"Kate Somente" de Erin Bow

segunda-feira, 30 de setembro de 2013


- O que você deseja, de noite, na sua gaveta escura? O que você deseja, Kate Somente? - Enquanto cantarolava, ele estendeu a mão e roçou o lado do seu rosto com dedos ossudos. As mãos tinham cheiro de ervas; e alguma coisa a atravessou veloz, como gelo no pescoço. Ela recuou com um salto.
(...) - O que você quer?
- Sua sombra. (...) - Se você me der sua sombra, eu lhe concederei o desejo secreto do seu coração. (Pág. 33)

Kate Somente é uma jovem órfã, que tem como único companheiro, um gato. Antes, porém, Kate Somente tinha seu pai, mas ele faleceu, vítima da febre-de-bruxa, uma espécie de tuberculose. Como legado, ele lhe deixou o dom de entalhar e transformar madeira em objetos valorosos. 

Com um olho de cada cor, muita magra e desajeitada, com nariz muito longo e sozinha, Kate Somente começou a ser perseguida pelos moradores do vilarejo onde vive desde que nasceu. O motivo de perseguirem a jovem seria uma névoa estranha que encobriu os campos, arruinando as colheitas, trazendo consigo, o medo, a fome e a doença... Atribuem, então, os infortúnios sofridos a Kate, que consideram, uma bruxa.

Certo dia, um misterioso homem surge no vilarejo e faz uma oferta tentadora a menina: em troca de sua sombra, ele lhe concederá o maior desejo de seu coração e ainda a chance de fugir daquele lugar e partir em busca de um novo lar e nova uma família. Kate será capaz de abdicar de sua sombra para sempre? O que acontecerá com a solitária menina?

❤ ~   

Kate Somente é uma leitura doce, mas ao mesmo tempo triste. A narrativa é fluida, bem cadenciada e nos convida a percorrer a vida difícil de uma jovem órfã, solitária, mas corajosa e forte, que possui somente como companhia, um gato.

Quando Kate Somente perde o pai, ela tem consciência de que a vida não será fácil, afinal, se antes os moradores do vilarejo já não a viam com bons por causa de sua aparência diferente, sozinha e abandonada, a menina seria alvo de fofocas e maledicências. Tudo se torna incrivelmente difícil, quando uma estranha névoa começa a descer o rio, percorrendo todas as cidades e implacavelmente, colocando quem chegar perto, em um sono mortal. Colheitas estão sendo prejudicadas, pessoas estão morrendo de fome, outras de medo, eles precisam de um culpado e escolhem a pobre Kate para atribuir as desgraças, tomando-lhe por bruxa.

A partir desse momento, começa as desventuras de Kate, principalmente, quando ela conhece o misterioso bruxo, Linay, que faz de tudo para conseguir a sombra da menina para si, em troca de um desejo do coração dela. E o desejo dela é super legallllll!!! Que envolve um certo gato, chamado Braque...

Um dos detalhes que mais me chamou atenção no livro, sendo voltado para o público infanto-juvenil, ele não é infantilizado, uma leitura boba, ao contrário, trata de temas sérios como orfandade, preconceito e discriminação de quem é diferente e também de raça. Também é uma leitura repleta de conceitos sobre amizade verdadeira, família, fidelidade e amor. Inclusive, dá para perceber que a doença da bruxa, que vitimou milhares de pessoas, é tuberculose, mas que na época retratada, eles atribuíam a bruxaria. O povo nômade com suas cores e tradições, percebi que se trata dos ciganos, tão discriminados na Europa.

Enfim, foi uma leitura muito gostosa e que me arrancou muitas lágrimas no final. Eu fiquei terrivelmente triste em diversas partes, pois a vida de Kate não é nada fácil, dá vontade de pegá-la no colo e consolá-la. A história tem suas partes divertidas também, envolvendo Braque, o gato. Ele apronta mil e uma coisas, tem uma personalidade forte, terrível e é muito comilão, engraçadíssimo. Outros personagens dão um toque especial ao livro como Drina (menina nômade), Dhaj (a conselheira da tribo) e o bruxo Linay.

Confesso que quase não li o livro, algum tempo atrás. Eu solicitei de parceria, mas quando li o primeiro capítulo, não senti a mínima vontade de continuar, retornei a leitura, meses depois e não me arrependi. Estou encantada. Kate chamada pelo pai de "Estrela do Meu Coração" encanta com sua doçura e bondade. Uma leitura super recomendada para jovens e adultos.


Minha classificação para esse livro é de  ❤ 3/6- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Kate Somente. Bow, Erin. Editora Rocco, 2013, 344 p.



12 comentários:

Oliveira disse...

Fiquei curiosa quanto ao livro. Mais ainda por tratar de alguns temas, os quais citou em sua resenha. Amaria lê-lo. É livro único?

Amanda T. disse...

Hey querida!

Curti saber que o livro não tem esse teor infantil, e fiquei curiosa pra saber qual será o desejo de Katie e o que esse homem quer com a sombra dela. Afinal, ele não pediria por nada né?

Um beijo
http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

Mandaah Nunes disse...

Hey! Fiquei bastante interessada nesse livro, mas não sei se o leria. Parece imensamente triste sabe? Ainda mais por algumas coisas que você falou na resenha, a minha dúvida para lê-lo só aumentou. Sei que você gostou, e fico muito feliz com isso :D Só acho que no momento preciso mais de livros que me arranquem risadas do que lágrimas. Adorei a resenha, bjos.

Rosiane Olímpia disse...

A Sinopse deste livro não me encantou, gostei muito da sua resenha, me deu muita vontade de ler este livro. Obrigada pela excelente resenha.

Paloma Nascimento da Silva disse...

O livro parece ser muito bom, fiquei curiosa para ler.

Jullyane Prado disse...

Nossa o livro parece ser ótimo, só não gostei muito da capa, sei lá, acho que poderia ser mais bonita, mas achei bem interessante, o fato de Kate ser orfã, perseguida e bom eu amo livros tristes, não sei porque mas eu simplesmente adoro!!

meudiariojk.blogspot.com.br

Thaysa Rocha disse...

Vou confessar que achei o enredo um pouco doido. rs
Mas me deixou curiosa, o que é bom!


Beijos,
www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

David Lucas Bromsson disse...

Mais uma aposta da Editora Rocco. Espero que dê certo, pois a autora parece ter muito talento...

leticia aga disse...

A história parece ser interessante .. e a resenha está muito boa.Espero poder ler logo!

Gizeli Meister disse...

Já tinha lido sobre esse livro em algum lugar e despertou minha curiosidade. Agora com essa resenha aí que animei mesmo pra ler.A história parece ótima e não sei absolutamente nada sobre folclore russo, então acho que vai ser legal conhecer.

Willian disse...

Bela resenha, abordando pontos relevantes do livro, de forma sucinta, trazendo a atmosfera do livro até o leitor.

Marcela Cristina disse...

Gostei da resenha! Fiquei interessadíssima em ler o livro *---*

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela