"Infinity Ring: Um Motim no Tempo" de James Dashner

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Furacões, terremotos e outros desastres naturais estão destruindo cidades, estados e países inteiros. E a organização SQ, apesar de ser responsável por controlar o planeta, parece não se esforçar para evitar a chegada do cataclismo que acabaria de vez com toda a humanidade. Dak Smyth assiste a tudo isso de dentro de casa, fazendo aquilo de que mais gosta: estudar história e comer queijo. Até o dia em que seus pais saem para uma viagem curta e ele e sua melhor amiga Sera Froste, uma garota totalmente fascinada por física quântica, resolvem matar a curiosidade e se aventurar no laboratório de ciências dos pais dele. Lá, encontram nada mais nada menos que um dispositivo que, assim que for finalizado, possibilitará a viagem no tempo - o Anel do Infinito. Sera, craque da matemática, consegue preencher a última lacuna nos cálculos e, quando os pais de Dak retornam, o mecanismo está pronto para ser usado. Na primeira tentativa, porém, os dois adultos desaparecem. Quando tudo parece estar perdido, Dak e Sera são recrutados pelos Guardiões da História, uma sociedade secreta criada há muitos séculos. Eles então descobrem que os agentes da SQ estavam alterando eventos históricos importantes para conseguir mais poder para a organização, gerando as Grandes Fraturas, que em breve levarão ao fim do mundo.Assim, de posse do Anel, Dak e Sera viajarão pela história com a missão nada fácil de encontrar os pais de Dak, corrigir as fraturas e salvar o planeta. Neste primeiro volume da série, eles voltarão à Espanha de 1492, onde está a Primeira Fratura, com o objetivo de embarcar em uma das naus da expedição de Cristóvão Colombo e garantir que seja ele o responsável pela chegada dos europeus à América.

O que aconteceria se os principais eventos da história da humanidade não tivessem ocorrido exatamente como deveriam? E se alguma os tivessem impedidos e assim mudado drasticamente o futuro? 

Dak e Sera são mais que verdadeiros nerds, são duas crianças geniais. Dak é um sabichão que ama história e Sera, uma menina que entende tudo de física quântica. E, eles vivem nesse mundo diferente por que diversos fatos importantes da história foram alterado. Claro que ninguém sabe disso além dos Guardiões da História que acabam recrutando Dak e Sera para salvar o mundo. Neste primeiro volume, a dupla volta para 1492 para salvar Cristóvão Colombo de motim e assim garantir que ele chegue à América. 

"Infinity Ring: Um motim no tempo" trata-se de um série cujo livros são escritos por diversos autores, assim como a série "The 39 clues". Este primeiro volume foi escrito por James Dashner e já o segundo livro em diante são intercalados entre outros escritores. A série consiste em oito volumes total até o momento, e trata-se de uma historia de aventura infanto-juvenil.

Eu, particularmente, não gostei do primeiro volume desta série. A trama não me conquistou o suficiente para ter interesse em dar continuidade, ou seja, este é o primeiro e provavelmente o último livro que lerei. A trama é interessante e se tivesse sido melhor explorada poderia ter se tornado um daqueles livros infanto-juvenis que agrada a todas as idades. Eu acredito que uma criança de nove a doze anos curtirá bastante a leitura, mas para mim, foi enfadonha.

Os personagens também não me conquistaram, e achei que o autor tentou introduzir um humor forçado na relação entre eles, quando na verdade as provocações me pareceram tão infantis que não achei graça nenhuma.

Definitivamente faltou ao autor se aprofundar tanto no desenvolvimento dos protagonistas quanto na própria trama que me pareceu rasa. Achei que o livro seria uma forma divertida e instrutiva de introduzir conhecimentos de História a uma criança e até mesmo um adulto, mas achei que foi pouco explorado.

Eu diria que este livro tem um público-alvo específico e, para o minha idade e tanto de leituras já feitas, não é mais um livro que me agrade. Contudo, eu sempre recomendo que leiam e tirem suas próprias conclusões. Afinal, gostos variam e o mais importante é que o leitor se divirta com a leitura - o que infelizmente, não aconteceu comigo dessa vez.


Minha classificação para esse livro é de  2/6- "Regular".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Infinity Ring: Um motim no tempo. Dashnr, James. Editora Seguinte, 2013, 248 p.




5 comentários:

Rayme disse...

este tipo de trama nunca me agrada, tanto que quando vejo lançamentos e resenhas, nem fico tão empolgada...
não desmereço o autor, só não acho interessante :P

acho que já passei desta idade também! hahaha

Max disse...

Olá Daniela,

Me interessei pela premissa, gosto de histórias de viagens no tempo etc.

Mas pela sua opinião não sei se leria o livro. Gosto de embarcar em um livro juvenil, às vezes é um ótima viagem (Como As Crónicas de Nárnia, por exemplo). Mas a trama tem de ser caprichada. Se diante de um enredo onde a história deixa muito a desejar, digo adeus à série já no primeiro livro.

Sou louco para conhecer "As Aventuras do Caça-Feitiços" mas nunca li nenhuma resenha avaliando-o. Você já leu algum livro dessa série? Se sim, recomenda?

Bjs.

http://maxliteratura.blogspot.com.br/

Sara disse...

Me pareceu uma história bem legal kkk bastante interessante. Pode ser que não vai me cativar no sentido "mudou a minha vida", mas achei bem legal! Agora não estou podendo ler livros, estou com uns 11 aqui meus que ainda não li. Só vou poder daqui a alguns meses, mas assim que der eu lerei os meus todos e pegarei muitos na biblioteca kkk aqui está sendo um bom indicador (ou seria indicação? -q) de livros!
Obrigada! Beijo! :D :33

Sora Seishin disse...

Oi Dani!

Eu já li o livro e também não curti muito. E olha que adoro histórias sobre viagem no tempo. Mas esse livro foi muito corrido!

Beijos,

Sora - Meu Jardim de Livros

Cris Sampaio disse...

Oi Dani!

Bom saber, eu tinha a impressão que seria assim como vc descreveu, bom que é menos um pra aumentar um lista sem fim né, rs. Eu um 'feeling' que seria fraco.
Boa semana, bjs perfumados de coisas boas!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela