"Antes que eu vá" de Lauren Oliver

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012



"Os detalhes que compõem o padrão especial da minha vida como em colchas de retalhos, que são especiais por causa dos pequenos defeitos na costura, pequenos espaços, alto-relevos e falhas que jamais podem ser reproduzidos.
Algumas coisas se tornam lindas quando você realmente olha."
(p. 261)

Se você tivesse a chance de reviver o último dia de sua vida - sete vezes seguidas -, o que faria? Com quem passaria suas últimas horas? Com amigos, familiares, uma pessoa que você ama...? Correria contra o tempo para consertar seus erros?
Se nos seus últimos segundos, um filme sobre sua vida passasse diante de seus olhos, valeria a pena assisti-lo?

Pois esta é a história de Samantha Kingston, uma jovem de apenas 17 anos que aparentemente tem tudo que poderia desejar. Ela é bonita, popular e namora o cara mais cobiçado do colégio Thomas Jefferson. Mas um acidente de carro está prestes a tomar-lhe tudo. Contudo, Sam tem não apenas uma segunda chance, mas sete. Após o acidente, ela acorda naquela mesma sexta-feira, 12 de fevereiro.
Este é um dos dias mais esperados do ano letivo por Sam e suas amigas, pois se trata do Dia do Cupido, o dia em que se envia e recebe "Namogramas" - rosas com bilhetes - de seus amigos, namorado(a) e admiradores. A quantidade de rosas que uma pessoa recebe demonstra o quanto é popular. Claro que ela e suas amigas inseparáveis - Lindsay, Elody e Ally -, estão ansiosas pelas muitas rosas que receberão.

Como típicas garotas populares, Sam e suas amigas acreditam que podem fazer tudo e sair ilesas. Elas matam aulas, infernizam professores e, claro, fazem brincadeiras de muito mau gosto com colegas, escolhendo o alvo para a prática de bullying: Juliet Sykes. Por conta disto, tive receio de odiar a protagonista e consequentemente, detesta a leitura deste livro, mas não foi o que ocorreu. Foi difícil julgá-la, apesar de suas atitudes que desaprovo totalmente. Aos poucos vamos conhecendo melhor cada personagem e notando o que há realmente por trás de suas atitudes.

"Tente não me julgar. Lembre-se de que somos iguais, eu e você.
Também pensei que fosse viver para sempre.”
(p. 102)

Sam tem a oportunidade de mudar. Viver o mesmo dia várias vezes lhe dará a chance de reconhecer como pequenas decisões possuem o poder de grandes mudanças tanto em sua vida quanto na vida das pessoas a sua volta. É o “efeito borboleta” – o bater de asas de uma simples borboleta que poderia provocar um tufão do outro lado do mundo. E Sam finalmente percebe como suas atitudes afetam o outro.
E, percebe como as pequenas rotinas são as verdadeiras responsáveis por sua felicidade. Os “Namogramas” – ou sua popularidade - já não possuem mais o mesmo valor para uma garota que tem suas horas de vida contadas.


"Não consigo parar de pensar em como a vida é estranha, (...) - em como tudo é complexo e conectado, tudo entrelaçado como se fosse uma rede enorme e invisível -, e em como, às vezes, você pode achar que está fazendo a coisa certa, mas na verdade está fazendo algo terrível e vice-versa."
(p. 321)

No fim, me vi torcendo por Samantha. Para que ela tivesse a chance de retomar sua vida depois de ter aprendido sua lição. Torci por ela, por Kent – um amigo de infância de Sam que ela passa a ignorar por conta de sua popularidade; um cara apaixonante que vê na garota algo além do que ela mesma é capaz de enxergar em si -, e por Juliet Sykes, a garota que sofre em silêncio as consequências do bullying até o fardo se tornar insuportável demais para carregar.

“Antes que eu vá” de Lauren Kate é um livro emocionante, muito bem narrado, que partiu meu coração em mil pedaços e me fez refletir sobre ação e reação de cada um de nossos atos e sobre a vida e o tempo; em quão pouco controle temos sobre eles e como em uma questão de segundos todos os nossos sonhos e planos nos são tomados. A vida é frágil e o tempo escorrerá pelos nossos dedos se tentarmos segurá-lo.

Assim como iniciei esta resenha com diversas questões, finalizo com uma última pergunta: “Se hoje fosse seu último dia, como viveria?” Faça valer a pena.


Minha classificação para esse livro é de ♥ 6/7- "Excelente".


Por Daniela Tiemi

32 comentários:

Max disse...

Olá Daniela,

Excelente resenha. Gostei muito. A história do livro é bem interessante, reviver o último dia de vida... nossa. Nunca paramos para pensar, mas de fato hoje pode ser o último dia de nossas vidas. O que eu faria? Diria um "Eu te amo" para todas as pessoas que me são caras, um "Eu te perdôo" para todos que me feriram no passado e um "Me perdoe" para todos que já ofendi e feri.

Bjos.

http://maxliteratura.blogspot.com/

FlaviaMolina disse...

Oii , é a primeira vez que leio uma resenha desse livro , e gostei muito. Me pareceu o tipo de livro que mesmo depois de terminar a leitura , ele ainda permanece com você por muito tempo, te faz questionar suas próprias atitudes e escolhas , enfim acho que vale muito a pena ler . Vou colocar na minha listinha de leituras futuras .
Parabéns pela resenha , achei ótima !!!

Bjinhussss !!

Folhas de Sonhos disse...

Esse livro deve ser lindo mesmo. E, como vc disse, lembra o filme Efeito Borboleta, as consequências de cada ação.
Eu sou muito radical, faço as coisas sem medir consequências x(

abraços,
Luciana
http://www.folhasdesonhos.blogspot.com

Hérida Ruyz disse...

Oi Dani,
Eu gostei do livro, mas achei um pouco cansativo ter que revisitar o mesmo dia várias vezes. Pelo menos o desfecho não me decepcionou. Li imaginando que a autora daria um final voltado p/ fantasia, mas ela manteve os eventos factíveis. Gostei disso.
Bjs

Daniela Tiemi disse...

Sim, os dias são meio parecidos, especialmente ao início da trama oq pode deixar um pouco cansativo. Mas eu achei tão legal o fato de apesar de parecidos, os dias não serem exatamente iguais, pois Sam toma decisões diferentes e estas decisões trazem diferentes consequências, reações, descobertas. Tb gostei do final, apesar de ter partido meu coração...
Bjo.

Daniela Tiemi disse...

Oi, Flávia! Coloca na lista, sim, pois vale a pena lê-lo!
Fique ligada que terá PROMO do livro em breve por aqui! ;-)

Bjo.

Daniela Tiemi disse...

Pois é, Max. No livro a protagonista tem a chance de reviver não só uma, mas sete vezes, o seu último dia. No início, ela é típica adolescente imatura e inconsequente, mas depois vai notando os verdadeiros valores da vida...
Vivemos como se fôssemos eternos, e não como se cada dia fosse o último...

Niii disse...

que lindo Dani,
ameiiii a resenha
esse livro mexe com a gente né? *_*

Naniedias disse...

Toda vez que vejo alguma história onde o dia se repete me lembro do filme O Dia da Marmota!
Adoro esse tipo de histórias =)

Beijos, Nanie - Nanie's World

Cláudia Charão disse...

Oi Daniela

Disse tudo ... é de partir o coração, eu amei esse livro - é um dos meus favoritos. Eu não sei se ia conseguir viver o mesmo dia 7 vezes, imagino que ia ficar cheia com o lance de tentar arrumar uma coisa e estragar outra.

:)

Daniela Tiemi disse...

Eu me lembrei do filme "Feitiço do tempo" com Bill Murray. Clássico da sessão da tarde! rsrs.

Cristiane dornelas disse...

Eu estou louca a tempos para comprar esse livro e nunca me sobra grana. Ele virou filme e eu estou louca pra ver. Amei a resenha e sinto que esse livro é um daqueles para ficar na mente por um bom tempo e no coração do leitor pelo resto da vida. Trás o que pensar, o que refletir, e parece ser tão bonito! Nossa, perfeito!

Nattacha disse...

Quando li a sinopse desse livro pela primeira fez, a primeira coisa que me veio a cabeça foi: Efeito Borboleta, como cada uma de nossas ações pode interferir no futuro. E bem acho que esse livro fala mesmo disso, que depois de reviver, por sete vezes, o mesmo dia, alguma lição ela deve ter, com certeza algumas coisas banais pararam de ter tanta importancia, e coisas que ela nem ligava mais ou conhecia, passaram a ter mais importancia para a protagonista. Estou louca para ler esse livro desde o lançamento dele, pois deve ser de um aprendizado enorme, e nos faz refletir muito, se a forma como levamos a vida esta valendo o pena.
Adorei a resenha, só me deixou ainda com mais vontade de ler o livro! Beijos :*

Andreia Rainha disse...

Ótima resenha! Já li muito sobre esse livro e cada vez fico com mais vontade de ler. A história me lembra um episódio de Supernatural que o Sam revive um dia várias e a cada vez tem que mudar algumas coisas. kkk quero muito ler esse livro

Fátima Menezes disse...

Olá, Dani! Tudo bem?

Poxa, eu quero demais ler "Antes que eu vá"! Peguei nele sábado, mas o preço estava muito salgado para meu humilde bolso.

Adoro essa capa. O enredo é promissor. Desejo bastante poder ler a história em breve e descobrir o desenrolar dos fatos. :)

Beijos,

Fátima Menezes - @fatimamd - http://recantodecaliope.blogspot.com

Virginia de Oliveira disse...

Nossa, quero muito ler esse livro!
Parece ser interessante, e ainda mais com esse negócio de volta várias vezes ao mesmo dia!
Dá uma chance de recomeçar e fazer tudo diferente, muito legal.. quero ler!
Você errou no penúltimo parágrafo quando escreveu que livro é da Lauren Kate.

Cris Aragão disse...

Não é nenhuma novidade, alguém que repete o mesmo dia várias vezes tentando consertar seus erros, mas é o tipo de artifício que se presta a inúmeras histórias e se a autora consegue envolver o leitor nas angústias e desejos da personagem é sempre muito eficaz porque prende a atenção e nos faz torcer por um final feliz, que é tudo que se espera

Viviane S. disse...

Quero ler esse livro. Eu nunca vi nada parecido... Parece ser tão intenso.
Ótima resenha! Agora fiquei com mais vontade de ler...

Iranildo Jr disse...

Bem diferente a história, fiquei curioso, quando acabar GOT vou tentar...

Shayene Mendonça Soares disse...

adorei a resenha, to super curiosa pra ler o ivro

tarsilabooks disse...

Oie! Esse livro parece muito, muito emocionante. Só leio elogios sobre ele. Quero muito ler!
Beijos

Glenysson disse...

acabei de ler ... e é um livro que marcou , amei!

Cristiane de oliveira disse...

Eu sempre fico pensando o que eu faria de diferente se tivesse a chance de mudar tudo no último dia.Esse livro parece muito bom.

Diego Rangel disse...

Adorei a resenha, gosto muito destes contos em que a discutem o poder das escolhas e o destino que é traçado após cada uma dela. Me lembrei um pouco do filme Efeito Borboleta ao ler. Bem legal mesmo. Parabén pelo site!

Dryh Meira disse...

A capa é realmete linda....Livro maravilhoso!!!
Emocionante...
Adorei;)

Suzy ♥ disse...

Eu já li, é o máximo!

territoriodascompradorasdelivr disse...

Oi, tudo bom?
Acho perfeito a sinopse dessa história, livro me surpreeendeu.
Gostei da resenha, pois tratou do livro como ele merece.
Parabéns pelo post.
Território das garotas
@territoriodg
Bjss *-*
Passa lá no blog?
http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

Geiziane-driely disse...

Nossa, ótima resenha. Me deixou com aquele gostinho de ''EU QUERO esse livro!'' . Parece ser incrível e uma leitura que te gruda e não te deixa parar de ler. E sem falar nessa capa que é uma graça !

Kamila Mori disse...

Muito bom esse livro, recomendo.

Lucilenefl disse...

é muito legal o livro é diferente pq as vezes gente tem td uma familia maravilhósa,dinheiro,uma casa E mesmo assim agente nunca da valor,. Eu éra assim mudei completamente depois de ler o livro

Denise disse...

um livro que faz vc pensa otimo ..

Tainá disse...

Eu chorei por saber do final.
ps:. não vou contar, para saber vocês terão que ler.
Muito recomendo. Faz você refletir.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela