"Estilhaça-me" de Tahereh Mafi

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Estilhaça-me conta a história de Juliette, uma garota que cresceu sem poder tocar nenhuma pessoa, inclusive, seus pais. Tratada como uma aberração, ela cresceu com uma pária. Na escola, seus colegas eram informados a manter distância da menina, os professores alegavam que ela podia lhes fazer mal. Em casa, ela vivia trancada no quarto. Seus pais a odiavam. Não podiam imaginar como criaram aquela aberração. 

Até que um terrível acidente determina o destino de Juliette. Ela vai parar em um hospital psiquiátrico. Onde não vê e não conversa com ninguém. Sua companhia, isto é, seu maior pesadelo são os gritos que ouve durante a noite toda. Por que ela nascerá daquela forma? Por que os outros não entendiam que ela não queria lhes fazer mal? 

Mas nenhum ser humano nunca teve piedade dela, muito menos, o Restabelecimento, sistema criado após a terra secar, o clima ficar instável e os animais começarem a morrer. Juliette vive em mundo pós-apocalíptico, onde a ação dos homens foi determinante para instalar o caos. Então, veio o sistema do Restabelecimento, dividindo a sociedade em setores, enviando homens e mulheres para trabalhar no campo, idosos e crianças órfãs reunidas em um só lugar, não espaço para eles, a comida é escassa. Eles criaram um exercito forte, impiedoso, esmagador. Quem não é a favor, é contra o sistema, logo deve ser caçado e morto. E Juliette é sua prisioneira, ela não entende porque eles ainda não a mataram, até que novamente tudo muda e a esperança floresce.

Um jovem é colocado na mesma cela que Juliette. Adam é seu nome. Ela não quer machucá-lo, mas também não sabe se ele foi colocado lá para machucá-la. Até que começa a confiar nele... e, de repente, tudo muda novamente!

Estilhaça-me é um livro para ser devorado. Narrado em primeira pessoa por Juliette, ela conta tipo em forma de diário seus pensamentos, aflições, sentimentos e emoções. Seus pensamentos são entrecortados. As vezes, até conflitantes. As coisas que ela pensa, mas não deveria pensar ou desejar, ou dizer, ela corta, como um diário mesmo. 

Tahereh Mafi construiu muito bem a personalidade de Juliette. A menina transpassa em suas palavras e pensamentos, uma carência imensa, um desejo grandioso em pode tocar e ser tocada, em ser amada, em ser aceita, ao menos tempo em que deixa claro que a falta de contato humano, a desequilibrou mentalmente. Apesar de possuir um toque letal, Juliette é mais humana do que qualquer um, ela definitivamente, me conquistou por deixar sempre claro que não queria ser uma arma.

A entrada de Adam apimentou a leitura. Ui! Ele é um fofo, um docinho que conquistou o coração de Juliette com sua simpatia. Em contraposição, surge Warner, deliciosamente maléfico, mas sexy, meio doentio seu jeito de ser, mas sexy. Descobri que tenho uma queda por vilões bonitos. A dupla de gatos causam muitas emoções!

Confesso, porém, que me decepcionei com o final. Acho que eu esperava mais criatividade por parte da autora e isso não me impediu de comparar com outras obras que li recentemente. Esse fator alterou um pouco minha nota, mas não diminuiu meu entusiasmo quanto a leitura. Aliás, já estou torcendo para que a continuação chegue logo, logo. 

Ps.: Adoro a capa! Ela transmite a sensação de poder, de perigo também que a autora cria em torno da história.


Minha classificação para esse livro é de  5/7- "Muito Bom".

Veja a cotação do livro no SKOOB  e a opinião de outros leitores.

21 comentários:

Cristiane dornelas disse...

Eu esperava mais desse livro do que ele realmente é. Sei lá, esperava mais ação, mais enredo, mais....mais! Eu gostei, apesar de que senti que a leitura só embalou mesmo nas ultimas 100 páginas. É um bom começo para os outros livros, mas senti que não passou disso, um começo =/

Eduarda Menezes disse...

O vilão até tem uma personalidade interessante, mas não vejo um triângulo amoroso surgindo (ainda bem), até porque o Warner beira ao doentio e sinceramente se a Juliette se envolver com ele vou começar a achar que ela é louca mesmo huahua Mas eu também gostei do livro. O engraçado é que discordamos justamente no final, eu inclusive gostei mais do livro da metade para o seu término pois teve mais ação e muita coisa ficou a ser respondida; do começo para o meio achei mais parado.
Não é realmente o mais criativo de todos, até por conta das suas muitas semelhanças com o mundo de X-Men, mas acho que algo bom ainda irá surgir daí, e estou ansiosa pela continuação.
Beijão!

Andressa disse...

Eu comprei e não me arrependo! Tudo bem que na hora em que estava lendo não estava tão empolgada assim, mas você acredita que eu me encontrei relendo algumas cenas esse mês?!
Simpatizei muito com a Juliette e com o Warner uaehua nada contra o Adam, mas o amor deles já tava muito "predestinado" pro meu gosto!
Mas eu curti bastante e não me arrependo de ter comprado, não vejo a hora de chegar Unravel me!
Parabéns pela resenha,
Beijos

Maianerossi disse...

Nossa, a capa do livro e o título são demais. Quero muito comprar esse livro e saber o final da história logo. Já amei a Juliette de cara!

Kézia Lôbo disse...

GOstei do livro, confesso que a capa não gostei, porem eu achei muito cosplay dos Xmans, mas tirando isso, o livro é muito legal!

Patrícia Viana disse...

Eu não gostei desse livro, achei a Juliette muito melodramática, chatinha mesmo. Mas concordo que o Adam é um fofo e o Warner...ai,ai!

Vanilda Procopio disse...

Acredita que quando eu comecei a ler alguma coisa sobre Estilhaça-me, pensei: "ah! Esse não é pra mim". Mas agora, depois de ler algumas resenhas e inclusive a sua já deu vontade de sair correndo para ir atrás do livro. E lá vem mais uma série, não é?

Daniela Tiemi disse...

Eu quero tantooo ler! Mas meu livro não chega logooO! rs

Nattacha disse...

Ai eu emprestei esse livro e como você mesma disse, devorei o livro. Ele é incrível a forma como foi escrito, meio que em forma de diário pela protagonista nos da a ampla visão de tudo que ela sente e deseja, e não deveria pensar ou desejar!
Sem falar no Adam *-* gente tem homem mais incrível que aquele, que desde sempre desejou o coração de Juliette??? Já do Warner eu tinha arrepios, serio, ele pode ser super lindo e sexy, mais ele é doente, não consegui gostar dele de jeito nenhum!
Não vejo a hora de ler a continuação da serie *-* espero que não demora a chegar por aqui! E que eu tenha logo meu exemplar para reler as aventuras dessa garota mais humana que muita gente por ai xD
Beijos :*

Luciane Herbst Valim disse...

Fiquei curiosa em saber por que o toque dela é fatal...

Patrícia disse...

Estou bem curiosa pra ler esse livro desde seu lançamento. Nunca li nada do tipo, e acho essa capa linda *_*

Cis.Greenpy disse...

Nem precisa ser comentado que eu amei a capa, e a resenha deixa bem claro o quanto lvro é perfeito.

Izabelle Christine disse...

Todos andam falando muito bem desse livro, mal posso esperar para ler *----*

Suzy ♥ disse...

Ela lembra a vampira...

Sabrina Mazzoni disse...

Um livro com muita ação e sentimentos. Parece ótimo para mim.

Dani Touzdjian disse...

Nossa, ela me lembra a personagem "Vampira" do x-men... Tadinha, ela tem um dom e uma maldição ao mesmo tempo até onde eu pude entender da história e espero ganhar esse livro pq gostei do que li nessa resenha e em outras tbm e estou louca para lê-lo...

Clara disse...

Eu fico com um pé atrás pelo fato desse "apimentado", sabe. Gostei da resenha. Não li o livro, mas já tô participando da promoção.
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Aryane disse...

fiquei encantada com o livro, me chamou muito atenção... participando da promo!!

Carina Cassiano disse...

Resenha incrível! como o livro também é incrível, me apaixonei pela historia de Juliette e Adam (:

Genilda Silva disse...

A história tem enredo de filme, tenho lido muitas resenhas sobre este livro e a maioria diz que é uma boa leitura. Quero ganhar este livro!

Isaias Ribeiro disse...

otimo

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela