gente que ela nunca conheceu e que talvez não fosse conhecer nunca. 

Sobre "o mundo para onde vão todas as coisas perdidas", que louco! Como a autora pode imaginar tal sociedade? Quanto sentimento, quanta imaginação ela empregou para construir aquela cidade, composta de gente e coisas desaparecidas e esquecidas. Simplesmente, adorei! 

Enfim, leia o livro, somente lendo-o você poderá compreendê-lo, sobretudo, senti-lo. A história é linda, emocionante, mas vá com calma, toda leitura tem seus altos e baixos, houveram momentos monótonos, mas que em nada prejudicaram a qualidade da obra. Super recomendo!

Obs¹.: Aliás, eu já havia lido outra obra da Cecelia Ahern, "Onde terminam os arco-íris" e confesso que na época não apreciei a obra. Talvez eu devesse reler o livro para ter uma posição mais segura sobre ele. Acredito muito em maturidade literária, rs! E talvez naquela época, 18 ou 19 anos, eu não tinha para ler tal história. Quem sabe em um futuro próximo vocês poderão ver uma resenha dele por aqui... ;-) 

Obs².: Capa linda!



Minha classificação para esse livro é de ♥ 6/7- "Excelente".

15 comentários:

Liliane Cristine disse...

Adoro Cecelia Ahern! Ela por ser nova sabe definitivamente se expressar e com a alma! Adoro suas frases e suas reflexões, então imagino que tb vou adorar esse livro.

É a primeira resenha deste livro totalmente positiva que leio por aí! Me deixou mais animada Dominique ;)

Beijos

Giu Fernandes disse...

Aconteceu a mesma coisa comigo: li um livro dela e não gostei muuuuito, mas depois li "The Book of Tomorrow" e ADOREI!
Acho que preciso reler Thanks for the Memories para ver se mudo de opinião!
Antes nem considerava ler nada dela novamente, mas agora que mudei completamente de ideia, este já está na lista!
Adorei a resenha!!
Beijos!

Ângela Graziela disse...

Nunca tinha ouvido falar desse livro
Mas achei muito interessante a obsessão dela por coisas pedidas
E a ironia dela acabar se perdendo
Mas um mundo magico, confesso que não imaginava

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

nandaassisbh disse...

Ei Nique,

Não acredito que você não gostou de Onde terminam os arco-íris, vc precisa mesmo reler. rsrs

Eu adorei Aqui é o melhor lugar, tão fofa a história.

bjos

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Esse foi o único da Cecelia que li, e também gostei muito. Tenho alguns outros livros dela, mas tentei ler PS I love you e achei tão chato que desisti =/

Bjs

Cacá SS disse...

Oi Dominique,
Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro da Cecelia, a história parece ser mesmo linda!
E eu acho que você precisa reler "Onde terminam os arco-íris". O livro é tão lindo, foi um dos que mais me fez chorar na vida!, rs
Beijos

Fellipe ramos disse...

Esse livro parece ser bem legal se você se colocar no lugar da personagem, como você fez, porque ai deve ficar bem mais triste rs Mas eu nao tenho muita vontade de lê-lo nao, a estoria nao me chamou tanta atenção assim...

Nickinha23 disse...

Acho que preciso reler sim! Eu não entendia na época como eles poderiam ficar juntos na idade mais "madura", quando perderam anos e anos de juventude. Fiquei muito decepcionada, eu lembro. Mas vou relê-lo para ver se modifico minha opinião. =)

Nickinha23 disse...

Ai, Giu! Você irá amar. Prometo! Vc tem um estilo bem sensível de enxergar a leitura, assim como eu, então tenho certeza de que irá ficar emocionada. =)

Bjjs!

Nickinha23 disse...

Nossa! Tb li muitas resenhas negativas, sabe? Quando li o livro, fiquei maravilhada e me perguntando o motivo pelo qual tanta gente falou mal dele. Questão de gosto não se discute, certo? Rs!

Achei a história muito sensível! Imperdível!

Nickinha23 disse...

Ai, Cacá, vc é a segunda pessoa que me fala isso. Rs! Vou reler o livro, prometo! =)

Eduarda Menezes disse...

Nunca tinha visto esse livro da Cecelia e nossa, a história é bem diferente né! No começo achei a ideia completamente surreal mas pelo que você disse parece que a autora conseguiu desenvolver tudo maravilhosamente bem e fiquei curiosa a respeito desse mundo das coisas perdidas! Nunca tinha visto esse livro da autora aqui no Brasil para vender!

Ah e estou com o livro "Where Rainbows End" para ler, e que com certeza é o mesmo que você leu, nem sabia que tinha uma versão em português dele! Espero gostar da leitura, eu o comprei no ano passado e ainda não li!

Beijos!

Eduarda Menezes disse...

Nunca tinha visto esse livro da Cecelia e nossa, a história é bem diferente né! No começo achei a ideia completamente surreal mas pelo que você disse parece que a autora conseguiu desenvolver tudo maravilhosamente bem e fiquei curiosa a respeito desse mundo das coisas perdidas! Nunca tinha visto esse livro da autora aqui no Brasil para vender!

Ah e estou com o livro "Where Rainbows End" para ler, e que com certeza é o mesmo que você leu, nem sabia que tinha uma versão em português dele! Espero gostar da leitura, eu o comprei no ano passado e ainda não li!

Beijos!

Daniela Tiemi disse...

Preciso mtoo ler este livro! Eu comecei a lê-lo, estava gostando mto, mas tive que deixar de lado - por alguma razão que agora não me lembro - e aí perdi o ritmo e não retomei.
Ainda vou lê-lo, com certeza! =0)

Márcia disse...

Confesso que já tinha ouvido/lido alguma coisa sobre esse livro, mas não me chamou muito a atenção, porém, quem sabe talvez mais pra frente eu dê uma chance à ele, né?

@Only_Mah

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela