"No Limite da Atração" de Katie McGarry

terça-feira, 17 de dezembro de 2013


Um vento frio passou pelo quintal e me deu arrepios. Ele tirou a jaqueta de couro preta e jogou sobre os meus ombros. - Como você vai ser minha monitora se pegar uma porra de pneumonia? Ergui a sobrancelha. Que combinação esquisita de gesto romântico e palavreado terrivelmente grosseiro. Abracei a jaqueta, resistindo a ânsia de fechar os olhos quando um aroma doce e almiscarado me envolveu.
Uau, que surpresa boa foi a leitura deste livro! Há algum tempo que não me deparo com uma leitura que me prende a ponto de não querer parar até chegar ao fim. Apesar de se tratar de mais um YA contemporâneo, Katie McGarry deu profundidade ao drama fazendo com a história se sobressaia aos demais livros do gênero.

Em "No limite da Atracão" conhecemos a história de Echo e Noah. Dois adolescentes que são obrigados a passar por reuniões toda semana com a Assistente Social da escola. Echo era um garota popular, namorava o bonitão do colégio, até que algo acontece e ela fica afastada da escola por quase um mês. Quando volta, Echo não é mais a mesma. Usa roupas de mangas cumpridas e luvas mesmo no dias mais quentes, o namoro com o bonitão acabou, e boatos de todos os tipos rolam nos corredores do colégio. Contudo, os problemas de Echo são maiores que seus status social da vida escolar, ela não se lembra do que aconteceu naquela noite fatídica que mudou sua vida, e lida com muitos problemas em sua casa.

Noah faz parte da turminha dos maconheiros que não querem nada da vida. Famoso por "pegar" as meninas do colégio e sua falta de interesse nos estudos. Contudo essa não toda sua historia. Noah vive em um lar adotivo e separado de seus dois irmãos mais novos que o Estado não permite que Noah os encontre. Tudo por conta de um "incidente" que ocorrera entre Noah e sua família adotiva anterior. Único motivo para Noah continuar a frequentar as reuniões semanais com a Assistente Social é que este parece ser o caminho necessário para ter seus irmãos de volta.

A Sra. Collins, a nova assistente social, tem planos para ajudar os dois. Planos que farão o caminho deles se cruzarem e uma atracão inevitável surgir.

 "No Limite da Atração" foi, para mim, um leitura e tanto. É um daqueles livros que você não quer largar até chegar a última pagina. Há vários motivos que deixaram a leitura tão sedutora ao leitor:

Impossível não sentir empatia pelo drama dos personagens. A história possui um drama envolvente e denso, mas sem deixar a leitura totalmente cansativa, a autora soube dosar acrescentando aqueles momentos "light" para o enredo. Para quem gosta de romance, a história de amor entre Noah e Echo e de arrancar suspiros, porém não espere por trechos muito calientes.

Além disso, a curiosidade me fez grudar os olhos nas páginas do livro. Queria muito saber o que ocorrera com a Echo na noite fatídica que mudou sua vida. A trama familiar que a autora abrange na trama tanto através de Echo quanto no de Noah foi bem desenvolvido. Triste e comovente em muitos momentos.

Mais que recomendo esta leitura! Vale super a pena. Uma das minhas leituras favoritas do ano.


Minha classificação para esse livro é de  5/6 - "Excelente".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

 No Limite da Atração. McGarry, Katie. Editora Verus, 2013, 364 p.


7 comentários:

Julia disse...

Eu quando li esse livro esperava mais dele não que eu não tenha gostado mas esperava outra história acho que não esperava ver tanto drama familiar mas isso não deixou o livro ruim detalhe pros amigos do Noah que são incríveis

Ingrid Sodré disse...

Gostei bastante da sinopse desse livro, principalmente porque me senti curiosa sobre o desenvolvimento da trama. Sua opinião sobre o livro, só reforçou essa curiosidade. Algo que vem me deixando um pouco desapontada em relação aos livros atuais, é o fato dos autores terem abandonado um pouco a escrita em terceira pessoa e pelo quote citado, o livro é narrado em primeira. Mesmo assim, ainda estou com vontade de lê-lo. A capa é linda e realmente remete a uma história mais caliente, embora não tenha tantas cenas assim.

Rayme disse...

aaah, quem não gosta de livros que nos prende assim né?
ainda não li este, mas só vejo resenhas positivas dele e estou super ultra mega curiosa para lê-lo
quero logo ;~~

Viagem Literária disse...

Ei Dani


Tenho adorado os NA e estou doida por este livro! Ainda não tenho, mas preciso dele urgente rsrs.
bjs

Adrianatbnu disse...

A capa não chama minha atenção, não pegaria nem pra ler a sinopse em uma livraria, mas a resenha me fez mudar de ideia, agora quero ler.

Andréia Renata disse...

Mais um YA que não havia chamado muito a minha atenção, mas ele está repercutindo tão positivamente que me deixou curiosa, também entrou para a minha lista de desejados há um tempinho, protagonistas com grande cargas emocionais parecem que são a nova fórmula para um sucesso literário né.

Inês Gabriela A. disse...

Desde a "explosão dos NA" eu percebi que não tenho interesse no gênero. Não é o tipo de livro que eu quero ler e nem o tipo de trama que me atrai. Acho que a maioria deles são clichês e já saturaram o mercado! Mas é claro que tem muita gente que gosta.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela