{Músicas} Grammy 2015!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015


Neste último domingo, dia 08, aconteceu em Los Angeles a 57ª edição do Grammy Awards, o prêmio mais importante da música mundial. E só se fala em outra coisa!!!! Teve de tudo, de Madonna sendo Madonna com a bunda de fora a Rihanna fazendo cosplay de bolo de debutante feat. grávida de Taubaté. Teve muitos shows e poucos prêmios (e poucas piadas, aleluia!). Eu confesso que assisti à premiação por motivos de: Madonna. Queria muito ver a véia lacrar o c* das inimigas com sua Living For Love em primeira apresentação ao vivo, mas acabei amando vários outros shows. Vamos aos comentários.

Bitch, I'm Madonna!
Pronta pra minha festa de 15 anos!
A noite já mostrou que ia ser dexxxtruidora com AC/DC iniciando os trabalhos com sua pauleira. O clássico Highway To Hell levantou o Staples Center. Na foto abaixo podemos ver Katy Perry aproveitando a canção sobre a estrada para o inferno para fazer um pacto com o capiroto pra ver se finalmente ganhava seu primeiro Grammy. Se ela ganhou ou não alguma coisa, e saiu do limbo dos quase-ganhadores, o qual habita junto com Leonardo "sem Oscar" DiCaprio, depois eu conto.

Tô vendendo a alma por um gramofone de ouro.
A doçura em forma de gente, Ariana Grande, mostrou sua belíssima voz ao interpretar sua canção Just a Little Bit of Your Heart. Achei maravilhosa a voz dessa garota! Depois foi a vez de Pharrel Williams, fantasiado de apresentador do Jornal Nacional (terno em cima, bermuda embaixo) receber o primeiro de seus três prêmios: "melhor performance pop solo (com Happy), melhor álbum urbano contemporâneo (G I R L, aquele que contém Happy) e melhor videoclipe (adivinha?). O cantor ainda fez uma apresentação modificada de (VOCÊS NÃO VÃO ACREDITAR!) Happy, rearranjada pelo mestre das trilhas sonoras de Hollywood Hans Zimmer.

Because I'm... Tá, tá, já entendemos!
Sam Smith foi o grande vencedor da noite, tendo recebido os dois maiores prêmios, o de canção do ano e gravação do ano, além de melhor álbum pop vocal e revelação. O fofinho de 22 anos tá com tudo, minha gente! Além de todos esses prêmios ainda fez uma apresentação MARA com a Mary J. Blidge.

O terceiro show da noite foi da RAINHA Madonna, que não deixou o samba morrer ao fazer um show memorável de Living For Love, primeiro single do cd recém vazado Rebel Heart. A véia provou mais uma vez que não veio ao mundo a passeio e que está aqui mesmo pra lacrar, dextruir e derrubar forninhos. O final da apresentação foi APOTEÓTICO!

Madonna performando com os primos da Malévola.
Um dos shows que mais gostei foi do Hozier. Bem, o que dizer desse cantor que eu nem conhecia e já considero pacas? Adorei a música (Take Me to the Church), o cantor de cabelos rebeldes e a apresentação com Annie Lennox foi... TUDO! O assunto entrou nos TT's do Twitter e, ao final do show, ambos foram aplaudidos de pé por um bom tempo. A véia Annie arrasou com seu vozeirão! Sambou na cara das novinhas.

Após um pronunciamento do presidente Barack Obama sobre a violência doméstica e o depoimento de uma vítima no palco do Grammy, Katy Perry subiu ao palco para cantar By the Grace of God. Uma das apresentações mais emocionantes, e arrancou lágrimas até da plateia. Muito linda a performance das sombras atrás da cantora toda vestida de branco.

Pela graça de Deus, hoje eu ganho um Grammy!
No quesito "novinhas com ídolos eternos" tivemos Jessie J (com um modelito WTF) e Tom Jones, Rihanna e Paul McCartney (ela pegou um terno emprestado para a apresentação, mas depois ela devolveu pro dono que era bem maior) e Lady Gaga com Tony Bennett, que lacraram com sua apresentação de Cheek to Cheek, um jazz da melhor qualidade. Um dos meus shows favoritos também. 

Agora, o melhor álbum do ano, quem ganhou? Beyonce, óbvio... NÃO! Foi a banda Beck. Sim, eu sei, Beck QUEM? Até ontem, pra mim, beck era sinônimo de baseado (leia-se maconha). Foi tão, mas tão surpreendente, que nem os caras da banda acreditaram! Kanye West quase subiu ao palco de novo, num revival do Miss Amazonas, e fãs-clubes do mundo inteiro ficaram chocados. Quem anunciou os vencedores foi ninguém menos que Prince (sim, Purple Rain e tals), ou seja, ninguém prestou atenção no pobre Beck, todos os olhares eram para a lenda viva ali no palco. Depois a banda se apresentou com o Coldplay. Pensei que seria a oportunidade para finalmente conhecer o som da banda, ma... Zzzzzzzzz.... 

Beck WHO?
A cantora Sia também fez sua apresentação, cantando de costas, pois não mostra o rosto ("Conte-nos mais sobre essa GRANDE inovação de não mostrar o rosto" - Slipknot) e com a garotinha que é seu alter ego dando um show de dança. 

ALELUIAAAAS! Irmã Beyoncé derrubou todos os forninhos dos infernos com sua performance de uma tradicional canção gospel. A cantora, que sempre esbanja sensibilidade ao interpretar certas músicas mais intimistas, mostrou-se visivelmente emocionada durante a performance. Com um coro masculino e toda vestida de branco, irmã Knowles fez a igreja glorificar de pé.

Aleluiaaaaasssssss!
Confira abaixo a lista dos principais vencedores da noite, que eu copiei do UOL:

Artista revelação
Sam Smith

Música do ano
Stay With Me (Darkchild Version) - Sam Smith

Gravação do ano
Stay With Me (Darkchild Version) - Sam Smith

Álbum do ano
"Morning Phase" - Beck

Melhor duo pop/performance de grupo
A Great Big World With Christina Aguilera - "Say Something"

Melhor album tradicional pop vocal
Tony Bennett & Lady Gaga - Cheek To Cheek

Melhor performance pop solo
Pharrell Williams - "Happy"

Melhor album pop vocal
Sam Smith - In The Lonely Hour

Melhor performance de rock
Jack White - "Lazaretto"

Melhor álbum de rock
Beck - Morning Phase

Melhor música de rock
Paramore - "Ain't It Fun"
Hayley Williams & Taylor York, songwriters

Melhor álbum de rock alternativo
St. Vincent - St. Vincent

Melhor performance de metal
Tenacious D - "The Last In Line"

Melhor performance de rap
Kendrick Lamar - "I"

Melhor colaboração de rap
Eminem Featuring Rihanna - "The Monster"

Melhor música de rap
Kendrick Lamar - "I"
K. Duckworth & C. Smith, songwriters

Melhor álbum de rap
Eminem - The Marshall Mathers LP2

Melhor performance de R&B
Beyoncé Featuring Jay Z – "Drunk In Love"

Melhor performance tradicional de R&B
"Jesus Children"
Robert Glasper Experiment Featuring Lalah Hathaway & Malcolm-Jamal Warner

Melhor Música R&B
Beyoncé Featuring Jay Z - "Drunk In Love"
Shawn Carter, Rasool Diaz, Noel Fisher, Jerome Harmon, Beyoncé Knowles, Timothy Mosely, Andre Eric Proctor & Brian Soko, songwriters

Melhor álbum contemporâneo urbano
Pharrell Williams - Girl

Melhor álbum de R&B
Toni Braxton & Babyface - Love, Marriage & Divorce

Melhor álbum contemporâneo instrumental
Chris Thile & Edgar Meyer - Bass & Mandolin

Melhor álbum eletrônico/eletrônico
Aphex Twin - Syro

Melhor álbum country
Miranda Lambert - Platinum

Melhor vídeo
Pharrell Williams - "Happy"

Melhor composição instrumental
John Williams - "The Book Thief"

Melhor álbum de reggae
Ziggy Marley - Fly Rasta

Agora eu quero saber de vocês. Qual foi o seu show preferido? E o que mais detestou? Quem deveria ter ganhado e não ganhou, e quem ganhou e não merecia? Deixe seu comentário.

P. S.: Parafraseando o grande capitão Jack Sparrow, este dia será lembrado como o dia em que Katy Perry QUASE ganhou um Grammy...




4 comentários:

Rayme disse...

OMG, eu ri demais com o look de apresentador do JN! kkkkk
nossa, preciso conhecer esse Back ai, porque até então era sinônimo de maconha pra mim também o.o
aiaiai, coitada da Katty, sério kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Any disse...

Que coisa, tem gosto pra tudo nesse mundo, cada look O.o
Pena que mais uma vez a Katy não ganhou - amei a imagem no final da postagem rsrs. O que mais gosto no Grammy são os shows, são bem legais!!
É, parece que Sam Smith veio pra ficar!!
Bjos!

Karine disse...

E nesse teve muuuuuuuuuito show! A ponto de meu marido ir tomar banho e quando voltou perguntou "quem mais ganhou alguma coisa?" e eu não soube dizer, pq era tanto show... Kkkkkkkk.

Karine disse...

Todos amam o Beck agora. Kkkkkkkkkkkk.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela