"O Presente" de Cecelia Ahern

quarta-feira, 14 de maio de 2014


Sinopse - Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.
O Presente da Cecelia Ahern, autora de Ps. Eu te amo, é uma história fascinante sobre redenção, família e segundas oportunidades. Principalmente, é uma história sobre o tempo que empregamos a coisas fúteis em detrimento dos verdadeiros momentos especiais.

Lou é um executivo competente e muito bem sucedido. Chegar ao topo da hierarquia na empresa em que trabalha é seu objetivo principal, mesmo que para isso, ele tenha que resolver milhares de assuntos ao mesmo tempo e estar em vários lugares simultaneamente... Opa! Estar em dois lugares ao mesmo tempo? Impossível, certo? Logo, Lou descobre que pode sacrificar os momentos com a família e amigos, para se dedicar ao que verdadeiramente importa: subir, subir, subir, ser admirado, bem sucedido em seu trabalho. Seus pais e irmãos estão cada vez mais decepcionados com sua atitude distante e seu desinteresse pelos assuntos familiares. Sua esposa sente sua falta em casa, assim como, seus filhos pequenos, que estão crescendo sem a presença do pai, pois ele está sempre muito ocupado para lhes acompanhar em passeios, na vida doméstica e nas descobertas do dia-a-dia infantil. Aliás, Lou não sabe absolutamente nada a respeito dos filhos. Até que conhece Gabe, um morador de rua, que parece estar sempre em mais de um lugar ao mesmo tempo. Ao descobrir através de Gabe que seu chefe estava se associando com outro colega de trabalho, Lou resolve dar uma oportunidade de emprego para o rapaz, mas se arrepende quando acontecimentos estranhos começam a ocorrer em sua vida.

A história de Lou é simplesmente uma lição para todas as pessoas que colocam a vida profissional acima da família, esquecendo-se de aproveitar os momentos especiais seja os pequeninos ou grandes. Lou era um homem dedicado a família e a esposa, mas aos poucos foi se tornando obsessivo em ser o melhor no trabalho. Egocêntrico, Lou não consegue compreender o motivo pelo qual a sua família exige tanto a sua presença, afinal, ele não lhes dá tudo o que o dinheiro pode comprar? Gabe, o morador de rua é um personagem impressionante, pois durante a narrativa ele chega a assustar por realmente estar em vários lugares ao mesmo tempo e por exercer múltiplas funções e saber de tudo o que se passa ao seu redor, sem as pessoas sequer abrirem a boca. Ao mesmo tempo percebemos que ele possui uma missão, que somente descobrimos nas páginas finais do livro.

Fã da Cecelia Ahern, eu confesso que esse não foi o melhor livro que já li da autora, mas é igualmente encantador. Ela tem o dom de tecer uma fábula contemporânea onde os valores morais e as convenções sociais são sempre questionadas. Enfim, uma ótima leitura! 


Minha classificação para esse livro é de  3/6- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

O Presente. Ahern, Cecelia. Novo Conceito, 2013. 320 p.



9 comentários:

Raquel Pereira disse...

Ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho muita curiosidade de conhecer a sua obra.
PS Eu te amo, só vi o filme... rsrs
Apesar de não ter recebido uma nota tão boa, sua resenha ficou ótima e eu fiquei com muita vontade de ler O presente, e confesso que já fiquei imaginando mil coisa sobre o Gabe... rsrs

Bjok

Rayme disse...

ainda não li nenhum dos livros da autora, acredita?
mas este aqui parece trazer uma trama ótima! hoje em dia é meio comum as pessoas pensarem só no trabalho, em melhorar de vida, em ganhar dinheiro... e esquecer da família né...
quero ler ele, espero consegui-lo logo!

Gláucia B. de Lima disse...

Eu me encantei com a capa linda *-*
Gosto desse tipo de enredo, faz com que refletimos sobre a nossa vida e o que estamos fazendo de errado.
Com certeza irei lê-lo

Jess M, disse...

Ainda não li nada dela, mas tenho vontade de ler O livro do amanhã, é bom?
Gosto dessa temática em que faz repensarmos se estamos dando valor para as coisas certas, ser ambicioso demais nunca é bom e ele ter esse egocentrismo e esquecer da família me faria ficar com raiva rs
Pela sua notinha no final, como eu ainda não li nada dela, acho melhor não começar por esse...
bjs

Ana Paula Barreto disse...

Eu adoro demais o estilo da Cecelia! Gosto de como ela transforma o dia-a-dia em algo encantador, como consegue colocar temas reflexivos no meio de uma trama super envolvente.
Pode não ser o melhor livro dela, mas tenho certeza que vou gostar quando ler.
bjs

Cris Sampaio disse...

Oi Do,

Como sempe, adoro as resenhas de vc's, ô meninas talentosas! Tô com o meu lacrado, e na dúvida se vale a pena, comtantos livros na fila, rs, ou se passo adiante...
3 estrelas é bom, mas não é ótimo né ;)
Bom fds, bjs!

Andréia Renata disse...

Eu não havia me interessado pelo livro e essa é a primeira resenha que leio e agora com certeza daria uma chance ao livro, principalmente por eu nunca ter lido nada da autora.

karolyne kazakeviche disse...

Na época do lançamento não me interessei, admito que foi mais pela capa não ter me gradado. Mas agora lendo algumas resenhas, parece uma ótima leitura e acho que vale a pena. Colocarei na lista =)

Karyme Carvalho disse...

Gosto muito desta autora. Já li Onde terminam os arco-íris e A vez da minha vida. Quero ler este também.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela