"The 100" de Kass Morgan

sábado, 7 de junho de 2014


Sinopse - Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.

(...) Então ele ouviu sussurros na fogueira atrás dele e virou, curioso, contra a sua vontade. Todos estavam apontando para o céu, que se transformava numa sinfonia de cores. Primeiro, faixas alaranjadas apareceram no azul, como um oboé se juntando a uma flauta, transformando o solo em um dueto. Aquela harmonia seguiu num crescendo de cores enquanto amarelo e depois rosa acrescentaram suas vozes ao refrão. O céu escureceu, dando às cores ainda mais nitidez. A expressão pôr do sol não poderia de forma alguma conter aquela beleza, e, pela milésima vez desde que tinham pousado, Wells percebeu que as palavras que lhes foram ensinadas para descrever a Terra empalideciam em comparação com à realidade. (Pág. 67).

Quem nunca imaginou como seria a vida no espaço, caso a vida no planeta Terra se tornasse impossível? Eu já imaginei milhares de vezes, mas sempre era assolada por indagações básicas como sobreviveríamos sem oxigênio ou água, como seria produzido os alimentos, roupas e objetos sem matéria prima disponível, onde seriam depositados os dejetos... Enfim, mil indagações que acabavam com a seguinte constatação: a vida no espaço seria impossível. 

No entanto, Kass Morgan mostrou ser possível ao criar uma distopia singular, diferente de tudo o que já li e na sua história encontrei as respostas das minhas indagações. The 100 conta a história de como a humanidade precisou se refugiar em espaçonaves para poder sobreviver a uma guerra nuclear que tornou o planeta Terra inabitável. Apenas uma parcela mínima da sociedade foi aceita para embarcar nas espaçonaves, criando nela uma sociedade rígida, cheia de dogmas e leis que se não forem obedecidas, a punição é a morte. Trezentos anos depois, a espaçonave não comporta mais tantas pessoas, os recursos estão se tornando finitos e o governo precisa achar uma solução urgente. Cem delinquentes juvenis são escolhidos para uma missão praticamente suicida: são enviados para a Terra, a fim de descobrir se o planeta está novamente habitável e precisam recolonizá-lo. O que era para ser uma segunda chance, torna-se uma aventura repleta de perigos e surpresas inimagináveis. 

A história é narrada sob a perspectiva de vários personagens: Clarke, Bellamy, Wells e Glass. Conforme os capítulos avançam, esses personagens nos contam suas perspectivas das experiências que estão vivenciando na Terra e também de como eram suas vidas na espaçonave e qual delito cometeram para receber tamanha punição. Os cem delinquentes foram presos por alguma infração cometida, algumas torpes como engravidar sem estar em um relacionamento estável, outros por roubo, entre outros delitos mais perigosos... 

Quem imaginou que os cem jovens se uniriam para sobreviver a experiência na Terra, se enganou. Assim que aterrissam precisam sobreviver a queda que deixou várias pessoas feridas e sem medicamentos, como ajudá-los? Alimentação e água também estão escassos, os governantes mandaram somente o necessário para um mês, começam a ter brigas pelos mantimentos. E quem liderará o grupo? Como irão punir quem violar as regras? 

A autora nos convida a conhecer um modo de vida diferente e uma experiência inimaginável: recolonizar a Terra. Jovens entre 14 a 17 anos, que nunca conheceram outro modo de vida senão as espaçonaves para desbravar uma terra desconhecida que poderá ainda estar contaminada ou não. Mesmo que o ar não esteja contaminado, até que ponto ocorreram mutações nas plantas e nos animais? Sua narrativa é detalhada sem ser cansativa, ela descreve vários momentos singulares dos personagens: suas reações ao verem o céu infinito, o brilho das estrelas, o canto dos pássaros, a surpresa de todos quando chove pela primeira vez, entre outras experiências que para eles são surpreendentes. 

The 100 foi adaptado e tornou-se um seriado. Comecei a assistir ontem, percebi que apesar de possuir a maior parte dos elementos do livro, o seriado conta a história de forma diferente. Para vocês terem uma ideia, o final do livro já é revelado logo no primeiro capítulo do seriado. Recomendo como sempre que vocês comecem pelo livro, entenderão muito melhor como era a vida na espaçonave do que pelo seriado. 

O que eu mais gostei nesse livro é que apesar de possuir elementos de ficção científica, a autora não focou nesses detalhes, e sim, nas experiências dos personagens, seus passados e descobertas na Terra. É uma leitura muito rápida e fácil. Recomendo!


Minha classificação para esse livro é de  3/6- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

The 100. Morgan, Kass. Galera Record, 2014, 288 p.

❤ Série Os Escolhidos:
  • The 100;
  • Day 21 (Lançamento em novembro de 2014 nos EUA).






10 comentários:

Raquel Pereira disse...

Adoro esses livros de ficção que fazem a gente acreditar que aquilo poderia ser verdade. Adorei a resenha de The 100 e esse parece ser um desses livros, parece envolver muita ação, aventura, drama também. Fiquei bem curiosa pra ler. E bom saber que o seriado já conta o final do livro no começo, estava pensando em começar a assistir o seriado, mas vou deixar pra depois.

Bjok

Rayme disse...

normalmente este tipo de livro não me agrada muito. não gosto deste tipo de trama, e se logo no começo não entra na minha cabeça, abandono o livro sem dó. mas já vi tantos comentários positivos deste livro e da série que tenho curiosidade em ler sim. e saber que ele não foca tanto na parte ficção científica da coisa me anima!!
pretendo ler o livro, e espero gostar!!
quanto ao seriado, normalmente o seriado é bem diferente da trama... já me acostumei com isso! hahaha
vou começar pelo livro sim, depois dou uma conferida na série ;)

Jess M, disse...

Eu comecei a assistir a série antes mesmo de saber do livro e agora fiquei um pouco chateada, já que se eu ler o livro já sai o final, só você falando isso fui entender o porque de algumas mortes porque não entendi como um narrador do livro já morreu rápido na série (não vou falar o nome para quem ler meu comentário não pegar spoiler rs), e falta de personagem também né...
Mas ainda assim lerei, para clarear muitos pontos que a série deixa vago.
Eu gosto dessa temática de ficção e distopia com romance (pelo menos na série tem bastante).
Sabe a quantidade de livro que terá?


bjs

pamela M. disse...

Eu comecei a assistir o seriado e já me apaixonei. Eu gostei muito da história!
Estava com bastante vontade de ler o livro, mas ouvi algumas pessoas falando que o seriado era bem melhor, então perdi a vontade de ler o livro, mas agora já fiquei com vontade de novo, só não sei se vou conseguir ler o livro todo agora que sei que o final do livro já foi revelado no seriado...
Bjss

Lais Lucena disse...

Desde que esse livro foi lançado, estou babando por ele. Adoro a premissa, as coisas sobre ficção científica, a trama do livro em si... Mas sua classificação pra ele foi um tanto baixa né? Mas acontece, certos livros não funcionam.

Oliveira disse...

Dominique como amo ficção estou super animada por esse livro. E também, pelo seriado. Vou assistir, ainda não vi nenhum. Mas, estou muito muito animada, o que é muito, pois pouco assisto algo na TV.

Rafaela Saturnino disse...

Eu estava querendo assistir o seriado, porque já ouvi vários elogios, e achava que o seriado era melhor que o livro. Mas agora já acho que vou ler o livro antes, ainda mais sabendo que o final do livro acontece no 1º episódio. Só espero ler o livro logo, ou não aguento esperar pra assistir hahah
Beijos!

Jois Duarte disse...

Quero muito acompanhar o seriado, pq o livro, apesar das resenhas positivas, confesso que não me chama a atenção. Mas agora que vc disse isso de o final do livro ser revelado logo no primeiro episódio me desanimou bastante

Manu Hitz disse...

Excelente resenha, Dominique. Vc citou pontos importantes e fez observaçoes que dirigem bem a atençao do leitor.
Nao sou fa de ficçao, mas o que gostei nesse livro foi exatamente esse conflito de recolonizar um mundo novo e as experiencias que cada personagem vai vivenciar. E contada por personagens diferentes da uma visao ampliada de como afeta cada um.
Da mesma forma, nao sou de acompanhar series, ate que gostaria, mas sozinha fica sem graça. Talvez esta seja uma bem curiosa pra fisgar meu marido pra ver comigo, o tema e instigante para mim e para ele tb.

Gabriela S. disse...

To apaixonaaaaada pela série The 100.
O livro é meio diferente, mas parece ser ótimo também
Bellamy e Clarke ♥

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela