"Na Passarela" de Meg Cabot

quarta-feira, 24 de julho de 2013


- Bonita - disse mamãe, parecendo atordoada. - É uma construção patriarcal projetada para fazer com que as mulheres sintam-se menos dignas, a menos que vivam de acordo com determinados padrões estabelecidos pela indústria da beleza e da moda dominada pelos homens. Você sabe disso, Em." (p. 139)

ATENÇÃO! Esta resenha contém spoilers para quem não leu os livros anteriores da trilogia "Cabeça de Vento".

Emerson Watts - agora no corpo da famosa Nikki Howard - se encontra em sérios apuros. 

Após descobrir que a verdadeira Nikki Howard está viva, mas em um corpo que pertence a alguma outra pessoa e que ela possui uma informação que pode derrubar a empresa Starks Interprise, Emerson precisa convence-la a compartilhar tal informação importante. O problema é que a garota quer seu corpo de modelo de volta em troca de contar seu segredo, mesmo que a cirurgia possa ser tão arriscada a ponto de colocar a vida das duas em perigo. 

Além disso, Em é forçada por Brandon Starks - filho e único herdeiro do poderoso Robert Starks - a dar um tremendo fora no amor de sua, Christopher, e fugir como ele para sua casa de praia. Ele descobriu os segredos de Em e Nikki e deseja tomar o lugar do pai na empresa. Mais que isso, ele deseja ser o namorado da modelo gostosona, Nikki Howard, mesmo sabendo que seja o cérebro de Em em seu corpo. 
Sendo assim, mesmo apaixonada por Christopher, Em cede a chantagem de Brandon e se deixa ser levada para este lugar distante de NY. Steven, Nikki (a verdadeira) e a mãe de Nikki, todos partem para a casa e deixam para trás, Christopher e Lulu. Mas não por muito tempo. 

Robert Starks executa um plano diabólico há anos e Em está prestes a descobrir a verdade. Contudo, quando mais perto se aproxima da revelação, em maior perigo ela se encontra. 

O terceiro volume desta trilogia tem um ritmo superior aos anteriores. Se o primeiro é bacana, o segundo morno, o terceiro é eletrizante. Leitura super rápida e envolvente. Afinal, são muitas coisas acontecendo e toda a trama para desenrolar.

Ainda assim, deixa a desejar em muitos aspectos. O desfecho é até interessante, mas totalmente previsível. A autora dá todas as dicas para que você descubra fácil, fácil. E que a história de um modo geral é absurda, já descobrimos lá no primeiro livro, portanto o final não seria muito diferente. Contudo, não deixa de ser divertido e de prender a atenção.

Porém, sinceramente, acho que minha fase de leituras da Meg Cabot passou. Já fui super fã de seus livros que são tão leves e divertidos! Mas acho que hoje em dia Patricia Cabot faz mais meu gosto literário. rs. Entretanto, claro que eu ainda recomendo os livros YA e infantojuvenis da autora, especialmente para aqueles que procuram por uma boa distração!


Minha classificação para esse livro é de ❤ 3/6- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Na Passarela. Cabot, Meg. Editora Galera Record, 2011, 372 p.






14 comentários:

GreicielySantos disse...

Sabe que penso o mesmo? Pra mim a Meg escreve infinitamente melhor como Patricia, nem parece que é a mesma escritora.

Realmente, pra quem leu o 1 já vê se essa coisa sem noção vai permanecer até o ultimo, gostei, mas não foi essas coisas.
Não sei se minha fase da meg passou ou não, os unicos que li e amei demais foi a série a mediadora mesmo que moram no meu coração.
Bj

aninhlima disse...

Eu não gostei muito deste livro, achei a narração dele muito parada, porem a história da saga é legal e eu adorei! ;3

http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

Viagem Literária disse...

Ei Nique,


Engraçado que pensei isso lendo Abandono, achei tão chato que pensei, será que não gosto mais de teen da Meg? rs. Mas acho que é mais o estilo do livro mesmo do que isso, eu por exemplo, já adorei esta trilogia. Sim é sem noção e tal, tem mesmo os desdobramentos manjados, mas eu gostei dos personagens. E isso me ganha, acho a Em ótima, os rapazes tbm, o Chris ahhh, me diverti muito com ela.
bjs

Cristiane de oliveira disse...

Eu não estou lendo essa série então não tenho opinião sobre ele apesar de achar a capa linda.

Inês Gabriela A. disse...

Já eu estou na 'fase' Meg Cabot, mas ainda sim não sou daquelas q leu, amou e precisa de TODOS os livros dela na estante, muito pelo contrário, leio os que posso, sou assim mesmo é com a Paula Pimenta, mas aí já é outra história, rsrs. Mas essa série eu realmente quero ler, tem um tema bacana e apesar de previsível como vc disse me deixou curiosa.

Cristiane Silva disse...

Desses livros dela só vejo resenha e não tenho vontade de ler, com resenha já basta. A história não me chamou muita atenção =/

Aline De Campos disse...

Fiquei meia perdida, pois não li os livros da trilogia.
A história parece ser bem legal.
Eu leria, com certeza.

Daniela Tiemi disse...

Nossa, me esqueci de falar qto gosto do Chris! Demais msm! Mas nao gosto mto da Em nao. No primeiro livro, sim, mas nos outros dois acho q ela fica chatinha. Nao super chata como a maioria da mocinhas YA, longe disso, mas ainda um tanto chatinha. rsrs.

Talvez a trilogia nao tenha me ganhado e seja so isso msm. Talvez eu ainda goste dos teen da Meg. Mas a vdd eh q to um pouco cansada dos teens em geral. rsrs. Nao so da Meg. Muito mais do mesmo.

Abs,
Daniela.

Vanilda Procopio disse...

Então, eu ainda não li nada da Meg Cabot, mas já ouvi falar muito dessa série. Só que fico pensando se eu não passei da idade para as histórias dela ... enfim, acho meio difícil que eu venha a começar essa série, pelo menos por enquanto.

ELIZABETH MACHADO DE SALLES disse...

Ainda não conhecia,mais vou conhecer. Adorei saber através de sua resenha um pouco sobre a história. me deixou curiosa e com vontade de ler. Beijos.

Amanda Péres disse...

Só li uma parte da resenha para evitar spoiler, pois só li 'Cabeça de Vento'.
Eu gostei da escrita da autora e do livro bem humorado, tanto que já completei a série, porém são tantos livros na fila que ainda não terminei a série! :D
Sobre preferir os livros escritos por Patricia Cabot acredito que é porque vamos amadurecendo e esses livros muito juvenis acabam passando-se por infantis para nós. rsrsrs

Naty C disse...

Eu ainda estou na minha fase Meg, então acho que vou gostar muito dessa série. Não ligo para finais previsíveis quando a autora escreve bem e esse é o caso dessa série.

Nátila Peixoto disse...

Gosto tanto da Meg que mesmo lendo resenhas negativas quanto a essa série vou querer ler mesmo assim...rs

Thaynara Ribeiro disse...

Eu não li a resenha!!!
Confesso q gosto muito da Meg e quero ler essa série e vários outras da autora.... Espero ler em breve essa trilogia....

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela