{Admirável Mundo Literário} Releituras

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013


Ninguém se banha duas vezes nas mesmas águas de um rio. 
Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio porque as águas mudam, 
mas o que é mais terrível é que nós não somos menos fluidos do que o rio. 
De cada vez que lemos um livro, o livro não é o mesmo, 
a conotação das palavras é outra. 
Além disso, os livros estão carregados de passado.
(Heráclito citado por  Livros & Afins)

O ato de retornar a um livro que já havíamos lido anteriormente, expressa nossos sentimentos a respeito daquela leitura. Sabemos realmente quando um livro tornou-se nosso preferido quando por vezes, mesmo passado algum tempo após a leitura, nós divagamos por sua história e, consequentemente, desejamos relê-lo, seja para matar a saudade ou relembrar algumas passagens já não nítidas em nossas mentes.

Reler um livro, no entanto, vai além dos motivos citados acima, pois uma vez que retomamos uma leitura já lida antes, nós não somos mais os mesmos, como seres em perpétua transformação, nossas concepções podem ter sido modificados pelas novas leituras realizadas e vivências cotidianas.

Cada (re)leitura consiste na realidade na leitura daquele livro como se fosse a primeira vez. E se ao relê-lo você descobrir que ele ainda te emociona, causa frenesi e enternece, com certeza, esse livro é especial. Em geral, ainda queremos compartilhar aquela leitura magnífica com amigos e familiares.

Já perdi as contas de quantas vezes, eu reli a Saga de Harry Potter. A primeira vez que o li foi aos catorze anos, a pedido da escola, na época, eu estava na oitava série. Comecei a lê-lo meio desconfiada, pois durante algum tempo, eu tive ciúmes da saga, pois meu melhor amigo não a largava, nem para conversar comigo, mas conforme, eu lia entendi perfeitamente suas motivações e também fui arrebatada. Em diferentes momentos da minha vida, eu retornei e li um livro ou outro e ainda assim, foi como se fosse a primeira vez. Outro autor que sempre me arrebata é o poeta Pablo Neruda. Volte e meia, sou tomada pelo desejo de reler minhas poesias preferidas, de enamorar-me  e beber novamente suas palavras. Atualmente, reli toda a série de Vampire Academy e mais uma vez, a autora Richelle Mead conseguiu prender minha atenção, fazendo-me transbordar de emoções. Porém, o livro que mais reli foi Fernão, Capelo Gaivota. Li a primeira vez aos nove anos de idade e depois o reli aos dezesseis anos, a visão que eu tinha da história modificou-se completamente. Passado nove anos, acredito que já estou pronta para relê-lo, agora com os olhos de adulta e com mais bagagem literária. 

A autora Laura Elias é também adepta de releituras, inclusive, cita que seus livros favoritos são O Retrato de Dorian Gray (Oscar Wilde) e O Caso dos Dez Negrinhos (Agatha Christie). Sua primeira leitura de O Retrato de Dorian Gray ocorreu entre treze/catorze anos, diz que adorou a leitura, mas o considerou como uma história de terror, mais tarde, ao reler, teve outra visão do livro:  "Hoje, quando releio, vejo muito mais o Oscar Wilde lutando ferozmente com uma sociedade frívola e sem caráter do que uma história de terror. É um texto magnífico, irônico, crítico e carregado de cinismo e com um estilo primoroso. Fantástico!" No entanto, ressalta que também utiliza as releituras como mecanismo de estudo, citando como fonte o livro O Caso dos Dez Negrinhos: "Mais do que reler este texto, eu o estudo, tentando aprender a construir uma trama como ela faria; simples e que prende o leitor de tal maneira que não se consegue largar o livro", esclarece Laura Elias.

A leitora Raffaela Fustagno também aprecia releituras, porém, por motivos diferentes. Quando uma série de livros demora muito tempo para ser lançada e ela não consegue recordar de muitos detalhes, apela para a releitura. Também opta por reler quando uma obra literária é adaptada para os cinemas. Ressalta, porém, que sempre relê Jane Austen e Stephen King, seus autores preferidos. Karine Coelho aponta que também relê seus livros favoritos quando sente saudades, principalmente, da Saga de Harry Potter, que acompanhou durante toda adolescência. Outro livro que sempre recorre é Mulherzinhas (Louisa May Alcott): "Releio, por ser uma das histórias mais singelas, delicadas e deliciosas que eu já li na minha vida. Ele me fez companhia no início da minha adolescência, me ensinou diversas lições que levo comigo até hoje...".

Seja o motivo qual for para realizar a releitura de uma obra, a experiência sempre será única e nova, uma oportunidade de avaliar o quanto nos modificamos ao longo do tempo, assim como as águas do rio. 


Vocês também releem livros? Em que circunstâncias?
Conte sua opinião!

14 comentários:

Sabrina Mazzoni disse...

Adorei esse post!

Fez me relembrar das minhas releituras. Como você, também acredito que quando relemos um livro, esse se torna diferente, porque naquele momento você é diferente de quando o leu anteriormente.

Eu gostaria de fazer mais releituras, mas as vezes o tempo não deixa muita escolha.

Eu reli alguns livros de séries para leitura dos próximos volumes, porque as vezes esqueço de um pontos da história. Só reli A Hospedeira por espontaneidade, porque estava com saudades da história.

Ainda gostaria de reler a série House of Night, mas com o tempo curto e são muitos livros, ainda não consegui.

Cristiane Silva disse...

Não costumo reler muitos livros hoje em dia....Uns anos atrás eu relia, os livros do Nicholas Sparks principalmente. E O morro dos ventos uivantes, esse não canso de reler, adoro muito. É legal reler os livros que a gente mais gostou, não é? Você se lembra de pormenores, vê sentidos na história que talvez da primeira vez que leu não prestou muita atenção...eu gosto disso. Mas tem tantos para ler, esperando na estante, que não dá pra reler nada não :S


cristiane dornelas

Daniela Tiemi disse...

Infelizmente, tah cada vez mais raro arranjar tempo para reler um livro... haha! Os livros que mais gosto de reler sao os da minha amada autora Jane Austen, e das irmas Bronte. Sinto necessidade de reler O Pequeno Principe de tempos em tempos.

Jah reli algumas vezes Crepusculo, mas na epoca da febre da saga, hj acho q nao faria uma releitura, ainda gosto, mas nao tanto.

Tem varios livros que gostaria de reler, mas a lista de nao lidos eh tao gigantesca... Mas sem duvidas, alguns livros valem mto a pena de se ler de novo! =)

Bjo.

Ana Paula Barreto disse...

Eu releria muitos livros que amei na primeira leitura. Mas tenho muitas outras obras para ler e não consigo me convencer de que é melhor voltar ao antigo, do que provar o novo. Conhecer novas histórias parece melhor do que ficar com as antigas. Afinal, as boas histórias que já li, são parte de mim de certa forma, me ajudaram a ser quem eu sou, fazem parte da minha vida. E mesmo que nunca volte a lê-las, jamais esquecerei.
obs: Mesmo assim, tem alguns livros que pretendo reler, mesmo que demore bastante para isto acontecer.
bjs

Maria Pereira disse...

E uma pena eu não ter muito tempo pra poder reler os livros que eu quero quero tanto reler os livros da Irmandade mais me falta tempo ;/

Larissa Siriani disse...

Quando eu era mais nova, relia livros SEMPRE. Não comprava muitos livros novos naquela época, então ficava lendo e relendo infinitamente os mesmos títulos. Só a saga Harry Potter eu devo ter lido umas 5 ou seis vezes cada livro. Crepúsculo eu também reli umas três vezes cada título, senão mais. Reli várias vezes os livros do Pedro Bandeira, e a série Vagalume, e também as minhas crônicas preferidas das Crônicas de Nárnia. Hoje, infelizmente, não tenho mais tanto tempo, mas já tem vários que eu gostaria de reler (tipo HP. DE NOVO aiuahiuahuiah)

Beijocas

http://nossosromancesadolescentes.blogspot.com.br/

Nattacha disse...

Poxa, como diferente da maioria dos leitores, eu comecei a ler a uns 4 ou 5 anos só, mas desde que comecei eu nunca parei de comprar, ou seja a vontade é grande de reler vaaaarios livros, mas nunca tive tempo de reler nenhum, porque a lista dos livros a serem lidos só aumenta!
Mas penso que vai chegar uma época, em que essas compras compulsivas vão passar e ai sim poderei reler meus livros favoritos!
Beijinhos :*

Karine Coelho Lima disse...

O mesmo acontecia comigo, Larissa. Quando era nova e não comprava muitos livros, o jeito era reler os que eu mais gostava. Mulherzinhas foi um desses. Hoje em dia é mais fácil comprar livros, temos muitos títulos à disposição, aí fica difícil reler os que nos marcaram. Mas ano passado eu dei uma pausa para reler toda a saga Harry Potter e não me arrependi (mesmo quando olhava pra minha estante e via os livros bons e inéditos que eu ainda tinha pra ler. Rsrs). Pretendo reler O Hobbit antes de ver o filme e depois a trilogia O Senhor dos Anéis. Beijos!

Nátila Peixoto disse...

Tem aqueles livros que são os nossos queridinhos, quando estou baixo astral sempre releio e sei que vai me animar e outras vezes releio só para matar a saudade mesmo.

Karine Coelho Lima disse...

Assim como a Laura citou, li O Retrato de Dorian Gray na época da escola (lembra?) e adorei. Não considerei uma história de terror, mas uma história de ironias, complexa... Porém, ano passado o reli para um trabalho da faculdade, no qual apresentamos um seminário sobre Oscar Wilde e eu tinha que contar a história do livro. Confesso que um mundo se abriu diante dos meus olhos! Ler o livro enquanto se pesquisa a vida do Oscar é maravilhoso, pq se percebe o quanto ele é autobiográfico. O próprio autor já disse que o Basil é ele, o Lorde Henry é como as pessoas acreditam que ele é, e o Dorian é como ele gostaria de ser. Fora que a maturidade me mostrou tantos outros detalhes, e acabou transformando a história de Gray em uma das minhas favoritas, e me fez virar fã de carteirinha de Oscar Wilde.

Mayara Milesi disse...

Eu gosto de reler aqueles livros que realmente me marcaram, como por exemplo, a saga Harry Potter, perdi as contas de quantas vezes eu li esses livros... Crepusculo foi outra serie tambem que eu reli varias vezes, a cada filme que lançava eu lia a coleção de novo kkkkkk
Vou reler agora o Belo Desastre e o Vampire Academy

Raffafust disse...

Amei participar! Muito bacana esse post! Releituras são algo que nunca havia parado pra pensar de pq as faço!
Bjs

Girlane disse...

Adoraria ter tempo para reler alguns livros! é que já tenho pouco tempo para ler, e nesses momentos aproveito para conhecer uma nova história! :)
São tantos títulos lançados, que penso q nao daria tempo de voltar a uma releitura, enquanto tenho uma pilha de nao lidos a minha espera. :P Mas quem sabe no futuro...
Se Deus quizer, a aposentadoria vem por ai.. kkkkk

Adrianatbnu disse...

Eu queria reler mais, mas tem tantos livros novos que quero ler que as vezes não dá tempo de matar a saudade.

Eu reli algumas vezes O Pequeno príncipe, reli quase todos os livros de Jane Austem, O dia do curinga, Êxodus ... reli outros também, mas esses são livro que eu já li mais de uma vez e sei que lerei novamente no futuro.

Realmente, embora a emoção de ler pela primeira vez nunca mais seja a mesma, ao reler nós descobrimos novas emoções, enxergamos a história e os personagens de uma forma mais verdadeira eu acho, sem os preconceitos que temos ao ler pela primeira vez.


Gostei muito do tópico do post

http://hobbyecletico.blogspot.com.br/

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela