"Fangirl" de Rainbow Rowell

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015


Às vezes, escrever é como descer um morro, seus dedos tocam o teclado do mesmo modo que suas pernas pisam o chão quando não conseguem lutar contra a gravidade. (Pág. 413)

Cath é apaixonada pela série de livros Simon Snow. Ela e Wren, sua irmã gêmea, leram toda a saga quando ainda eram crianças e desde essa fase ambas permanecem antenadas aos fóruns e escrevem fanfics (histórias criadas por fãs onde os artistas ou personagens de livros são os protagonistas) para postar no FanFixx.net. Acontece que agora as duas têm dezoito anos e precisam mudar, passar da adolescência para a fase adulta, assumindo mais responsabilidades, entre elas a ida para a faculdade. 

Wren conseguiu, com o passar do tempo, deixar o fandom de lado e viver a sua vida, mas para Cath isso é praticamente impossível. Wren decide que as duas não irão dividir o quarto na universidade, afinal, precisam aprender a viver separadamente e conhecer gente nova. Para ela é tudo muito simples, logo começa a fazer amigos e a ir às festas organizadas pelas fraternidades, mas para a irmã a situação não é tão fácil, já que só sai para assistir às aulas e os únicos "amigos" que tem são Reagan, sua companheira de quarto, e Levi, o suposto namorado de Reagan. 

Sozinha, fora de sua zona de conforto e preocupada com o pai, que agora está distante das duas filhas, Cath precisa pensar em questões muito importantes sobre o seu futuro e, principalmente, sobre o seu presente. Será que está pronta para viver novas experiências? Será que vai conseguir abandonar o mundo fantástico de sua saga favorita? Será que terá capacidade de parar de pegar os personagens da Gemma T. Leslie emprestados para suas fanfics e começar a escrever suas próprias histórias? Será?
- O que temos em comum?
- A gente gosta um do outro - disse ele. - Precisa de mais? (Pág. 274)

O livro traz a história de uma garota que desde que começou a levar a vida de fã não conseguiu estabelecer limites e separar o mundo da série Simon Snow da sua realidade. Cath é uma jovem que tem seus livros favoritos e não consegue se desligar do universo criado por eles. Para continuar vivendo com os protagonistas das histórias que tanto ama, ela resolve postar seus textos em um site e compartilhar o que imaginou para Simon e Baz (personagens principais da saga) desde o fim do sétimo livro, último lançado até o momento. No FanFixx.net ela encontra várias pessoas que sonharam o mesmo e que acompanham seus contos, sempre querendo mais daquilo.

Desde que li Eleanor & Park e me apaixonei não só pelo enredo, mas também pela escrita da autora, decidi que precisava ler outras obras dela. Em Fangirl, a Rainbow não nos apresenta apenas uma fã, apresenta uma adolescente que precisa encarar a mudança para a fase adulta, uma garota tímida que não tem certeza se está preparada para se abrir para novas experiências, uma nova escritora que não sabe se é capaz de produzir algo original ou se permanecerá eternamente no mundo das fanfics, escrevendo sobre personagens já existentes.

Como vocês devem ter visto através da capa e do segundo quote que selecionei, há também um romance durante o desenvolvimento. Um romance lindo e real. A maneira como a autora consegue descrever um amor desde a sua fase inicial até o momento em que ele é finalmente descoberto é maravilhosa, foge completamente do tipo "vi, me apaixonei, namoro hoje, caso amanhã". Não é um sentimento que ocorre rapidamente, é um processo lento, expressa bem a realidade. Quem leu Eleanor & Park sabe muito bem do poder que a Rainbow tem de fazer isso. Se você ainda não leu Fangirl, leia, super recomendo. É uma leitura leve, divertida e que te prende a cada página.


Minha classificação para este livro é de ♥ 4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores. 

Fangirl. Rowell, Rainbow. Novo Século. 2014, 424 p.



                                                                              




3 comentários:

Karine disse...

Adorei! Nossa, como é difícil isso, sair da adolescência para a fase adulta! Juro, acho que ainda não consegui sair da minha! Kkkkkkkk. E ainda mais por ela ser tão viciada em livros, e por escrever... Super me identifiquei! Só que eu não escrevia fanfics, mas minhas próprias histórias. Adorei a resenha!

Nattacha disse...

Olá, Fangirl foi a minha ultima leitura do ano e posso dizer que: foi a mais maravilhosa do ano, pois apenas dizer que fechou meu ano com chave de ouro seria pouco para descrever esse livro. Desde que li Eleanor e Park, fiquei com aquele gostinho de quero mais, a autora é maravilhosa faz você querer devorar mais e mais até chegar ao fim sem querer que acabe.
Agora quanto a conexão que tive ao ler Fangirl é ainda mais intensa que isso porque me identifiquei nessa personagem, me identifiquei com a eu adolescente, não sei se pelo fato de eu ter uma irmã gêmea e vááárias das situações e sentimentos durante o livro serem tão reais, não acho que eu e minha irmã sejamos tão 8 ou 80, mais conseguia ver vários traços meus nas duas.
E quanto ao romance mais gracinha de todos os tempos entre ela e Levi, e aquilo que você comentou acima, é tão crível que serio poderia ter sido eu no lugar dela!
Rainbow se tornou minha autora favorita em 2014 e agora só estou mais e mais sedenta por seu outros livros *-----*
PS: Confesso que lia as partes da fanfic correndo para saber logo o que aconteceria com a Cath, pois não conhecia o Simon Snow até ler esse livro hehe.


Beijinhos :*

Any disse...

Não consigo entender essa adoração que alguns fãs tem de determinada série, ator, cantor, essa obsessão toda...
Nunca li nada dessa autora. Fiquei curiosa com esse segundo quote, frase perfeita, cheia de sabedoria, dá a impressão de que o romance entre os personagens é perfeito.
Bjos!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela