"As aventuras do Caça-Feitiço: o aprendiz" de Joseph Delaney

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012



BIZARRO!

Vejam bem, não é um bizarro ruim, mas sim um bizarro que é encontrado nos dicionários: adj. Nobre, gentil; garboso, elegante, bem-apessoado.
Esquisito, estranho, extravagante

Tenho dificuldade de enquadrar este livro. É fantasia, sim. Bem escrita, cheias de passagens e mensagens subliminares e com um vocabulário um tanto refinado. Mas não é infantojuvenil de todo, muito embora seu protagonista seja um jovem adolescente. Tem suas pitadas românticas e flerta com o mundo da magia - o qual os fãs de Harry Potter ficarão felizes em identificar - mas tudo nesse mundo criado por Joseph Delaney acontece de maneira tão sombria e malévola, que não há como não concordar com a única frase da quarta-capa do livro: CUIDADO! Não deve ser lido à noite.

“As aventuras do Caça-Feitiço” é uma série, cujo primeiro volume se chama “O aprendiz” e no qual descobrimos porque Tom acaba se tornando um aprendiz de Caça-Feitiço (uma profissão desprezada e temida por todos no Condado): ele é o sétimo filho do sétimo filho (ou seja, seu pai foi o sétimo filho do avô de Tom) e, como manda a tradição, os filhos mais velhos ficam com os melhores empregos e, assim, aos poucos, as opções empregatícias vão acabando, restando ao sétimo a opção única de se graduar naquilo que todos temem.

O tal Caça-Feitiço, Gregory, é um cara sisudo e um tanto quanto mal humorado. Ele não diz as coisas de maneira direta e, para um sujeito que se propõe ensinar alguém, ele é um tanto enigmático.Tom praticamente se vê forçado a aprender tudo na prática, pois as coisas acontecem com ele antes mesmo dele conseguir assimilar suas primeiras aulas – e, como é de se esperar, de início ele comete muitos erros, e o Caça-Feitiços só lhe diz que ele cometeu erros depois que ele tê-los cometidos, em vez de preveni-lo em primeiro lugar.

O que me chamou a atenção foi o grau de macabridade (aham, inventei essa palavra, que quer nivelar o nível macabro da história) desta aventura: as feiticeiras, que são caçadas, são enterradas VIVAS! Algumas, que são mais más que as outras, são enterradas em pé, que é para cansar mais, ou de ponta-cabeça, que é para castigar mais. Lá pelas tantas do livro, também o protagonista é quase enterrado vivo e chega a ser perseguido por um esqueleto cujos polegares foram cortados fora, propositalmente. Além disso, o autor descreve a agonia de cinco porcos que serão esfolados pelo açougueiro e nos põe pra ouvir seus gritos.

Sério: é ou não é bizarro?

O livro é interessante pelo seu tom macabro, mas tenho minhas dúvidas se deveria ser colocado na estante de infantojuvenis...


Janda Montenegro.

9 comentários:

Luciara disse...

Sou doida para ler esse livro, adoro o estilo e sua resenha me deixou ainda mais ansiosa. Ainda pretendo ter todos da série, só falta a grana, hauhaua.
beijos.

Fellipe ramos disse...

Eu já tinha visto a capa desse livro, que não é nada atrativa, e nunca tinha procurado ler a sinopse ou alguma coisa sobre o livro, mas agora lendo sua resenha fiquei mais que curioso, o livro parece mesmo ser bem bizarro e o que me chamou mais atenção é esse lado macabro que parece ser muito interessante, se tiver uma oportunidade com certeza irei ler!

nandaassisbh disse...

Ei Janda,

Já faz bem tempo que eu li e ainda não continuei a série, mas na época não achei que fosse mais adulto do que os infantos juvenis não. Acho que agora quero reler antes de ler o 2 rsrs, só lembro dele falando do perigo das meninas que usavam salto de bico fino hehe.

bjos

Lizzie disse...

Eu gostei muito mesmo desse livro, o tom macabro é o que deixa tão bom! Mas eu acho bom deixar nas estantes infanto-juvenis sim, para as crianças aprenderem a ler livros de terror XDD

O único problema da série é que ela tá muito atrasada aqui no Brasil...

Abraços!

Daniela Tiemi disse...

Eu li, mas não gostei, sabe... Como vc diz é macabro, e não faz meu estilo... rs. É um livro mto bom, mas me deu medo... kkkkkk!
Bjo.

Naniedias disse...

Uau! Estou até arrependida de não tê-lo comprado na Bienal, quando tive a oportunidade...
O livro parece incrível (e bizarro)!

Beijos,
Nanie - Nanie's World

Erica Marts disse...

Eu comecei a ler o livro e parei porque não me empolgou muito. Mas como vai ter um filme vou ler um dia. A capa é linda, fizeram um trabalho ótimo parecendo envelhecido. A coisa é meio bizarra mesmo.

----Leituras & Fofuras----
www.leiturasefofuras.com.br

Rrafael07 disse...

Tenho os 5 volumes , bem, ou você ira gostar ou não ira , sem meio termo, não é um livro de terror propriamente dito, mas foge dos padrões infantojuvenis comuns.

Tamy-rodrigues disse...

Meu livro favorito... *-*

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela