"As Batidas Perdidas do Meu Coração" de Bianca Briones

quarta-feira, 24 de setembro de 2014


Quando o coração quer uma coisa e a mente quer outra, devemos pesar o que é mais importante para nós: a razão ou a emoção. E, se não conseguirmos chegar a uma conclusão satisfatória, o coração é o melhor caminho. A mente não vai esquecer, mas o coração é capaz de superar, caso tudo dê errado.

Assim que eu vi a Editora Verus anunciando o lançamento de As Batidas Perdidas do Meu Coração, a primeira coisa que me chamou atenção foi a capa que é belíssima. Apaixonei-me por ela à primeira vista. A segunda foi que o livro era de uma brasileirinha e blogueira que eu conheci assim que criei o blog há cinco anos atrás. Mais curiosa do que nunca, solicitei o livro e não me arrependi. A história conseguiu me surpreender bastante! Ponto para a literatura nacional.

Viviane não poderia estar vivendo momento pior do que perder seu amado pai para o câncer e ver sua mãe se afundar em uma depressão profunda devido a perda do amado esposo. Sentindo que não pode esmorecer, nem deixar-se afundar na tristeza que a consome, ela sabe que tem que prosseguir por seu irmão e pela mãe. Afinal, alguém tem que cuidar da família!

Rafael perdeu o pai, vítima de um assassinato. Agora perde quatro pessoas da sua família, inclusive, sua irmã em um acidente de carro. Sua linda irmã. Mais quebrado do que nunca, ele se desespera e se entrega as drogas. O que o impede de afundar mais ainda é a responsabilidade de cuidar de seu primo Lucas, que ficou órfão e desamparado. 

Viviane é rica, linda, tem tudo a seu alcance. Não conhece o lado obscuro da vida.

Rafael odeia a classe social dela. Afinal, foi por causa de um filhinho de papai rico e inconsequente que sua irmã, tios e primo perderam a vida no acidente. Parece que a vida não cansa de lhe arrancar as pessoas que ele ama. 

Quando sua língua toca a minha, agarro sua camiseta. Estamos tão grudados que sinto cada músculo de seu abdômen e seu peito contra mim. Tão forte, tão firme e tão intenso. Ele tem gosto de coisa proibida, álcool e perigo. Quando ele aprofunda o beijo, me pressionando contra a parede, sinto meu desejo explodir, assim como o dele, que parece não ter mais controle. Ele me puxa mais e eu vou. Sinto que irei eternamente.

Eles são opostos, mas que sentem uma intensa atração um pelo outro, mas principalmente, por conhecerem a dor que o outro carrega no coração. A morte marcou os dois de forma irreversível, obrigando-os a amadurecerem antes do tempo e os unindo, para que juntos pudessem unir suas dores e reconstruir os pedacinhos de seus corações quebrados. Amar é suficiente para salvar o outro? 

Bianca Briones encanta o leitor com seu romantismo nato e uma história hot nas alturas. Sim, sim, sim! O desejo, a paixão e a sensualidade explodem durante toda a história, mas o romantismo, o carinho e o companheirismo também fazem parte do relacionamento de Viviane e Rafael. A história tem um peso dramático muito grande devido a todas as desventuras, traumas e perdas que ambos sofreram e encontrar um ao outro foi mais que sorte, foi um presente, uma promessa de um futuro melhor.

Entretanto, sabemos que nem todas as histórias de amor terminam bem e que sempre existe os empecilhos e nesse caso, não é diferente. Além da família da moça, não aceitar que ela se interesse por um rapaz de outra classe social e ainda por cima bad boy com tatuagens, barman e com um histórico violento de brigas e envolvimento com drogas, Rafael tem suas próprias limitações a vencer se quiser ficar com Viviane que por amor aceita e encara de frente o problema. Viviane abandona  tudo por ele, inclusive, sua família para viver seu grande amor.

Rafael não esconde que é um bad boy que pega todas as mulheres que surgem em seu caminho e que está nem aí para o que os outros pensam a respeito dele. Como ele diria: foda-se o mundo! Aliás, a autora usou e abusou de palavrões para compor o personagem bem periferia, estilo machão, bad boy mesmo. E viciado em drogas!

Esse foi o ponto em que eu quase me decepcionei com a história, pois Rafael é viciado em drogas e bebidas, mas decide largar tudo por Viviane. Ela por sua vez encara uma das maiores crises de abstinência dele, ajudando-o a se controlar e passar por aquela fase. Os amigos e alguns familiares ajudam os dois a passar por esse momento. Tudo ocorre as mil maravilhas apesar da agressividade, da violência e dos espasmos durante as crises! Enquanto eu lia, fiquei tão cética de que uma garota de família decente e rica, patricinha, pudesse se envolver com um cara viciado e envolvido com amigos traficantes e a história terminasse em um conto de fadas em que ela consegue mudá-lo por e unicamente por amor e os dois saíssem ilesos, sem um arranhão, que eu quase abandonei a história. Juro! Mas, eis que a autora me surpreendeu ao virar tudo do avesso e me arrancar lágrimas de angústia. Até onde se vai por amor? Vale a pena colocar sua vida e de outras pessoas em risco? Pensar em si mesmo ou no outro? Qual é o preço para se viver um grande amor? 

A história é narrada em primeira pessoa, intercalando os capítulos entre Viviane e Rafael. Cada capítulo é acompanhado pelo trecho de uma música que tenha a ver com o momento vivido entre os dois. A música na realidade está presente na história toda, deixando-nos sem saber se devemos ler ou procurar no youtube a música para ouvir. Aliás, vou fazer um post especial com a playlist da Vivi e do Rafa! Só música boa!

Bianca Briones obrigada pela linda história! Admito: até que enfim um new adult me conquistou. M. Leighton e Kate McGarry, que nada! A nova cara do new adult é brasileira e irá conquistar o mundo! Essa história é muito linda, porra! Rs! (Só os fortes entenderão!)


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

As Batidas Perdidas do Meu Coração. Briones, Bianca. Editora Verus, 2014, 400 p.



4 comentários:

Karine disse...

Fiquei com vontade de ler, embora não pareça meu estilo. Rsrsrs.

Rayme disse...

desde a bienal os comentários sobre este livro estão a todo o vapor né.
não sabia que a autora dele era blogueira :O
adoro N.A. e se tem este toque de drama ai, com certeza me conquistará!
estou bem curiosa para ler ele, e preciso ler logo!!! *-*
eu acho ótimo saber que mais uma autora brasileira está fazendo bastante sucesso né... já fico pensando em quantos novos leitores vamos ganhar com isso... :D

Kris Oliveira disse...

Eu ainda não tinha visto esse livro. Mas realmente a capa é linda.
Vou dar uma pesquisada pra ver se eu o encontro, fiquei muito curiosa.
Adoro NA's e também é sempre um prazer prestigiar uma blogueira autora :D

Vivian Rocha disse...

Oi Dominique!!!
Li o livro semana passada e gostei bastante dos rumos que a autora deu na história... Principalmente do final em relação a parte das drogas e tudo mais que contrapõe exatamente com que você disse acima que ela fez no inicio de sair das drogas por amor e depois sair por si mesmo achei legal ela ter exposto os dois lados e concordei bem com isso pq ele saiu por ele mesmo e não por ngm... Achei bem real e plausível na medida do possível que é um romance...
Bjs

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela