"White Cat" de Holly Black

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014


"You know what they used to say about boys like you? Clever as the devil and twice as pretty". (Pág. 122)
"Você sabe o que costumam dizer sobre  garotos como você? Inteligente como o diabo e duas vezes mais bonito".

No mundo criado por Holly Black, uma em cada mil pessoas nascem amaldiçoadas. Elas possuem poderes de transformar a sorte, a memória, as emoções de uma pessoa com um leve toque das mãos. Como utilizar estes poderes é algo proibido por lei, todos - mesmo aqueles que não possuem - são obrigados a sempre usarem luvas.
Cassel não faz parte destes "amaldiçoados", mas ele é o único da família Sharpe. Sua mãe, avô e seus dois irmãos mais velhos, cada um deles são "curse workers", ou seja, utilizam desta maldição como uma forma de ganhar dinheiro e isto os tornam criminosos.  Não à toa que a mãe de Cassel esta presa há anos. O envolvimento da família Sharpe com mafiosos é maior do que se imagina.

Apesar disto, Cassel mesmo não sendo um "curse worker", utiliza outras técnicas para conseguir o que quer: a trapaça. A mentira. Sua capacidade de enganar as pessoas. E, mesmo tentando viver de forma mais normal e discreta possível, ele não consegue se livrar do passado. A lembrança de um terrível acontecimento o atormenta: o dia que matou sua melhor amiga, Lila. Isto prova que mesmo que não possua a mesma maldição que seus familiares, Cassel é tão criminoso quanto todos eles. Ele não pode fugir desta terrível realidade, mesmo que as lembranças daquele dia fatídico lhe pareça tão embaçada e fragmentada.

Contudo, Cassel vê todo o seu esforço de ser normal desmoronar quando lhe surge problemas de sonambulismo e, em uma noite, após sonhar com um gato branco, acorda no telhado do colégio só de cueca! Após este incidente, Cassel falha em convencer ao diretor e professores que não estava tentando se matar e é, então, mandado de volta para casa.
Além de tentar descobrir o porquê deste ataques repentinos de sonambulismo, e sempre quando sonha com o tal gato branco, agora em casa Cassel estará mais próximo de descobrir os segredos de sua família e assim como estará mais próximo de se envolver nos cruéis jogos da máfia.

"White Cat" ou Gata Branca, publicado aqui no Brasil pela Editora Rocco, é uma leitura cheia de mistério e com um desfecho surpreendente. O protagonista, Cassel é um personagem muito carismático. É incrível as confusões em que ele se mete, e mesmo que alguns de seus planos sejam bons, sempre algo de errado acontece. Ou ele fala mais do que deveria, ou se esquece de planejar algum detalhe, ou algo fora dos planos surge e Cassel se encontra cada vez mais enrolado em tanta confusão. Cassel está envolvido em grande jogo e são tantos segredos a desvendar... Claro que se envolver com a máfia é algo muito perigoso e tudo Cassel tem para lutar é sua capacidade de mentir e trapacear.
Descrevendo Cassel assim, como trapaceiro e mentiroso, pode parecer que ele é um bad boy, mas não é. Eu diria que Cassel é um anti-herói. Pois apesar de tudo, ele tem um bom coração e tenta consertar as coisas à sua maneira.

O desenrolar da história, o desvendar destes segredos, acontece de forma gradativa e como Cassel é o narrador, junto com ele tentei montar as peças deste quebra-cabeça e assim fiquei cada vez mais envolvida na narrativa.

O único defeito do livro, na minha opinião, é a falta de um bom romance. Isto, para mim, é algo que não pode faltar em uma história. E é apenas por este motivo que o livro não entrou para minha lista de favoritos. Não que não tenha romance, mas foi bem fraquinho. Acredito que isto possa mudar no segundo livro da série "Curse Workers", chamado "Red Glove" do qual estou louca para ler!



Minha classificação para esse livro é de  5/7- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

White Cat. Black, Holly. McElderry Books, 2010, 310 p. 



12 comentários:

Amanda T. disse...

Eu ouvi falar desse livro já tem alguns meses, e no caso a resenha elogiou muito, então logo me interessei. A história é bem original, e estou louca pra ler!

Beijos
http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

Oliveira disse...

Vou ler essa série, parece muito boa, só esperar a Rocco lançar os outros volumes, não quero correr o risco dela parar e não lançar os outros.

Camylla Carvalho disse...

Tb pretendo ler essa serie!! Já vi mta gente falando dela



http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

Laura Zardo disse...

Eu já tinha ouvido falar do livro, mas nunca fiquei muito interessada, e agora que você disse que não tem um bom romance, fiquei com ainda menos vontade de ler, por mais que o livro em si seja bom. D=

Feer Tavares disse...

Não gostei muito da capa, mas confesso que a trama me deixou curiosa.
Talvez tenha mais romance pra frente Nique, pois toda série tem que ter um bom romance rs
Vamos torcer o/

Rayme disse...

também não gosto de livros quando não há romance, e por isso ainda não li este.
parece ser um livro bom e tudo o mais, mas quando vejo as resenhas, sinto falta de algo, e sei que este algo é essa falta de um bom romance.
também não gosto desta capa, e isso também me desanima um pouco :S

Michelli Santos Prado disse...

ADOREI ESSA RESENHA!!!
Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me apaixonei! A capa é linda, aliás, o garoto da capa é lindo =)
E a história parece ser bem diferente do que estamos acostumados, amei, de verdade, apesar do fato do romance...

Beijos!!

Pamela Simões disse...

Ah, não têm romance... :'(
Bem, apesar deste livro ter toda uma pegada sobrenatural (por causa dos poderes e tudo mais), e gostei da sinopse...
Esta estória de usar luvas fez-me lembrar do anime Code Breaker (simplesmente amo. Se você é fã de
anime, pode cair de cabeça nele...).
Nossa, já perdi a conta de quantos
personagens já conheci que tinham atitudes de vilões e eram os principais (ou tinham mais destaque que os principais)...
Bem, verei se arrisco ou não!!
Bjs

Gostaria de avisar que antes eu comentava como pamela simoes, mas mudei e agora esta Pamela Simões.... só isso!!!

Andréia Renata disse...

Eu adicionei White Cat depois de ler a sinopse no goodreads e essa é a primeira resenha que leio sobre ele e agora não sei o que pensar sobre Gata Branca, eu imaginava que a história fosse de um jeito e pela sua resenha ela é de outro, rs. Enfim, só lendo mesmo, espero gostar do livro.

Cris Sampaio disse...

Oi Dani, mais um que entrou pra minha lista! Acompanho vc's duas pelos informes no e-mail, infelizmente não dá tempo de entrar sempre no blog, mas leio tudo que vc's postam ;)
Além de ser um dos meus blogs favoritos, se não o mais, porque o seu gosto e da Do (como já disse outras vzs) bate muito com o meu. Cada vez que leio as resenhas a lista vai aumentando rsrs...
Na última compra não entrou A desconstrução de Mara Dyer pq estava absurdamente caro na Saraiva, enfim, 99% postado aqui vai pra lista rs.
Parabéns pra vc's duas, aqui o compromisso, acima de tudo, é com a verdade para com os leitores, não como a maioria que vejo, que coloca os interesses comerciais acima, e nos apresenta resenhas bem longe do que acharam de fato sobre o livro. Ainda bem que temos vc's, e mais uma meia dúzia de blogs sérios, que gosto muito, comprometidos com o que se propuseram a fazer de fato. Obrigada, sucesso sempre, bjs perfumados de coisas boas

Danii Kaulitz disse...

ahh adoro livros com muito mistério, suspense e segredos! Fiquei muito interessada neste livro, achei a capa linda e o enredo muito diferente de tudo que já li, com essa estória de uma em cada mil pessoas nascerem amaldiçoada e também fiquei bastante curiosa para conhecer o final que você achou surpreendente! Eu gostei de você ter mencionado que faltou romance, pois sempre leio muitos e estou a procura de uma aventura sem romance por enquanto :)

Mah Barbosa disse...

Sempre vi esse livro por aí, mas nunca me interessei em procurar a sinopse.
Achei bem interessante esse sobrenatural com muitos mistérios e segredos. Sem contar que adorei a maldição. Com certeza, fiquei bem curiosa para conferir essa história, pena que não tem um romance, assim como você, Daniela, também adoro um romance no meio de tanto mistério.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela