[Admirável Mundo Literário] Quando é doloroso dizer adeus

domingo, 16 de março de 2014


Como leitor, o que eu gosto é de ler e dizer, bolas, é exactamente isto que eu sinto e não era capaz de exprimir. Quando um livro me ensina a explicitar emoções que eu sinto, esse é um livro bom.
António Lobo Antunes

Desde que se tornou moda escrever séries literárias, para os leitores concluir a leitura do último livro, além de ser um momento repleto de ansiedade e expectativa, também é um momento doloroso, de separação, de adeus. Lembro como eu ficava ansiosa para ler a continuação de Harry Potter, quando concluía a leitura de um dos livros e depois (Pasmem!), eu chorava horrores, pois esperar mais de um ano para ter meus amigos / companheiros de jornada era tempo demais, doloroso. Se consciente da continuação da série, eu ficava triste, imaginem quando eu peguei o sétimo e último livro? Ao mesmo tempo em que eu queria muito, muito devorar cada página, eu queria também prolongar sua leitura, pois seria o fim uma série que me acompanhou da adolescência até a fase adulta... Uma série que eu amava e amo de todo coração.

Claro que depois de Harry Potter, eu já iniciei e conclui várias outras séries: Nárnia, Academia de Vampiros, Becky Bloom, Crônicas do Mundo Emerso, Fallen, Jogos Vorazes, Percy Jackson, entre outros. Todos os livros, sem exceção, deixaram saudades e volte e meia, me pego desejando relê-los.

No entanto, o que acontece quando você não quer concluir uma série, ler o último livro por medo de se decepcionar? Aquela série que girou em seu pensamento durante tanto tempo, está chegando ao fim e você descobre através de seus amigos que o autor, simplesmente, pirou, estragou uma história sensacional. O que você faz?

Há um mês, eu recebi da Editora Rocco, o livro Convergente, último livro da Trilogia Divergente. Iniciei a leitura na maior empolgação, mas, de repente, comecei a sentir que a história não estava tomando o rumo que eu esperava... No meu face, não parava de pipocar opiniões de amigos, dizendo estarem decepcionados. Dei uma pausa na leitura de Convergente e, nesse meio tempo, conclui a leitura de três livros. Voltei a lê-lo hoje, mas confesso: quero tanto um final feliz para Tris e Quatro, um final que seja inteligente, coerente com a saga. =S

Outra série que eu não consigo ainda dar adeus, nem começar a lê-la é Ciclo da Herança do Christopher Paolini. Ele demorou anos para concluir o quarto e último livro, deixando os fãs da saga do herói Eragon em banho maria. Ano passado, a Editora Rocco, por fim, publicou o último livro aqui no Brasil e, logo, eu comprei. Mas, Báh! Quem disse que eu consigo dar adeus?

Sinto que a nova tendência entre os escritores é mesclar a ficção com a realidade, em gêneros que antes, estávamos acostumados com o felizes para sempre... problemas resolvidos e solucionados... alguns mortos, outros feridos, mas o personagens principais juntos e de alguma forma felizes. De certa forma, entre os fãs, a trilogia Jogos Vorazes também nos decepcionou em A Esperança. A intenção da autora foi clara: não tem como sobreviver a tantos horrores, ser vítima de torturas, ver seus amigos e familiares morrerem/serem torturados, toda a sua crença, ideais e sentimentos destruídos sem que haja sequelas. E sinto que Veronica Roth seguirá pela mesma linha.

Enfim, 2014 será o ano em que finalizarei diversas séries, entre elas, a mais esperada por mim, é o fim da saga Os Instrumentos Mortais da Cassandra Clare. Será outra despedida que deixará saudades. Também finalizarei a trilogia de A Seleção (love love Maxon) e trilogia Trylle. Pretendo, finalmente, tomar coragem e concluir Ciclo da Herança (A Herança #4) e terminar os dois últimos livros de Desventuras em Série, entre outras séries.

Outras aventuras me aguardam, no entanto. Seja para iniciá-las ou para continuar a acompanhá-las até o derradeiro fim. Porém, tenho absoluta certeza de que chegado o final, todas deixarão saudades.



4 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

Acho que é por isso que eu não gosto de séries e li pouquíssimas até hoje! Não gosto da sensação de "perder" aqueles personagens que "viveram" comigo por tanto tempo, aqueles pelos quais chorei, torci e sorri.
bjs

Karyme Carvalho disse...

Também tenho esse problema. Tenho Princesa mecânica e Convergente me esperando, mas não consigo começar a ler. Vai ser muito triste me despedir dessas duas séries. Também vou morrer de saudade do Maxon.

Folhas de Sonhos disse...

Uma série que eu amei ler, e é antiga, é dos livros As Brumas de Avalon... incrível entrar naquele mundo, adorei. Quero muito começar a ler Nárnia, tenho o livro comigo!


abraços,
Luciana

Michelli Santos Prado disse...

Olá Dominique, tudo bem??
Adorei esta tua postagem...Sempre difícil mesmo finalizar uma série...Já concluir duas Hush Hush e Jogos Vorazes.E realmente gosto daquela sensação de ter vivido a historia, pois são vários livros e nos sentimentos como personagens da historia...Beijos ♥

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela