Baú Secreto da Daniela #14: Ler é meu lar!

sábado, 8 de junho de 2013


Nunca pensei que sobreviveria longe de casa. Especialmente morando tão longe que seja inviável visitar as pessoas que amo sempre que a saudade bate. Antes de abandonar tudo e vir morar em outro país, tinha em mente que teria que ser muito forte para suportar tudo isso, especialmente para alguém como eu que sempre foi tão apegada a família e que até então sempre morou com a mãe. Sim, os desafios são grandes, mas no fim vale a pena. Pelas amizades que fiz por aqui, pelos passeios e viagens a lugares inesquecíveis e pelo crescimento que a experiência me impôs. Descobri ser mais forte que eu - e que todos que me conhecem também - imaginavam. Isso me deixa orgulhosa. Fico orgulhosa quando penso que tanta a gente acreditou no meu fracasso, mas que continuo aqui: firme e forte para completar meus objetivos. Fui mais longe que muitos pensavam que eu iria, e que até mesmo eu duvidei que chegaria em muitos momentos. 

Contudo, as mudanças interferiram muito no meu ritmo de leitura. Houve meses em que não li absolutamente nada, ou que li um ou dois livros com muito esforço. Não conseguia me concentrar com tanta coisa nova acontecendo e informações novas que tinha que adquirir. Isso não significa que não resistia a passar em uma livraria e nem que fosse para sentir o cheiro de livros (mas no fim sempre fazia umas comprinhas rs). Longe de casa, eu percebi, mais do que nunca como os livros são importantes para mim. Como eles me fazem me sentir em casa, não importa o quão longe eu esteja. Mesmo que eu não os leia por conta da mente atribulada com pensamentos, tê-los por perto me fazem me sentir em segurança. E, eu sei que no fim das contas, quando as coisas se acalmam, eu posso lê-los todos. Posso finalmente mergulhar em suas aventuras que me levarão para longe... e me farão me sentir tão perto do que a palavra LAR signifique. 

Eu já me sentia assim antes de me mudar, só nunca tinha reparado antes. Sempre que ia viajar por alguns dias levava livros na mala, às vezes tinha tanta coisa pra fazer nessas viagens que não tinha tempo para ler, mas precisava dos meus livros comigo. Quando tinha que sair para trabalhar, ir ao banco, ou supermercado... Sempre, SEMPRE, carrego comigo um livro na bolsa. E, então, não importa se vai demorar horas para finalmente ser atendida na fila do banco. Não importa se meu colega vai se atrasar para se encontrar comigo naquela cafeteria, ou se o ônibus esta demorando mais do que o normal. Não importa por que não existe tempo perdido para quem gosta de ler.

Durante algum tempo acreditei que minha obsessão por livros fosse para escapar da realidade. Hoje eu não acredito mais nisso. Hoje eu tenho a certeza de que não estou fugindo quando leio, mas estou encontrando algo. Algo de valor inestimável, a propósito. Acho que isso pode ser difícil de ser compreendido pelos que não sentem paixão, seja por livro ou qualquer outra coisa. Quando nos apaixonamos por algo, encontramos nossa essência, encontramos o nosso lar. Por isso, não estou fugindo da realidade quando procuro obsessivamente por uma leitura atrás da outra, estou encontrando um conforto dentro de mim mesma. Estou me sentindo mais viva que nunca. Estou, finalmente, em casa. 


 ¸. • * '¨`* •.  Compras  ¸. • * '¨`* •. 

Ontem, dei uma passada na Barnes & Nobles. Fazia um bom tempo que não passava por . Apesar de tentada a comprar milhares de livros, eu comprei apenas quatro livrinhos que estavam em promoção. Paguei apenas 5 dólares em cada! Yupiiii!! =D


❤ Extremely Loud & Incredibly Close de Jonathan Safran Foer.
Esse livro foi lançado no Brasil pela Editora Rocco, "Extremamente alto & Incrivelmente perto".

❤ The Call of the wild & White Fang de Jack London.
Duas histórias em um livro.
Clássico da literatura, também pode ser encontrado nas livrarias e sebos no Brasil com os títulos: 
"O Chamado Selvagem" e "Caninos Brancos".



❤ The Peach Keeper de Sarah Addison Allen.
Publicado no Brasil pela Editora Planeta como "O pessegueiro".

Oliver Twist de Charles Dickens.




 ¸. • * '¨`* •.  Cortesias da Editoras  ¸. • * '¨`* •. 


❤ Galera Record, eu recebi o livro Na passarela de Meg Cabot.
❤ Editora Novo Conceito, eu recebi o livro Jardim de Inverno de Kristin Hannah. 

 ¸. • * '¨`* •.  Feedback da Semana  ¸. • * '¨`* •. 

❤ Resenhas:
❤ Promoções:
❤ Top Comentarista: 

 ¸. • * '¨`* •.  Conversa Fora  ¸. • * '¨`* •. 

Para quem ama John Green, eis a novidade sobre o novo livro dele com o autor David Levithan - super famoso aqui nos EUA também. Estou super curiosa para conferir esse lançamento da Galera Record, e vocês? 




Beijos,


8 comentários:

Max disse...

Olá Dani,

Tem que ter muita coragem para empreender uma viagem dessas. Parabéns, persiga sempre seus sonhos, isso faz a vida valer a pena. Já li uma versão portuguesa de Oliver Twist, Dickens é um dos meus escritores favoritos.

Faz pouco tempo que assisti ao filme baseado no livro "Extremamente alto & Incrivelmente perto" e o adcionei em minha lista de futuras aquisições. Será que é bom?

Bjs.

http://maxliteratura.blogspot.com.br/

Amanda T. disse...

Muito, muito curiosa com o livro Will & Will! Ouvi coisas muito boas, mas pelas resenhas deu pra perceber que é bem diferente do que imaginei! Adorei seu texto! "Não importa por que não existe tempo perdido para quem gosta de ler." Tambem sou dessas que leva livro pra tudo quanto é canto, mesmo quando é pouco provável eu conseguir ler.

Beijokas
escolhasliterarias.blogspot.com.br

stefanigoulart disse...

Que lindo texto Dani! Realmente deve ser muito difícil ficar longe de casa, da família e dos amigos. Eu mesma não sei o que será de mim se um dia eu for viajar para algum lugar sem eles, mas com certeza terei sempre meus livros comigo. Eu também acredito que não leio para fugir da realidade mas sim, apenas para encontrar mais uma realidade onde "me meter" hehe para descobrir novas histórias...
Quanto as comprinhas... já ouvi falar muito no livro Extremamente alto & Incrivelmente perto e aguardo sua resenha para saber se é realmente bom como dizem! Já ouvi falar muito também no livro O pessegueiro, mas minha curiosidade ainda não foi tão alto a ponto de eu querer comprá-lo.
Quanto as cortesias, como ainda não li Cabeça de Vento, não sei bem o que esperar de Na passarela, mas a capa é bem linda! E estou muito curiosa para ler Jardim de Inverno.
Will & Will tem uma capa lindíssima porém a história não me chamou muito a atenção... =/

Beeijos,
iSteh

Maianerossi disse...

É, Dani, a vida longe de casa e da família não é fácil mesmo. Mas acredito que todo aprendizado e toda experiência valem a pena, por mais incômodos e chatos que eles sejam.
Em relação à relação com a leitura, acho que parece bastante comigo. Tem meses que não quero nem saber de ler ou acabo não gostando de nenhum livro. Tem meses que li um livro só, mas tem meses como o último em que li 8 livros, sabe Deus como hahaha

Acho que o importante pra mim é não levar a leitura como obrigação sempre, mas como entretenimento. Mas pra quem tem blog, sei que é diferente mesmo.

Adorei as suas aquisições! Um dia ainda vou ler "Oliver Twist", só me falta a vergonha na cara. hahaha

Ana Paula Barreto disse...

Que texto maravilhoso! Adorei e me identifiquei com várias coisas. E uma frase resumiria tudo: "Hoje eu tenho a certeza de que não estou fugindo quando leio, mas estou encontrando algo". Perfeito, perfeito!
Quantos aos livros recebidos, gostaria de ler alguns (e pretendo fazer isto): O pessegueiro, O jardim de Inverno e talvez Extremamente alto & Incrivelmente perto.

bjs

Naty C disse...

Lindo o seu texto! Eu não sei se teria a sua coragem de mudar assim, mas se eu fizesse tenho certeza que os livros me ajudariam.
Eu quero muito ler O pessegueiro e Jardim de Inverno, vou aguardar sua resenha deles!
Eu também estou muito curiosa para ler Will & Will, não vejo como um livro ruim poderia sair desses dois autores maravilhosos.

Rayme disse...

nossa, apesar de acompanhar seu blog, não sabia que você morava fora do brasil ;$
como você faz para manter o blog assim? não é dificil?
também sou assim, adoro ler e sempre estou com um livro na bolsa. tive que perder a mania de ler enquanto esperava o onibus, pois várias vezes perdi o meu por conta do livro hahaha
fazer o que né? para mim não existe companhia melhor do que um livro!
estou bem curiosa para ler O Pessegueiro da Sarah! *-*
e como você mantém as parcerias com editoras ai onde você mora? eles enviam os lviros sem problema?
estou bem curiosa para ler este novo livro do Green também! ;~~

Amanda Péres disse...

Vontade de ler 'O pessegueiro', parece um livro leve e ao mesmo tempo profundo. :)
Quero muito também ' Jardim de Inverno'!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela