"O Duque e Eu" de Julia Quinn

sexta-feira, 31 de maio de 2013


" - Posso pôr  no seu dedo? - perguntou ele em voz baixa. Ela assentiu e começou a tirar a luva. Mas Simon interrompeu o movimento dela e assumiu a tarefa. Deu um pequeno puxão na ponta de cada dedo e então, devagar, tirou a luva da mão de Dahpne. O gesto foi descaradamente erótico, uma versão abreviada do que ele queria fazer: remover cada peça de roupa do corpo dela."

Se eu resumisse a resenha desse livro em três palavras seria: romântico, divertido e cativante. "O Duque e Eu", primeiro livro da série "Os  Bridgertons" de Julia Quinn, é um daqueles romances que nos deixam suspirando pelos cantos. 

O Duque de Hastings há anos deseja um filho; especialmente um varão que possa dar continuidade ao título carregado pela família e também suas riquezas. Após anos de tentativas fracassadas, sua esposa finalmente dá a luz ao desejo menino, mas falece por conta do parto. Anos se passam e o orgulho pelo filho aos poucos começa a esvair, primeiro por parecer que o menino não fala. Aos seus quatro anos de idade, ninguém ainda ouvira sua voz, e quando o menino finalmente resolve falar, descobre-se que é gago. O duque não poderia estar mais decepcionado. Tem vergonha do filho. E rejeita o pobre menino. 
Abandona-o os cuidados da babá e muda-se para Londres para jamais voltar a ver o filho novamente. A babá dedica-se de todo coração a ajudar o garoto; e o menino com muito treino e controle aprende a esconder sua gagueira. Mas nada disso é o suficiente para o pai que o considera morto. 

Contudo, o garoto, Simon Basset, é determinado e carrega dentro de si o ódio pelo pai que o fará enfrentar suas barreiras e vencê-las. Ele cresce, forma-se com mérito em Oxford e faz fama com sua aparente arrogância - que dizem ser o comportamento apropriado para um futuro duque - quando, na verdade, Simon está apenas controlando cada emoção e palavra dita por conta de sua gagueira. 

Após seis anos viajando pelo mundo e com o falecimento de seu pai, Simon resolve voltar para casa. Ele deseja a todo custo evitar a sociedade Londrina, mas logo percebe ser impossível. As mães casamenteiras estão loucas por encontrar bons partidos para suas filhas solteiras, e Simon - mesmo com sua fama de libertino -, possui título e riqueza que são mais que suficiente para fazer dele o alvo do casamento. Contudo, Simon não possui o menor desejo de se casar e constituir uma família. 

É quando conhece Daphne - irmã de um dos seus melhores amigos. A mais velha das meninas da numerosa família Bridgerton não tem tempo para respirar entre os bailes e os pretendentes que sua mãe quer lhe arranjar. Ela quer muito se casar e ter que uma família numerosa e feliz, e por isso mesmo não pretende aceitar qualquer um que lhe pede em casamento. Aceitará uma proposta apenas quando a pessoa certa surgir.

Daphne e Simon se conhecem de forma divertida e um tanto embaraçosa. O desejo que Simon sente por ela é imediato, mas por se tratar da irmã do amigo, ele sabe que não pode se envolver - ainda mais quando não tem a intenção de assumir qualquer compromisso. Contudo, uma ideia lhe surge: se Simon cortejasse Daphne  "de mentirinha" e os dois assumem um compromisso "de mentirinha", isso faria com que ele se livrasse das mães casamenteiras da sociedade Londrina e que Daphne ganhasse destaque entre os homens que procuram uma esposa - afinal, ela seria cortejada por um Duque - e ganharia também um pouco de descanso de sua mãe desesperada por casá-la. 

Parece o plano perfeito, mas não por muito tempo. 

A história pode parecer óbvia e clichê, e talvez seja mesmo. Entretanto, é muito envolvente! Personagens carismáticos, enredo cativante com romance, drama e diversão na dose certa; só posso dizer que estou ansiosa pelos demais livros da série. Lembra que eu contei na sinopse que a família de Daphne é numerosa? Pois então, cada livro é focado em um dos irmãos e irmãs de Daphne (são 7 irmãos, mas série possui 9 livros, sendo o último um epílogo de todas as histórias anteriores). E eu, definitivamente, quero ler todos eles!

Nesse primeiro livro, o nosso Duque é charmoso e apaixonante, a mocinha carismática - e tão ingênua nos assuntos do amor que chega a ser cômico! -, e a participação dos membros da família dela na trama deu um toque especial. A relação e interação entre eles é genuína. Os irmãos super protetores de Daphne são divertidíssimos! Não consigo escolher um favorito entre eles; mas com certeza Anthony e Conor são os que mais se destacaram.

A narrativa leve e bem humorada torna a leitura rápida e gostosa. A cenas mais calientes não são muitas, mas, para mim, estão na dose certa na trama. Prefiro um livro com uma história interessante a um livro com excesso de sexo e história sem graça a la 50 tons. O casal de Quinn possui química, paixão e romance. Enfim, a autora me ganhou já no primeiro livro que tive oportunidade de ler entre suas inúmeras obras publicadas.

Leitura recomendada para quem não resiste a uma boa história de amor!


Minha classificação para esse livro é de  5/6- "Excelente".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

O Duque e Eu. Quinn, Julia. Editora Arqueiro, 2013, 288 p.



Os Bridgertons:
O Duque e Eu - (2000)
The Viscount Who Loved Me (2000)
An Offer From A Gentleman (2001)
Romancing Mister Bridgerton (2002)
To Sir Phillip, With Love (2003)
When He Was Wicked (2004)
It's In His Kiss (2005)
On the Way to the Wedding (2006)
The Bridgertons: Happily Ever After (2013)

*Data de publicação nos EUA.



6 comentários:

leticia disse...

Oiee... Daniela..
Confesso que este livro tem me causado bastante curiosidade toda vez que vejo uma resenha dele.
O duque e eu parece ser bem envolvente.
Deste jeito minha lista dos desejos não para de crescer..hehe
Ótima dica.
Beijos
livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Cláudia Charão disse...

Oi Dani


Sabe que não sou tanto de histórias de amor, mas esse me deixou muito curiosa, adoro os históricos e a trama parece encantadora e o casal daqueles que torcemos por eles.

Tyele disse...

Oi Dani!

Adoro histórias de amor e esse quase ganhou a nota máxima! Mas nossa 9 livros na série?! Ufa.. com certeza irá me falir, mas quando puder irei atrás para conhecer a narrativa dessa autora e também a histórias dos Bridgertons!! ^^ rs

Beijos

http://tyelehopes.blogspot.com.br/

Amanda T. disse...

Oie! Romances historicos/de epoca, junto com as distopias, são meus gêneros favoritos. Fui na livraria querendo comprar O duque e eu, mas nao tinha e acabei voltando pra casa com Desejo á meia-noite. Que alias é maravilhoso! Agora é arranjar tempo pra ler este! E dindim ne, porque fiz uma mega compra naquela ultima promoçao do Submarino... OMG

Um beijo
escolhasliterarias.blogspot.com.br

Rayme disse...

sinto que irei amar este livro! parece ser fofo demais...
antes eu não gostava muito desses romances de época, mas era só porque nunca tinha lido um! hahaha depois que li o primeiro me encantei e comecei a ler vários!
desses que a Arqueiro lançou nesses ultimos dias, quero ler todos, porque todos parecem ser lindos demais ;~~

Mariane disse...

Oi Dani!

Já fiquei morrendo de vontade de ler o livro!!!!
Você disse que ele é meio clichê, mas deve ser um clichê que a gente não abre mão de ler!
Como sempre adorei a resenha :D.
Bjo

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela