"8ª Confissão" de James Patterson & Maxine Paetro

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013




Em 8ª Confissão reencontramos as amigas do Clube das Mulheres Contra o Crime, lutando como sempre para fazer justiça em uma sociedade cada vez mais injusta e cruel. Quando um casal da nata da sociedade aparece mortos pelo mesmo padrão, as autoridades pressionam a polícia de São Francisco para solucionar rapidamente o caso e prender de uma vez por todas, o assassino que está assustando os milionários. A legista chefe, Claire Washburn, entra em ação para descobrir como o casal foi morto e fica impressionada: nada indica a causa da morte. Lindsay Boxer e Richard Conklin não poderiam ter pior notícia, pois como solucionar um caso onde não sabem o que procurar?

Após perceber que a polícia, tampouco a sociedade, se importa com a morte de um morador de rua, a repórter Cindy Thomas, resolve investigar por sua própria conta o assassinato. Ela precisa de uma matéria, mas não imagina que está se envolvendo em uma perigosa conspiração, onde sua própria vida está em risco.

Quando mais mortes ocorrem na alta sociedade, deixando a todos assustados, os agentes Lindsay e Richard precisam correr contra o tempo para prender o serial killer com a ajuda de Cindy Thomas. Porém, tudo se complica, quando começa surgir uma atração entre Cindy e Richard, deixando a amizade com Lindsay abalada, comprometendo assim, o futuro da investigação.

Eu simplesmente adoro essa série policial e quando termino a leitura de um livro, quero logo ler a continuação. As amigas do Clube das Mulheres Contra o Crime são inseparáveis e muito fiéis as suas amizades, por isso, quando seus casos se cruzam, elas sempre cooperam entre si e até mesmo quando não possuem nenhuma relação com a investigação e/ou processo, buscam uma forma de ajudar. Porém, mais interessante do que os casos policiais que elas solucionam, são os problemas e dilemas de suas próprias vidas que vemos colocados em jogo na história. 

Lindsay é apaixonada por Joe, seu namorado, mas sente uma enorme atração por seu parceiro, o agente policial, Richard Conklin, que por sua vez, é realmente apaixonado por Lindsay. Quando começa a surgir uma atração entre ele e Cindy, amiga de Lindsay, tudo fica nebuloso e complicado entre o trio. Se por um lado, Lindsay não quer aceitar o amor de Richard, por outro lado, não está pronta para deixar de ser o centro de sua atenção. Outros problemas também chamam atenção como o romance entre Yuki e o médico, onde tudo parece ser perfeito até o rapaz revelar um segredo. Ainda há a resistência da própria Lindsay em aceitar o anel de noivado que Joe lhe deu, propondo casamento.

A discussão proposta pelos autores sobre o tratamento dado aos moradores de rua, mortos todos os dias por causa desconhecidas e que a polícia nem se preocupa em investigar, é um dos pontos alto do livro. Em compensação, exige-se respostas imediatas para os assassinatos dos milionários, movendo desde a mídia ao governo do estado. Tratamentos diferentes para classes diferentes. 

Esses e outros conflitos, além dos crimes a serem solucionados são palco da história. Um romance policial e uma tarde livre são ótimas companhias. Se você ainda não leu, eu recomendo. 


Minha classificação para esse livro é de  3/6 - "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

8ª Confissão. Patterson, James. Maxine Paetro. Editora Arqueiro, 2013, 192 p.


10 comentários:

Thaís Melnik disse...

Não li nada sobre essa série ainda, ela é longa? vou procurar saber mais. Pelo jeito tem um triangulo amoroso na história não é? o namorado ela e o seu parceiro policial. Confesso que não sou muito fã de triângulos, prefiro uma história de amor mais simples rs

Rayme disse...

engraçado né, a morte de um milionário preocupa a todos, mas a de um morador de rua não faz diferença para ninguém...
enfim, adoro esses livros de mistérios e tal, mas nunca peguei nenhum desta série para ler, apesar de me interessar bastante

entre todos, eu acho a capa deste a mais bonita *-*
a série tem que ser lida na sequencia certa ou não é necessário?

Oliveira disse...

Não conhecia a série. Amo essas séries policiais principalmente pelas intrigas e investigações. Esse triangulo amoroso deve ser engraçado.

Ingrid Sodré disse...

Estava empolgada, até ler que trata-se de uma série. Eu adoro livros do gênero policial e esse parece ter uma história envolvente. No entanto ando fugindo de séries. Gosto de triângulo amoroso, adoro mistério e investigações, realmente leria se não fosse uma série.

http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

Pamela Liu disse...

Não sou muito fã do gênero policial, a sinopse do livro não me interessou. Mas, 8ª Confissão parece ser um pouco diferente com a presença do triângulo amoroso entre Lindsay, seu namorado Joe, e seu parceiro Richard. Por enquanto, não tenho a intenção de ler o livro...

Amanda T. disse...

Eu amo o James, mas esses policiais dele não são pra mim... Não consigo me envolver sabe? E sempre percebo alguma mancada que tira a credibilidade da história inteira pra mim!

Beijos
http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

Leticia disse...

Oi..

De James Patterson eu só li Bruxos e Bruxas.. e fiquei com uma má impressão da sua narrativa, precisava ler outro dele para tirar essa impressão..rs

Tenho certeza que iria gostar de outro livro dele. Vi que já saiu ou vai lançar o 9º. Pelo jeito voce gostou dele, já me animou um pouquinho..hhee

beijos

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Julia disse...

Nunca li nada do autor mas parece ser um bom livro policial e ainda as protagonistas são mulheres o/

Andréia Renata disse...

Não sou muito chegada no gênero, mas esse livro parece ser legal, não só por ter um mistério central mas também pelo drama dos protagonistas envolvidos, é uma série né? Depois vou conferir quantos livros são no total, confesso que ando com o pé atrás com relação a começar a ler mais uma série...

Inês Gabriela A. disse...

A primeira coisa que percebi no livro é que a capa dele usa a mesma imagem de uma das capas da série A Mediadora da Meg Cabot. Acho essa série bacana porque foge um pouco dos clichês policiais, são amigas que desvendam os crimes e tal. Acho isso MUITO legal. Não compraria em uma livraria, mas leria se tivesse em mãos.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela