{Especial "Cinquenta Tons de Cinza"} O Livro

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015


- Gostaria de comer alguma coisa?- Sim, você.
É com essa frase romântica que eu começo a falar sobre um dos livros mais polêmicos que já existiu. Escrito por E. L. James, 50 Tons de Cinza conta a história de Anastasia, uma jovem de vinte e um anos que ainda é virgem, e de Christian Grey, um executivo lindo, charmoso, rico, gentil, poderoso e mais uma enxurrada de adjetivos. Anastasia (ou Ana, para os mais chegados) se vê em uma posição desagradável quando tem que ir até o escritório de Christian para entrevistá-lo como um favor que faz à amiga que se encontra doente. O que ela não esperava era ele ficar todo caidinho por ela e começar a investir, mas não pelos motivos que Anastasia pensava.

Christian aos poucos mostra para ela, que ainda é bem inocente, um mundo onde o sexo vai a um outro patamar. Acontece que Christian é um grande fã de um conceito sexual, que em inglês se chama de BDSM, o que são siglas significando Bondage (servidão), Dominance (domínio), Submission (submissão) e Masochism (Masoquismo). A letra S também pode significar Sadism (sadismo) ou Sadomasochism (Sadomasoquismo).

O livro aborda muito o tema Sexo, não deixando nada de fora. Pelo menos é o que se tenta passar, afinal, depois que começam as cenas íntimas entre Anastasia e Christian, elas nunca mais param.

Como qualquer outra pessoa, eu adoro um bom romance, com homens independentes, que se mostram capazes de cuidar da mocinha, gosto de toda sorte de livros de romance, mas 50 Tons de Cinza conseguiu quebrar a magia. Nada contra o fato de o livro tratar de um assunto o qual todos nós um dia teremos que lidar, mas o livro fica chato depois de um certo tempo.
     
Eu me orgulho em dizer que eu tendo a gostar de tudo um pouco. Sempre gostei dos mais variados tipos de música, tento ler diferentes gêneros de livro, assisto milhões de filmes, cada um com um tema diferente. Então, certo dia, eu pensei: "Por quê não?" e comprei o livro.

Lembro muito bem do momento em que resolvi comprar o livro. Eu estava com meu tio e estávamos conversando tranquilamente, andando de carro quando eu viro e falo:

     "Eu quero ler 50 Tons de Cinza."
     "Então compre e leia." disse meu tio.
     "Eu vou. Quero saber como é."
     "Ah, não, Julia. Se você quer saber como é, você vai fazer sexo, e não ler sobre."

Pois é, caros leitores, meu tio interpretou mal as minhas intenções, mas voltando ao assunto...

Eu o li relativamente rápido, achando algumas partes interessantes, até que o sexo começou. Eu não vou mentir e falar que não li nada daquelas partes, até porque o livro foi feito para isso, mas depois de se passar algumas páginas e alguns capitulos apenas focados nisso, tudo ficou chato e comecei a pular as partes mais 'quentes'. Era tudo muito explícito e, se não fosse pela chatisse da personagem principal, que é tão tediosa quanto a Bella de Crepúsculo, eu talvez tivesse gostado mais dessas partes.

Uma bela noite, já com o livro comprado, eu estou lendo na sala de minha vó, pronta para dormir, quando ela passa pela sala e me vê lendo, volta e me pergunta: "Já começou a putaria?". Essa é minha família.

50 Tons de Cinza foi o primeiro livro que, quando eu terminei de ler, eu me perguntei "Por quê?". Apesar de o livro poder ser, de certa forma, construtivo e até mesmo uma história interessante, levando em conta o personagem do Christian Grey e a ingenuidade irritante de Anastasia, o excesso de cenas sexuais acabou me deixando de saco cheio. Além, é claro, do deslumbramento constante de Anastasia, que a cada coisa que ela descobria sobre Christian, ela ficava toda assanhada, como se nada nele a irritasse.

Mesmo não tendo tanta diversão lendo o livro como me prometeram que eu teria, eu digo para que leiam, pois muitas pessoas gostaram, sendo que o livro ajudou muitas mulheres saírem de seus casulos e se sentirem melhor consigo mesma. E é claro que eu não posso deixar de dizer que eu vou sim ver o filme para ver se conseguiram melhorar certos aspectos da história.

OBS.: Eu imaginava o Christian Grey como um desses três atores:

Matt Bomer
Henry Cavill
Ian Somerhalder

E aÍ recebo a notícia que vai acontecer o filme. Fiquei maluca, subindo pelas paredes achando que iria ver algum desses três em um filme, tirando a camisa a cada cinco minutos (mais do que o Jacob tira nos filmes da Saga Crepúsculo), e meu mundo cai ao descobrir que a louca da autora me escolheu este indivíduo para ser o ator principal:

Charlie Hunnam

Mas, quando todas as fãs de 50 Tons de Cinza começaram a xingar muito no twitter, os produtores do filme tiveram que trocar o ator e para a nossa alegria, quem fez o papel do cara mais rico, problemático, charmoso e gato do ano foi...

Jamie Dornan
     
Bom galera, espero que tenham gostado do post, espero que gostem do livro mais do que eu, e espero que o filme seja bem melhor porque o potencial tá alto.


Minha classificação para esse livro é de  1/6- "Ruim".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Cinquenta tons de cinza. James, E. L. Editora Intrínseca, 2012, 480 p.




8 comentários:

Karine disse...

Jura que tem essa frase??? OMG! Kkkkkkkkkk! É pior do que "eu fodo. Com força!"

Julia Kerbes disse...

Tem! hahaha Mas eu ainda acho que "Eu fodo. Com força." ganha de todas.

Karine disse...

Hahahaha! Gente, que coisa horrível! Sério, esse tipo de coisa não consegue me excitar, só me faz rir.

Julia Kerbes disse...

Idem. Se um homem me disser algo assim alguma vez na vida eu tenho certeza que vou rir litros hahaha

Any disse...

Oi, Julia
Nunca li esse livro e não pretendo. Apesar de todos os comentários que li sobre ele, acaba que ele não me interessou, não me "chamou", sabe? Acho que você foi a primeira pessoa que descobri que não gostou do livro além de mim...
Ainda estou rindo da situação com sua avó, rsrs.
Bjos!

Julia Kerbes disse...

hahaha Pois é Any... olha que eu tendo a gostar de muita coisa... haha

Mari Capelina disse...

oi, julia
Eu li o livro. O começo do livro ate da pra ler,mas depois vira uma chatice.
Sua resenha ta perfeita. bjsssss

Julia Kerbes disse...

Oi tia! hahaha Obrigadaa

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela