[Filme] "A Jovem Rainha Vitória"

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012


Eu sou uma apaixonada pelos filmes históricos, especialmente quando se trata da história da monarquia inglesa, entre meus favoritos estão "Elizabeth" e "Elizabeth: A era de ouro"; "A outra"; entre outros.  "A Jovem Rainha Vitória" é um filme que há um bom tempo estava por aqui em minha casa e por alguma razão eu nunca o tinha assistido. Até ver uma resenha em um blog - agora não me recordo qual - que o elogiava muito. O texto era tão empolgante que não resisti e no mesmo dia assisti ao filme. De um modo geral, garanto que gostei muito.

O filme começa com um resumo da infância e adolescência da futura Rainha Vitória - interpretada por Emily Blunt de "O clube de leitura de Jane Austen" e "O diabo veste Prada" - contando sobre como vivia isolada e sobre um rígido domínio de sua mãe e o mordomo ambicioso, Sir John Conroy. Eles elaboraram um conjunto de regras denominado "Sistema Kensington" que incluía desde a seleção de lugares que Vitória poderia frequentar e pessoas que poderiam visitá-la, até o fato de não poder descer e subir as escadas sem alguém para dar-lhe as mãos. Ela também era obrigada a dividir o quarto com a mãe. O maior desejo de Sir John Conroy era a morte do rei antes de Vitória completar maioridade, assim ocorreria uma Regência e ele poderia reinar através da mãe dela, tão submissa às suas ordens. Enquanto isto, Vitória cresce sonhando com sua liberdade que seria conquistada quando finalmente assumisse o trono da Inglaterra.


Então a trama se inicia com Vitória aos 17 anos - um ano antes de seu reinado - se negando a assinar uma Ordem de Regência (um regente é um nomeado a governar no lugar de um monarca quando esse adoece, se ausenta ou quando é muito jovem) mesmo estando muito doente. Além disso, a princesa é considerada muito jovem e inexperiente, porém é obstinada o bastante para não se render as ordens de Sir John e sua mãe, a Duquesa.

O irmão mais novo da Duquesa é o Rei da Bélgica e está interessado em uma aliança com a Inglaterra. Nada melhor do que um casamento. Seu filho Albert – interpretado por Rupert Friend de “Orgulho e Preconceito”, como Mr. Wickham, e “O menino do pijama listrado” - tem sido educado para o cortejo da princesa Vitória.  Mas Albert encontrará uma garota inteligente e cheia de personalidade que não se renderá tão facilmente. Vitória quer viver sua independência e ter o controle de sua própria vida antes de se casar.
Após ser coroada, sua aproximação com o primeiro-ministro, Lorde Melbourne, parece diminuir as chances de Albert. Esta aproximação influencia o cenário político da época e faz com a jovem Rainha se encontre em uma crise institucional.

“Como se chama um homem que espera uma mulher rica decidir se o quer ou não?” diz Albert. Por ser sua afeição tão sincera, ele persistirá. Eis que surge genuína história de amor entre os primos em meio aos jogos políticos e intrigas.

A trama é, principalmente, focada no desenvolvimento do relacionamento entre Albert e Vitória, o que certamente agradará aos fãs de um bom romance. Contudo, o aspecto político-histórico é superficial e para quem tem pouco conhecimento sobre o período Vitoriano provavelmente se sentirá confuso com relação a este aspecto do enredo. Ainda assim, este é um filme que recomendo.

Gosto de como determinadas cenas nos permite adentrar na intimidade da vida no pálacio demonstrando uma rainha ora insegura, ora determinada; uma rainha que dá banho em seu próprio cachorro e que vive crises matrimoniais com seu amado marido Albert.
Com as ótimas encenações; belos figuros e direção de arte; uma agradável trilha sonora e uma bela história de amor, a trama emociona. Mesmo com suas falhas no enredo, "A Jovem Rainha Vitória" está entre meus filmes favoritos. Já assisti várias vezes e, em todas elas, não pude segurar as lágrimas.

Vale a pena conferir!



[Vitória] - Já se sentiu como uma peça de xadrez? Em um jogo que jogam contra a sua vontade?
[Albert] - Se sente assim?
[Vitória] - Constantemente. Vejo-os se decidindo e me movendo no tabuleiro.
[...]
[Albert] - Então é melhor que domine as regras do jogo até que jogue melhor que eles.
[Vitória] - Não recomenda que eu encontre um marido que jogue por mim?
[Albert] - Devia achar um que jogue com você, e não por você.


FICHA TÉCNICA

Título original: (The Young Victoria)
Lançamento: 2009 (EUA, Inglaterra)
Direção: Jean-Marc Vallée
Atores: Emily Blunt, Rupert Friend, Paul Bettany, Miranda Richardson.
Duração: 105 minutos
Gênero: Drama

Sinopse: Na véspera do seu 18º aniversário e da sucessão do trono de Inglaterra, a jovem Princesa Vitória (Emily Blunt) encontra-se no centro de uma guerra pelo poder real. Mas será o seu romance com Albert (Rupert Prince) que irá determinar a força do seu reinado. Conseguirá ela dedicar a vida ao seu país e o coração ao homem que ama?

17 comentários:

Natty disse...

Espetacular.... Adoro livros com historias da monarquia inglesa, e esse com certeza entrará para a minha lista de prioridadess!!

isadorabeatriz98 disse...

Adoro filmes históricos também! Mas esse ainda nao tinha visti, vou baixar com certeza!
bj

GiH Kastmaker disse...

Assim como você, também amo filmes históricos e esse me super bem recomendado, adorei o post!!

Beijos

http://kastmaker.blogspot.com/

Nickinha23 disse...

Naty, esse post é sobre filme, não livro. Nem sei se existe algum livro sobre a Rainha Vitória. =) Seria uma ótima pedida, pois tb aprecio história sobre a monarquia.

Bjs!

Daniela Tiemi disse...

Tem vários livros sobre a Rainha Vitória, mas um livro que foi publicado aqui no Brasil e que mistura ficção com realidade é o "Rainha Vitória" de Lytton Stratchey. Ainda não li, mas tenho vontade. E, até onde eu sei, o livro não tem nenhuma relação com este filme...rs. Bjo.

Leituras disse...

Ain Daniii... confesso sou uma romântica incurável :D

A primeira coisa quando chegar em casa é correr pra ver este filme ;D

Beijocas,
Lariane - Leituras & Devaneios

Nickinha23 disse...

Opa! Que beleza, Dani.

Confesso que estou ansiosa tb para ver esse filme. O pôster é lindo!

Beijos!

Adriana disse...

Assisto a poucos filmes históricos, mas esse eu gostei muito quando vi! É uma linda história mesmo! Valeu a postagem!!! Bjo!

Fellipe ramos disse...

Não gosto de filmes ou livros historicos, então não assistiria esse filme, mesmo com os elogios dados por você eu não me animo rs Deve ser um filme bem insteressante, pelo que você disse, mesmo tendo suas falhas! Mas, mesmo assim não me chama atenção!

Malucky disse...

Nunca gostei muito de filmes historicos; mas acho sempre bom ver pois aprendo mais com eles que com os livros (ja que nunca fui muito boa em historia no colegio). E como sou apaixonada por cinema, sempre tem a fotografia, figurino e musica que chamam minha atenção. Enfim, não conhecia esse filme e gostei da dica.

Paola Cariello disse...

Adoro filmes de época *-* Ainda não vi esse filme, mas tenho uma amiga que viu e super indicou.

Beijos

Paula disse...

Ja vi esse filme e é OTIMO! eu tbm sou adoradora de filmes de epoca kk

Beeijos

Isabela Carvalho disse...

Eu sempre amei filmes e livros dá época!
Aquelas roupas bonitas ;)
Vou assistir esse filme com certeza!
xo

Márcia disse...

Opa, dica anotada! Gosto muito desse tipo de filme e o fato de focar mais no romance do que no cenário político e grandes fatos da época, o torna mais atrativo pra mim.

@Only_Mah

Marianna Santos disse...

Adoro filmes históricos, apesar de ser mais focado relacionamento entre Albert e Vitória (exatamente por isso irei vê-lo).

Fabi Almeida disse...

Amo filmes históricos,também gosto que seja retratado o cenário político. Contudo, o relacionamento entre Albert e Vitória também me interessa.

Lucascellista disse...

Melhor descrição que já li sobre o filme. Filme esse que, já o assisti por diversas vezes. E em todas elas, também não pude conter a emoção. Uma rainha decidida, uma mulher confiante. Sem dúvida, um dos melhores que já vi.
A parte que mais me emociona é:"Vou te amar até meu último sopro de vida!". Lindo! Lindo!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela