"A Casa das Orquídeas" de Lucinda Riley

sábado, 15 de dezembro de 2012


As melhores memórias da renomada pianista Júlia Forrester remetem a sua infância, as férias passadas em nas estufas de Wharton Park ao lado dos avós, empregados desde jovens da mansão. Entre as incríveis flores exóticas, Júlia se sentia extremamente feliz, principalmente, após o terrível acidente que levou sua mãe.

Passados diversos anos, Júlia sente a nostalgia daqueles tempos. De volta a Inglaterra após longos anos distante, ela retorna após uma terrível tragédia familiar. Ferida, amargurada, depressiva, Júlia busca o isolamento até o momento em que é convidada a visitar Wharton Park novamente, herdada por Kit Crawford, um homem charmoso e carismático, que também possui um passado que deseja esquecer. 

Quando um diário antigo é encontrado na reforma de um dos chalés de Wharton Park, Kit Crawford procura Júlia, acreditando que o diário pertence ao seu falecido avô. Decididos a entender o passado, ambos procuram a avó, de Júlia, D. Elsie, que contam-lhes tudo sobre os romances, sonhos destruídos e reviravoltas que mudaram o destino de Wharton Park.

Assim, Júlia é levada para o passado de Wharton Park, para a vida do casal Olivia e Harry Crawford, dois jovens separados pela segunda guerra mundial e pelas convenções sociais. Sem saber, o destino do casamento deles, mudaria a vida de todos ao seu redor, inclusive, para seus descendentes e também para Júlia.

 ¸. • * '¨`* •. ¸. • * '¨`* •. 

A Casa das Orquídeas é uma leitura deliciosa apesar de trágica. Lucinda Riley possui o dom de envolver seus leitores aos poucos, lançando pequenos mistérios que culminam em grandes reviravoltas. Incapaz de largar o livro, mesmo com suas mais de quinhentas páginas, eu o levava para todo lugar e assim como Júlia, vi-me inebriada e apaixonada pelos jardins e pelas estufas de Wharton Park e sensibilizada pelas duas histórias paralelas - Júlia nos tempos atuais e Olivia e Harry Crawford no passado. 

Intercalando as duas histórias com maestria, aos poucos somos levados a conhecer os sonhos, motivações e decepções dos personagens, suas conquistas e tragédias pessoais. Olivia e Harry Crawford são vítimas da segunda guerra mundial que os separou e uniu ao mesmo tempo sob condições adversas. Enquanto, Olivia fica protegida dentro dos domínios de Wharton Park, auxiliando a guerra cuidando de garotas de todo país e costurando para os soldados; Harry é enviado para combater em Bangkok, junto ao filho do jardineiro, o jovem Bill, casado com Elsie, dama de companhia de Olivia. É terrível assistir como a guerra destruiu a esperança de tantas pessoas, independente da nacionalidade e mais doloroso ainda é ver a dificuldade em reconstruir a vida após tantas barbáries vividas. 

A história da própria protagonista é comovente. Sutilmente Lucinda Riley deixa algumas pistas sobre qual seria a tragédia vivida por Júlia, que vive embargada na dor e nas lembranças de uma vida que jamais voltaria a ser como era antes. O mais interessante, no entanto, é vê-la se reerguer aos poucos como uma criança que aprende a caminhar pela primeira vez. 

Intenso, comovente e incrivelmente dolorosa é a história de A Casa das Orquídeas, mas também é redentora, pois mostra que nada melhor do que o tempo para fechar as feridas e que mesmo após tantas decepções e tragédias, a vida ainda pode ser bonita e o amor voltar a florir. É uma leitura inesquecível e super recomendada! 



Minha classificação para esse livro é de  5/7- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores


A Casa das Orquídeas. Riley, Lucinda. Editora Novo Conceito, 2012, 560 p.

29 comentários:

Maristela G Rezende disse...

Estou com esse livro marcado como desejado no skoob e estou doida para ler. Amei sua resenha que está excelente. Parabéns.

Manu Hitz disse...

Que delícia de resenha! Agora fiquei com mais vontade ainda de ler esse livro...
Ganhei há poucos dias e estou encantada com a edição caprichada. Já estava de olho nele após algumas resenhas positivas. E adorei a capa linda, o título românico, a sinopse convidativa... e agora vc me seduz a ponto de passar o livro na frente de outros para a próxima leitura. Tenho que agradecer por isso!

ViajenaLeitura disse...

Oi Nique!


Preciso mesmo ler logo esse livro, as opiniões tem sido excelentes!
Bjs

Hortencia Helena disse...

Esse livro ta na minha top top top lista! Preciso, necessito dele! Só não o comprei ainda pq acho que vão me dar de Natal hahahaha. Chega logo Natal!
Deve ser lindo essas duas histórias, me emocionarei fácil fácil. Sinto que a autora pode vir a ter um lugar especial na minha estante rs.
bjs!

Clara Beatriz disse...

Bom com certeza vou ler este livro, ele já está na minha lista a um tempo! Gosto muito do tema que ele aborda, estou torcendo para conseguir este livro em 2013!

Ana Paula Barreto disse...

Este livro está fácil no TOP5 das minhas pretensões literárias (ainda para este ano, quem sabe).
Lindo, comovente, com uma história apaixonantemente trágica (segundo você! rs), com personagens bem elaborados. Nada melhor!
Desde seu lançamento estou com vontade de ler a obra, mas a minha verba ainda não permitiu que comprasse!
Espero muito AMAR este livro!
bjs

Francine Fernandes disse...

Que história incrível esta história, e esta resenha também. Sempre fui apaixonada por livros e a maneira como ela nos envolve, e até agora não consigo sair deste blog, de tão incrível que é! Parabéns!

Folhas de Sonhos disse...

Apesar de algumas pessoas falarem bem, eu não leria. Não acho que seja tão interessante esse livro, algo não chamou a atenção. Mas que bom que foi boa a sua leitura :)


abraços,
Luciana

Gladys Sena disse...

A capa é linda!


Achei a trama bem envolvente. O lerei em breve, ;)

Karen Senoo disse...

Eu já tenho esse livro mas por enquanto está apenas na estante. A capa é realmente linda =) A resenha me deixou na expectativa. Fiquei super curiosa agora para saber que tragédia foi essa pela qual a Júlia passou!

Bjs
@Tibiux

Lana Leng disse...

A capa é lindona e fiquei curiosa pra ler esse romance da luncida que escreve super bem, ta na minha lista de desejos ja!

Cinthia Oshiro disse...

Eu li esse livro, adorei como a autora misturou o passado com o presente. Só achei bizarro o final aquela história do marido dela.

Juliana Xavier disse...

Bom, pelo jeito, o livro traz esperança. Algo que eu ando precisando. De repente ele me ajuda a recuperar a crença no amor.

Conheci a Lucinda na Bienal e desde então fiquei alucinada pra ler. Mas não consegui encaixar um livro tão imenso na fila de leitura ainda. Me parece que vou gostar bastante, adoro histórias que mesclam tempos diferentes, Espero ler ainda no início de 2013! =)

Felipe Ralf disse...

Pela capa já percebo que uma história que contém elementos tristes mas que ao mesmo tempo é bela.
Tenho curiosidade em ler este livro pelas várias resenhas elogiando a autora e o livro.
Não sabia que havia um diário no meio de toda essa história.

Mey disse...

Tenho esse livro mas ainda não li. Vou colocar em minha lista de leituras. Não imaginei que fosse tão bom assim. A historia parece ser mesmo bem comovente e a capa bem bonita. Bjksss

Maristela G Rezende disse...

Após ler sua resenha, que por sinal está otima, deu-me uma vontade enorme de ler esse livro. Gostei do tema e gostei muito da capa.

Stephanie Remohi Baradel disse...

Estava à procura desse livro, a história traz lembranças e parece ser muito emocionante. Estou ansiosa para lê-lo

Ariana Alves disse...

Um grande drama heim...
Uma aposta arriscada da autora intercalar passado e presente dessa forma mas que pelo visto deu certo.
Bjus


Ariana

laura_inglorion disse...

Adoro orquídeas, e pela capa e título, já imaginei que se tratasse de uma história carregada de drama familiar!

Karina Barizon disse...

Oi

Estou muito curiosa para ler esse livro! Parece ser bem o estilo de leitura que eu gosto :D
Alem da capa ser linda..

Nardonio Alves disse...

Quando vi a capa desse livro, imaginei que seria um daqueles romances bem chatos e melosos. Pelo jeito, me enganei. Fiquei um pouco apreensivo em relação ao tamanho dele. Me passa a impressão de que ele tem muita enrolação, pois um livro desse gênero, e com mais de 500 pág. é de assustar qualquer um. Rsrsrs
Mesmo assim, quero lê-lo, sim!


@_Dom_Dom

Paty M. Castro disse...

Acho que assim como a Julia, todos nós temos uma memoria de algo ou algum lugar muito bom da infância ao ler a resenha eu lembrei do meu cantinho preferido quando criança. Eu imagina esse livro exatamente como você o descreveu e fico feliz por estar certo, apesar de dramática é uma historia e eu não gostar muito, é um livro que gostaria de ler.

Andréia Gomes do Nascimento disse...

Gostei desse resenha. Estou muito interessada em ler esse livro.

VANNESSA QUEIROS disse...

Oi,resenha maravilhosa!
Livro interessante, um romance histórico com ingredientes que o transformam em uma boa leitura: os personagens,amor,ambição,tragédia,recomeços,parece que estamos lá com os personagens torcendo por um final feliz.Acompanhamos o desenrolar dividido em dois tempos: o atual e durante a guerra, dá uma visão do cenário que transformou o mundo,os mistérios e segredos guardados pela mansão prendem a atenção do leitor e vão transformar a vida dos personagens.

ANINHA CAVALLARI disse...

O nome já encanta ,vou colocar na minha lista de livros para ler ,beijos.

Mariane disse...

Oi Dominique!

Eu amei a sua resenha!!!!!! Eu já tenho o livro e quero muito ler.

Não conheço a autora, mas pelo pouco que vi nas sinopses e resenhas ela me parece um tanto parecida com Rosamunde Pilcher que, aliás, é uma autora bárbara! Se você aceitar uma sugestão, o livro "Os Catadores de Conchas" vale suuuper a pena!

Bjos

Jaynne S Silva disse...

Ameeii a resenha!!!
Vou ler com certeza!!!!

Wiriane disse...

Cara,estou na página 268,indo pro capítulo 30... Estou amaaaaando! Sinceramente,melhor coisa que eu fiz foi ter pedido esse livro de presente,muito melhor que esses filmes idiotas que tem por aí! Muito bom,realmente!

Nanda Rodrigues disse...

O livro é perfeito, amei do inicio ao fim !! tudo muito bom .. so falta 7 paginas pra terminar .... <3 .. amei de mais ..

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela