"Dezesseis Luas" de Kami Garcia & Margaret Stohl

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013



"Algumas paixões estão predestinadas... Outras são amaldiçoadas."

Ethan Wate mora em uma pequena cidade chamada Gaitlin, na Carolina do Sul, assim como toda uma geração da família Wate, desde o tataravô de seu tataravô.

"Havia dois tipos de gente na nossa cidade. (...) Os que estão condenados a ficar ou são burros demais para ir embora. Todos os outros acham um jeito de fugir."

Ele não queria ficar naquela cidade para sempre. Um lugar em que nada acontecia, onde todos se conheciam e nada jamais mudava. Ele mal sabia o quão estava errado, o quão pouco conhecia aquela cidade e aquelas pessoas que escondem muitos segredos; ele mal sabia o quanto tudo estava prestes a mudar.

Tudo começa com um sonho. Um sonho que se repete por várias noites desde o falecimento da mãe de Ethan, um sonho em que ele tentava, mas não conseguia salvar a garota que suplicava por sua ajuda. Suas mãos não a alcançavam, ou não a seguravam forte o suficiente, ele sempre a perdia. Ele enxergava apenas seus contornos, seus cabelos, mas jamais enxergava seu rosto.

As férias de verão acabam e chega o primeiro dia de aula. Há uma garota nova na cidade: é a sobrinha de Macon Ravenwood - o esquisito e recluso da cidade que mora em uma casa velha em ruínas na fazenda mais antiga de lá do qual ninguém tem a coragem de se aproximar, ninguém se atreve a cruzar os portões. E, antes mesmo que qualquer um pudesse impedir, Ethan já estava apaixonado pela garota tão diferente de todas as outras da sua escola, e cada vez mais ele deseja estar perto dela.
Contudo, sendo Lena Duchannes tão diferente, significa que não será aceita tão facilmente pelos cidadãos de Gaitlin. E quanto Ethan a defende e enfrenta a todos por ela, mais os moradores se rebelam contra a garota.

Como se não bastasse lutar contra uma cidade inteira e ainda por cima dentro de casa - nem o tio de Lena e nem a governanta supersticiosa que é como uma mãe para Ethan aprovam a relação dos dois -, Lena e Ethan ainda contam os dias, pois algo de terrível pode acontecer no aniversário de dezesseis anos de Lena... Para evitar que isto aconteça, mistérios têm de ser desvendados e segredos revelados.

Eu vi algumas críticas nada positivas sobre este livro por aí - especialmente na blogosfera -, assim como vi muitos elogios. Eu sou do grupo que apreciou o livro, mesmo não sendo o top das minhas leituras. Li "Dezesseis Luas" há  uns dois anos mais ou menos, não muito depois de ser lançado pela Galera Record. Com a estreia do filme - que por sinal eu já assisti - amanhã no Brasil, resolvi falar sobre o livro por aqui.

Acho que posso começar elogiando a capa, certo? Eu adorei! Parece que representa bem o clima um tanto sombrio da história.

A trama caminha, em alguns momentos, um tanto devagar, mas a achei muito interessante; gostei de ir desvendando os segredos de Gaitlin. Com seu suspense e mistério fiquei presa à leitura. E, tem o romance super fofo

Por fim, eu gostei dos personagens, tantos os protagonistas quanto os secundários. Ethan, como li numa resenha por aí, "é tudo o que uma mãe quer num filho". E, acrescento a frase: "e tudo que eu gostaria em um namorado"! Ele pode ser um tanto meloso, mas é um rapaz que sabe o que quer. Ele luta e defende Lena até o fim. 

Mas tenho uma pequena crítica: a história parece tão focada no casal Ethan e Lena e há  tantos outros personagens legais que poderiam ter um pouco mais de destaque. E, eu achei que o fato de Ethan ser o narrador da  história - ao contrário da maioria dos YA em que a mocinha é a narradora -, seria um grande diferencial, mas não foi. 

Contudo, este é um livro que eu recomendo, sim. E, com certeza, quero ler as continuações, até porque tenho a esperança de que a série ficará melhor.


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Bom"..
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Dezesseis Luas. Editora Galera Record, 2010, 490 p.


Série Beautiful Creatures:

❤ Dezesseis Luas #1
❤ Dezessete Luas #2
❤ Dezoito Luas #3
❤ Beautiful Redemption #4 (ainda não publicado no Brasil)

9 comentários:

Ângela Graziela disse...

Sempre tive bastante votade de ler esse livro
E a vontade só aumentou com o filme que vão lançar

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com.br

Daniela Tiemi disse...

Amanha tem postagem sobre o filme por aqui! ;-)

Sabrina Mazzoni disse...

Eu fiquei conhecendo o livro pelo lançamento do filme.
Ainda não tinha lido nenhuma resenha a respeito. E, confesso que gostei bastante.
O fato de Ethan narrar a história me surpreendeu, não tinha nem pensado que na maioria dos livros, são as personagens femininas que os narram.
Como ainda não adquiri o livro, no momento quero mais assistir o filme.
Vamos ver se é bom, igual ou melhor que o livro.

Ana Paula Barreto disse...

Eu vi o trailer do filme e achei que a história parece interessante. Não faz bem meu estilo literário, mas parece bacana. Também pensei que o fato do "narrador" ser o menino fosse fazer diferença, fugir dos padrões.
Acho que veria o filme, mas não tenho certeza quanto a leitura do livro!
bjs

Daniela Tiemi disse...

Nossa, Ana... eu assisti ao filme e nao gostei, sabe. O livro eh bem melhor, mais detalhado. Fora que nao gostei dos atores do filme.. =P rs. Te indicaria o livro, mas nao o filme...
Bjo.

Ana Paula Barreto disse...

Nossa, valeu pela dica. Geralmente os livros são melhores mesmo. Vou arriscar na leitura então! Obrigada.
bjs

Cláudia Charão disse...

Oi Dani

Esse livro não despertou muito o meu interesse, não parece que se destaca entre outros do gênero. Você disse que o garoto narrando não fez muita diferença, achei (pela resenha) que ele parece muito (em atitude) com algumas mocinhas que tem por aí, deve ser por isso que não fez o diferencial, será? Só para constar, não quis dizer como algo ruim, ele parece agir como as que gostei.

Bjus

Mariane disse...

Oi Dani!
Gostei muito da sua resenha.
Também vi vários comentários negativos e, inclusive, fiquei com o pé atrás em ler.
Você acha melhor ler primeiro ou assistir ao filme?
Bjos

Júlia disse...

Mariane,
Eu cheguei a ver o filme e ler o livro.
Amei o filme mostra um pouco da realidade de uma adolescente e da família de aceitar quem ela realmente é (ou pode virar).
O livro no entanto me encantou ainda mais pelo fato dele ter uma escritura boa,e ter alguns detalhes amais que você fica Louca para devorar o livro na mesma hora.
Quando começei a ler ja tinha visto o filme no inicio me incomodei com o fato de certas coisas estarem iguais,mais depois coisas sobrenaturais havia acontecendo e deixando com que O livro vire sua realidade.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela