[Admirável Mundo Litérario] Pequenos leitores

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012



Atualmente, não é novidade para ninguém que a leitura é uma tarefa que deve ser incentivada desde a infância. Como incentivar, porém, uma criança pequena a gostar da leitura? Tarefa super fácil! Basta acostumá-lo desde bebê a ouvir histórias de ninar seja inventadas ou lidas de livrinhos infantis. Teatrinhos infantis com fantoches ou bonecos são infalíveis também.
Não há uma só criança que eu conheça que não prenda a respiração e fique ansiosa quando ouve alguém dizer: "Era uma vez...". Meus próprios alunos quando eu invento loucas histórias sem pé nem cabeça, pedem sempre bis. 

- Tia, tia, por favor, conta aquela história de novo.
- Que história? 
- Aquela do monstro do mar, que queria roubar a princesa...
- Não estou lembrada... [E pior que eu não estava mesmo, rs!]
- Aquela história do cachorro que voava e salva a princesa do monstro do mar...
- Ahhhhh, sim, aquela história... [Continuava a não lembrar, mas não tinha importância, era só usar os mesmo personagens, com um cenário diferente e muita aventura que eles iriam ficar ainda muito felizes]

Semanas anteriores ao último natal, eu andava em busca de livrinhos interessantes e gostosos de ler para minha bebê e para meu irmão Luiz Phellipe. Ao sair do trabalho, fui para um shopping próximo e lá rumei para a Livraria Nobel. Depois de muito rodar a livraria, descobri que o setor infantil tinha sido separado e estava localizado em um estande no andar acima. 

Chegando lá, fui revirando os livros para lá e para cá, cheirando-os e folheando-os, lendo suas histórias - sim, eu leio na própria livraria antes de comprar um livro infantil - quando cheguei a conclusão do que eu queria, dirigi-me ao caixa e lá conheci uma pequena leitora.
A menina estava em um carrinho infantil e parecia ter por volta dos três anos. Estava com a avó, mãe e tia, eu acho, comprando vários livrinhos. Curiosa, não aguentei e perguntei se ela gostava de ler. A mãe disse que a filha adorava livros e que gostava mais ainda de inventar suas próprias histórias em cima das ilustrações e quando alguém lia para ela as respectivas histórias oficiais, ela não as aceitava, alegando ser suas histórias inventadas a verdadeira.

A avó também muito orgulhosa, contou-me que a pequena tinha uma grande frustação que era não poder ler o livro. Seu grande desejo era aprender a ler. Seu único defeito era após muito folhear e inventar histórias,  frustada por não poder ler, ela enjoava do livro e os rasgava. Depois de rasgar os livros, a menina queria novos livros para poder se divertir.

Meu instinto blogueira aflorou e com a permissão da mãezona, eu fotografei a pequena. Infelizmente, esqueci de anotar o nome da pequena leitora, que já tão novinha é apaixonada por livros. Mas, é claro, que para existir essa paixão alguém incentivou e, neste caso, foi a mãe que comprou livrinhos de pano e de banho desde que sua filhota era bebê. 

Como em toda regra há um exceção, aqui em casa, nós sempre compramos também livrinhos para meu irmão, Luiz, mas ele nunca foi fã da leitura. Adora ouvir histórias, mas ler não está em sua lista de tarefas mais importantes. Como a esperança é a última que morre, eu não desisti ainda dele e continuo a falar de minhas leituras, do blog e também a comprar livros para ele. Comprei de presente de natal, o livro "O maior anão do mundo". Ele adorou o "Menino Maluquinho", achei que seria um bom presente, afinal. No momento, ele embarcou no grafic novel do "Percy Jackson - O Ladrões de Raios". Tomara que a leitura engrene. 
Luiza é ainda apenas uma bebê, mas é muito esperta. Ela ouve atentamente quando lhe conto histórias, envolvendo bichos que se chamam Brum!, Vrum!, de repente, acontece alguma coisa e Bum! Pá! Fiuuuuu! - ok, admito, ela adora esses barulhos e morre de rir, então, eu me aproveito que sei disso tudo, para usar na hora de contar histórias. Também leio livrinhos de histórias, mas ela sempre que tomar das minhas mãos, então, é uma luta contar a história dessa forma. Rs! Leio também perto dela, mas como sempre, muito curiosa, ela quer tomar meu livro da mão e colocar na boca. Mas já achei a solução, eu dou um livro de banho para ela e ela fica lá devorando-o, mordendo-o. Rs!

Incentivar uma criança ou jovem a ler deveria ser um dever dos pais e professores. Mas, veja bem, ler por prazer é diferente de ler por obrigação, como fazemos as vezes na escola. 
Então, não perca tempo. Se você tem uma criança na sua família ou se deseja dar um bom presente, escolha um livro, além de estimular e aumentar o intelecto, proporciona prazer, alegria, satisfação. Tenho certeza de que você, caro leitor, concorda comigo.

Galeria



5 comentários:

Kel Costa disse...

Acho muito importante acostumar a criança a ler sempre, pois é uma fase tão importante e cheia de aprendizados... Queria eu ter tido uma mãe que me incentivasse a ler quando era mais nova, viu? rs

E a Luiza é a coisinha mais fofaaaa! *-*

Bjs,
Kel
www.itcultura.com

Kamila Raupp disse...

Oi Dominique!
Adorei o post, muito bacana! E esse baby no fim? aaawn que coisa linda!
Obrigada pela visita lá no blog, amei tudo aqui! Já estou seguindo ;)

Beijos, Kamila
http://vicio-de-leitura.blogspot.com

Adrianatbnu disse...

Eu acho muito importante incentivar a leitura desde pequenos, além de ser instrutivo, ler com os filhos proporciona uma aproximação entre pais e filhos, é em momentos assim que a criança acaba contando seus problemas e se a abrindo com os pais e isso é importante na infância, pois só assim essa confiança continuará na adolescência e até na fase adulta.

FlaviaMolina disse...

Que fofa a Luisa !! Tenho um bebe de tres aninhos e sempre leio pra ele , acho super importante incentiva a leitura ja de pequenininho .. Quero passar essa paixão que eu tenho pra ele !!


Bjinhuss !!

Meyre Christina disse...

É nessas horas (apenas nessas), que questiono minha decisão de não ter filhos. Poder dar-lhe um livro e ver sua reação, a carinha de satisfação. Adorava ler para meus alunos da pré-escola.
Que coisa mais linda do mundo sua menina!!! Parabéns!!! Bjkss

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela