"A bibliotecária" de Logan Belle

terça-feira, 26 de novembro de 2013


Regina, acho você incrivelmente bonita. E adoro o fato de você não perceber isso. Tenho esse desejo intenso de lhe mostrar como é linda e quero que você experimente essa beleza comigo. (Pág. 95)

Ler A Bibliotecária foi uma surpresa imensa, pois eu não esperava nunca encontrar em suas páginas um romance erótico. A capa do livro também não nos incita a imaginar que não seja nada além de um romance tradicional ou um chick lit. São nas páginas desse romance que conhecemos os jovens Regina Finch e Sebastian Barnes: ela, uma garota pacata e mal vestida (clichê!); ele, um homem milionário, vibrante e dominador. Para resumir, uma história nos moldes de Cinquenta Tons de Cinza. 

Regina Finch encontra finalmente sua independência, quando aceita ir trabalhar na Biblioteca Nacional de Nova York. Antes vivia com sua mãe super protetora, nunca havia se envolvido amorosamente com ninguém, virgem e inexperiente, ela vai trabalhar na cidade mais agitada do planeta, onde sexo é a coisa mais trivial. Apaixonada pela biblioteca, ela conhece cada recanto, cada prateleira. Um dia ela presencia em uma das salas privadas, uma cena de sexo quente em que o protagonista é Sebastian Barnes, um fotógrafo famoso e doador da biblioteca. A partir daí, Sebastian a convida a se aventurar no mundo dos dominadores e dos dominados, onde prazer e a dor andam juntos. 

Acreditem: a história é bem clichê e tirando o cenário, o contexto é o mesmo dos outros livros eróticos lançados nos últimos meses aqui no Brasil. Apesar da autora tentar criar um forte vínculo entre Regina e Sebastian, a relação deles deixa muito a desejar, pois não senti química suficiente a ponto de sequer me apaixonar pelo rapaz. Na realidade, acho uma imensa chatice a relação entre um dominador e sua submissa, onde a dor e o prazer são companheiras. Talvez, eu deva desistir de vez desse estilo. 

Enfim, não foi uma leitura inesquecível, mas deu para passar o tempo e desestressar. Aliás, quando estou em momentos estressantes e repleta de problemas, nada como ler um romance descomplicado e que não me faça pensar muito. Se você tiver interesse em lê-lo, me conte depois o que achou da leitura. ;-)



Minha classificação para esse livro é de  3/6 - "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

A bibliotecária. Belle, Logan. Editora Record, 2013, 283 p. 


13 comentários:

Oliveira disse...

O que citou: "acho uma imensa chatice a relação entre um dominador e sua submissa, onde a dor e o prazer são companheiras".
É idem o sentimento, pensei que era a única!
Quando vi a capa pensei que fosse outra coisa também, mas em outra resenha descobri essa tragédia para meu susto e desanimo, cada qual vindo um atrás do outro. Não li, sou louca com capas, as vezes livros me levam a leitura por causa delas, e não desisti de ler esse, só não sei quando...

Rayme disse...

quando lia comentários do livro também não imaginava que se tratava de um romance erótico! depois que li a primeira desenha dele acabei até me assustando com isso hahaha
estou bem curiosa para ler esse livro... espero não me decepcionar!

Ingrid Sodré disse...

Como assim, esse livro é erótico? Quando vi a capa, imaginei uma história completamente distinta. Assim que li que trata-se de um romance erótico, BDSM como 50 tons de Cinza, já me desanimei. Porque né, o livro é tão bom que não consegui terminar. Haha É certo que a autora conseguiu disfarçar bem ao colocar essa capa mais "comportada", dá até pra ler na rua que nem dá tanta vergonha. Haha Enfim, o meu radar para clichês apitou loucamente ao ler a resenha. Acredito que não há nenhum livro erótico com uma história mais original, não é? Como sempre, trata-se de uma garota ingênua e virgem, com um cara perfeito e rico. Respectivamente submissa e dominador, nunca o contrário. Enfim, prefiro não arriscar.

http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

Rod Fernandes disse...

Ahhh muito bommmm! E o
Hao, a nova página só para vídeos, já viram? Tem notícias assim, mas ficou
demais porque é mais interativo e tal,
não tem essa moderação e tal. A página nova:
http://br.hao123.com/movie?tn=fb_self_wt_01_movie_br

Pamela Liu disse...

Nossa, é erótico?? Mas com essa capa e título pensei que seria um romance bonitinho ou algo mais leve.
Pela sua descrição, parece uma cópia de 50 tons de cinza. Realmente não em interessei pelo livro =/

Giselle de Oliveira disse...

Realmente pela capa ninguém diz que é um romance erótico, porem como já conhecia o livro então a capa não me enganou. Mesmo gostando de romances eróticos esse não teve nada de muito diferente e que chame muito a atenção, não chega a ser um livro ruim e concordo plenamente com você ele serve para passar o tempo.

Andréia Renata disse...

Realmente, antes de me inteirar mais sobre o livro, se eu tivesse como base apenas a capa, eu nunca chutaria que o mesmo seria um romance erótico. Já estou um pouco cheia desses clichês, no momento quero apenas terminar as séries que já comecei e investir em outros gêneros.

Blair Boo disse...

Concordo com você sobre o livro ser bem clichê... Você vai lendo e
sabe exatamente como as coisas vãoa contecer. A única coisa que em
chamou atenção foi a questão da Bettie Page <3

E essa capa é tãããão bonitinha, realmente não condiz com o livro.

Julia disse...

Concordo quando vi esse livro não pensava que ele era erótico pensei que era um romance bobo mas eu compraria por causa da capa porque é fofa pra mim livro eróticos a maioria só tem essa relação submisso e dominador nunca sai disso e isso acaba cansando em algum momento mas não adianta nada porque aparentemente livros nesse estilo são os queridinhos da vez

Amanda T. disse...

Sinceramente, já estou bem cansada dessa "fórmula" dos eróticos. Os únicos que li e realmente gostei foram os da Sylvia Day. Esse até me chamou atenção pela bela capa, mas não me interessei realmente a ler.

Beijos,
http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

Inês Gabriela A. disse...

Não tenho o mínimo de interesse nesse livro, não gosto de eróticos e esse em especial é bem clichê! Não acho que esses livros valem a pena serem lidos, mas essa é só minha opinião.

Thaís Melnik disse...

Realmente a capa enganou o pessoal e a mim também! Achei que fosse um livro normal. Esse tipo de leitura não me agrada, sou mais tradicional... hehehe Mas valeu pela dica

Karol Santos disse...

Com todo respeito, mas este livro é simplesmente um lixo....
Se a classificação dele é bom, Cinquenta Tons deveria ser excelente...
A autora deixou o texto vago, nem sei a idade da protagonista e outras descrições, que em alguns aspecto é bom pois eleva nossa imaginação, mas em outros, nem a pessoa mais criativa poderia poderia imaginar um desfecho com tamanha arrombo que a autora deixo, em alguns capítulos...
Nem se compara com Cinquenta tons, as únicas semelhanças são: a virgindade da protagonista e o romance BDSM. só e nada mais, a autora E. L James, fez um livro incrível, não perfeito( para alguns, mas pra mim é...), mas não merece ser comparado com este desastre...

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela