"Cilada"de Harlan Coben

terça-feira, 28 de maio de 2013


Assim como em seus outros livros, Harlan Coben apresenta neste livro histórias paralelas que vão se entrelaçando conforme o avanço da leitura e assim encaixando cada peça do quebra-cabeça.


Em "Cilada - Ninguém consegue escapar das próprias mentiras" ocorre a seguinte trama:

Dan Mercer é um assistente social divorciado que cresceu sob a guarda provisória de diversas famílias, mesmo com as muitas dificuldades consegue se formar em Princenton - uma das melhores universidades do país - e agora trabalha em um centro comunitário como treinador de basquete. 

Em um dia fatídico, ele recebe a ligação de uma garota chamada Chynna que pede a ele para que a encontre em sua casa. Preocupado, imaginando que a garota poderia estar com algum problema - e contrariando a sua intuição - Dan vai ao encontro de Chynna e lá se depara com câmeras de TV e a repóter Wendy Tynes que desmascara pedófilos que atraem crianças utilizando a internet em rede nacional. Dan vai a julgamento e é inocentado por falta de provas, porém sua vida está arruinada e sua reputação perante a sociedade também, que o julga e o despreza. Ele se vê obrigado a se mudar de tempos em tempos e se esconder como fugitivo de pais raivosos que não aceitam a decisão da justiça e não confiam no sistema judiciário.

Wendy Tynes está convicta de que Dan é culpado, mesmo que a ex-mulher dele afirme com uma convicção ainda maior que isto não é possível, mas ela precisa ir à fundo na investigação pois seu emprego está por um fio e seu renome como jornalista está sujo desde o veredicto. Ela não poderia ter arruinado a vida de um homem inocente, poderia?

Para piorar, um dos pais raivosos que procuram por vingança no caso de Dan, procura Wendy para convencê-la a ajudar em um plano de execução. Se a justiça não cumpriu seu papel, que seja então feita pelas próprias mãos, certo? Wendy recusa, mas naquele mesmo dia tinha um encontro marcado com Dan para uma conversa; ninguém sabe seu endereço além de Wendy e quando ela chega ao local - um trailer em um lugar um tanto deserto - fica espantada ao ver Dan com a cara toda esmurrada. Entretanto, eles mal têm tempo de conversar, um homem mascarado invade o local e atira em Dan na frente dela, e apesar do assassino estar todo coberto, Wendy consegue reconhecer nele o mesmo relógio do homem que a procurou aquela tarde.

Paralelo a história de Dan Mercer e Wendy Tynes, está a garota desaparecida Haley McWaid de 17 anos. Uma garota bonita, estudiosa, que sonha entrar para uma boa faculdade, mas que uma noite não retorna para casa e meses se passam sem que haja notícias dela. O que terá acontecido com Haley? 

Esta é uma história que, para mim,  foi totalmente imprevísivel e durante a leitura deixou tantas dúvidas e lacunas para preencher que logo me encontrei completamente presa a trama, sem conseguir largar. A narrativa de Coben é fluente e ele alterna em cada capítulo o foco da história - ao menos ao início enquanto as histórias permanecem paralelas, contudo aos poucos elas vão se entrelaçando. 

Até as últimas páginas fiquei em dúvida se Dan realmente era ou não um pedófilo, e todos os personagens de uma forma ou de outra foram me surpreendendo no desenvolver de história; todos têm seus segredos guardados: culpas, medos, mentiras, fatalidades escondidos.
O autor cita temas atuais em suas obras, nesta ele trata da pedofilia e o bullying, e também retrata a importância do perdão.

Eu não sou muito fã de romance policiais, li alguns mas são poucos os que conseguem me prender. E, como não são muitas as histórias do gênero que li, talvez eu seja suspeita para dar minha opinião se não tenho muito com o que comparar. Entretanto, eu gostei bastante desta obra e quero ler mais livros de Harlan Coben, pois foi um dos poucos autores do gênero que conseguiu me cativar. 


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Cilada. Coben, Harlan. Editora Arqueiro, 2010, 272 p.





18 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

Sou muito fã do Harlan, mas até hoje não tive a oportunidade de ler Cilada (e é um dos livros dele que mais tenho curiosidade). O tema é polêmico, digamos assim, e a abordagem é fantástica. Gosto do o autor consegue criar todo um clima de mistério e tensão, deixando o leitor tão preso na história, e ao mesmo tempo sem saber o que é verdade e o que não é.
Adorei e pretendo ler!
bjs

Rayme disse...

este foi o primeiro livro do autor que eu li, e gostei bastante!

este é o meu gênero preferido para leitura *-*

Naty C disse...

Sou uma fã do autor, mas ainda não consegui ler esse livro. Já li vários comentários de que esse é o melhor livro dele o que me deixa super curiosa. E saber que o livro é cheio de surpresas só aumenta isso.

Folhas de Sonhos disse...

Eu só li, por enquanto, um livro do autor. E já adoro ele. Esse ainda não li, mas parece ser muito bom mesmo. Que bom que vc gostou...
E acho essa capa linda. Abraços!

Vanilda Procopio disse...

Eu tenho vários livros do Harlan Coben mas ainda não li nenhum deles. Quem leu foi meu marido e ele é completamente fã do autor. Disse que tem histórias que deixam a gente sem fôlego e são sempre surpreendentes. Eu gosto do estilo policial e em breve devo começar a leitura.

Cristiane Silva disse...

asdorei a leitura desse, foi super bem feito outra vez pelo grande e amado Coben! O cara é demais, adoro todos os livros dele que leio e esse não foi diferente. O melhor é quando ele pega personagens de outros livros e coloca em livros diferentes, adoro ler isso. Muito bom esse livro, hiper recomendado a todos!

Regilene Dias disse...

Eu gostei da história e fiquei curiosa, vou ver se eu leio este livro posteriormente, pois realmente parece ser uma história bem desenvolvida e intrigante.

stefanigoulart disse...

Eu estou louca para ler um livro do Harlan Coben!
Li tantos comentários e resenhas positivas sobre o autor que fiquei super curiosa em conhecer sua escrita, além de que eu adoro suspenses!
Adoro também história imprevisíveis! Nada melhor do que você ler um livro com esse sentimento. Livros que nos prendem também é outra coisa que adoro nas leituras! Ou seja, esse livro tem tudo que um ótimo livro de suspense deve ter! hehe
Quero lê-lo logo *-*


Beeijos,
iSteh

ana caroline bastos disse...

esse livro parece ser suspense deve ser muito bm nunca li um livro dele

Viagem Literária disse...

Ei Dani,


Ah você tem que ler a série da Tess Gerritsen! Sério, acho que vai mudar de opinião quanto a não gostar tanto de policial rsrs.


Eu amo Harlan Coben, difícil um que eu não goste tanto. Gosto muito do jeito como ele deixa vários mistérios em aberto, mas no final consegue explicar e resolver tudo sem deixar falhas na trama. :)


bjs

Any disse...

Nunca li Harlan Coben, mas parece ser bastante interessante.

Rafaela Saturnino disse...

Não sou lá a maior fã de suspenses, mas até gosto de alguns livros do gênero.
O livro parece ser berm atrativo! Nunca li nada do autor. Até quis comprar, num relance, o "Jogada Mortal", após uma resenha que eu li, mas abandonei logo a ideia quando me deparei com outro na estante. Bem... Quem sabe na próxima?

Esse agora também chamou minha atenção... Quem sabe eu leia em breve.

Inês Gabriela A. disse...

Eu já tentei ler um livro do Harlan, mas não dá certo. De maneira nenhuma. Eles não fazem meu estilo, eu mesma odiei. Como você eu não sou fã de romances policiais de uma maneira geral.

Nátila Peixoto disse...

Sou fã de Harlan e de romances policiais, principalmente esses em que ficamos na dúvida até o final. Cilada já está incluído na minha listinha de 'vou ler'.bjs

Nattacha disse...

Esse foi o único livro do autor que li até hoje, e assim como você fiquei muito ligada ao livro, só consegui largar quando acabou e tudo se resolveu. O livro se desenvolve dessa forma, sempre deixando lacunas e os personagens com seus próprios problemas, que até o final do livro eu não tinha certeza da inocência do Dan. Adorei o livro dele, todos os temas que ele consegue abordar em um só livro é impressionante, e depois de algumas passagens do livro até refletimos.
Desde que li esse livro dele quero ler outros, porque não leio muito desse genero, adoro mais são poucos os livros que tenho. Mas gostei mesmo!
Beijinhos :*

Amanda Péres disse...

Esse é um dos meus favoritos do Coben. Na minha opinião, melhor que esse só 'Não Conte a Ninguém' que foi o livro que me fez tornar fã do autor! ;)
Tenho todos lançados pela arqueiro/sextante (e morro de raiva da série lançada fora de ordem!). ;)

Cláudia Charão disse...

Oi Dani

Nossa que situação horrível ser pego em uma armadilha dessas, mas é ... estranho ele ter ido até lá. Esse autor é muito instigante né, preciso ler mais livros dele.


:)

Max Oliveira disse...

Olá Dani.

Tudo bom? Olha, tenho lido muita resenhas elogiando esse livro. Pela sua resenha deu para ter uma ideia do que aguarda o leitor. Adoro romances policiais, lei muito. Não sei se você já leu a trilogia Millennium do escritor Stieg Larson. Estou lendo-a no momento e devo dizer que é muito boa. Talvez se você ler "Os Homens Que Não Amavam as Mulheres" passe a incluir o gênero policial entre os seus favoritos.

Bjs.

http://maxliteratura.blogspot.com.br/

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela