"A Festa de Casamento" de Patricia Scanlan

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Debbie quer o casamento perfeito. Afinal, qual noiva não gostaria de ter? O problema é que ela não quer a presença de sua madrasta  Aimeé e da meia-irmã, Melissa, muito menos, a presença do pai, mesmo que ele esteja pagando metade da festa. Estressada por ter que aturá-los, Debbie não mede esforços para demonstrar seu desagrado, forçando sua mãe a tentar suavizar a relação para lá degastada entre pai e filha e a salvar a festa de casamento. 

Nada como um lindo casamento... Para começar a Terceira Guerra Mundial! 

Para piorar as coisas, Debbie tem uma chefe encalhada e mal-resolvida, que está super disposta a transformar sua vida em um inferno, como se não bastasse seu noivo está tendo algumas dúvidas sobre o casamento. Será que o tão desejado sonho de possuir finalmente a família perfeita com Bryan Kinsella irá ruir? Acontecerá o mesmo com Debbie, o que ocorreu com seus pais, terminando um lindo relacionamento em um divórcio pavoroso? 

Antes de dizer o tão famoso Sim, Debbie terá que resolver algumas questões mal-resolvidas do passado e terá ainda que enfrentar junto a sua família algumas situações embaraçosas, mas importante para a felicidade geral. 

 ¸. • * '¨`* •. ¸. • * '¨`* •. 

A Festa de Casamento de Patricia Scanlan é o típico chick-lit, onde a vida da mulher moderna é abordada de forma magnífica, a autora poderia estar falando de qualquer uma de nós, quando imprimiu em suas personagens tanta vida, força e veracidade.

Porém, o que poderia ter sido um ótimo livro, tornou-se bastante monótono e arrastado para mim. Apesar de bem construído e de abordar temas importantes como a relação entre pais e filhos após um divórcio e sobre o significado do casamento, achei a leitura bastante cansativa.

Neste livro apesar da trama orbitar ao redor de Debbie e seu casamento, Patricia Scanlan dá voz a outros personagens ao conceder-lhes um momento para contar em primeira pessoa sua história e sua própria visão do desdobramento dos acontecimentos. Talvez por esse motivo, eu tenha achado cansativo, pois quando finalmente estava me familiarizando com o pensamento de algum personagem, trocava para outro, as vezes, nem tão importante para a história. 

Confesso que esperava bem mais de A Festa de Casamento, mas como todo bom chick-lit tem alguns barracos ótimos, personagens inesquecíveis, alguns adoráveis como Connie (mãe da noiva) e outros odiáveis, como Aimeé (madrasta da noiva).  A verdade é que somente lerei a continuação do livro, Happy Ever After, pois tem uma grande possibilidade de Connie ter um final feliz com um certo personagem (sem spoilers).

Se você gosta de chick-lits, provavelmente, irá gostar desse romance. =)


Minha classificação para esse livro é de  4/7- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB  e a opinião de outros leitores

A Festa de Casamento. Scanlan, Patricia. Editora Planeta, 2012, 400 p.

9 comentários:

Manu Hitz disse...

Achei a sinopse bem legal. Suas ótimas observações sobre o desenrolar da trama abriram a visão do leitor para o que é importante numa leitura.
Mesmo assim, Dominique, preciso dizer que gostei da ideia de 'ouvir' outros personagens sobre o q eles acham do problema principal do livro, como eles enxergam a situação. Não li o livro, mas me soa como se a gente sentasse no sofá com os envolvidos e fosse debater o conflito, pra ajudar a protagonista, rsrs... Será mesmo? Achei divertido.
Em todo caso, essa leitura cairia pra mim apenas como uma diversão, sem compromisso com pausas para reflexões durante a leitura - e é exatamente isso q gosto em um livro: que ele me peça pausas.

Gladys Sena disse...

Poxaaa, fiquei um pouco desanimada agora. Esperava mais desse livro.

Mas apesar de você achar a leitura arrastada, o que me incomoda também, darei uma chance a ele, o lerei em breve... rsrs.

Bjo.

Dominique disse...

É uma leitura arrastada para mim, outras pessoas no skoob, adoraram. Mas, no todo, é um livro mto bom. Talvez eu não tivesse no clima, tinha acabando de sair do suspense "O Diário da Mariposa". Rsrs!

Obrigada pelo comentário. =)

Dominique disse...

Oi, Manu,

Em geral, os chick-lits são leituras para divertimento mesmo, né? Esquecemos da vida (em momentos estressantes isso é ótimo).

É engraçado qdo temos a visão de vários personagens sobre o mesmo problema, parece vida real mesmo, onde cada com sua experiência de vida, enxerga um mesmo acontecimento sob um prisma diferente.

Obrigada pelo comentário. =)

Gladys Sena disse...

Li a resenha do "O Diário da Mariposa" e fiquei interessadíssima, :)

Eu faço uma pausa entre as leituras, as vezes dá até saudades dos personagens da última leitura e não consigo "engatar" na nova leitura, rsrs.

Bjo.

Cristiane Silva disse...

Achei esse livro fofo ora bolas. Queria demais ler ele. Mas deu uma desanimada heim =/
Ah, só lendo pra saber...

Maianerossi disse...

Adoro chick-lits, mas esse não me interessou muito :/
Acho que isso se dá um pouco por causa do título, dá a impressão de ser um livro todo sobre um dia só e ultimamente estou procurando histórias mais bem desenvolvidas.

JessicaLisboa disse...

Sinceramente se fosse para eu comprar esse livro, acho que nao compraria ele não me chamou tanta atenção assim quanto eu esprava.

Ana Cláudia Pereira disse...

hahahaha comprei o segundo livro só por causa da Connie, melhor personagem da historia

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela