"Um Caso Perdido" de Colleen Hoover

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015


Uma das coisas que amo nos livros é que eles conseguem definir e condensar certos momentos da vida de um personagem em capítulos. É intrigante, pois na vida real é impossível fazer isso. Não dá para terminar um capítulo, pular as coisas pelas quais a pessoa não quer passar e simplesmente começar um capítulo que melhor se encaixa com sua vontade. A vida não pode ser dividida em capítulos... Só em minutos. (Pág. 247)
Sky nunca frequentou uma escola. Desde que foi adotada, aos quatro anos de idade, estudou em casa e não teve acesso a nenhum tipo de tecnologia ou forma de comunicação, pois sua mãe, Karen, tinha aversão a tudo isso. Mesmo longe de todos esses meios a reputação da jovem não era a das melhores, pois desde que fez amizade com Six, sua vizinha, passou a ser uma menina super namoradeira, que na maioria das vezes ficada com os melhores amigos dos namorados da melhor amiga. Porém, havia uma diferença entre elas: Sky não sentia nada por esses garotos.

O tempo passou e finalmente a garota, com seus 17 anos e no último ano da High School, conseguiu realizar o seu maior desejo: estudar em um colégio. Acontece que sua melhor (e única) amiga não estará presente, já que fará um intercâmbio para a Itália, ou seja, Sky estará sozinha nesse novo ambiente. Pensando em como a garota ficaria perdida nesse local completamente novo, Six faz uma lista com alguns itens essenciais para que ela se saia bem no seu primeiro dia, todos ignorados pela jovem, que faz tudo ao contrário do que deveria. 

Depois do cansativo e quase solitário primeiro dia de aula, Sky vai ao supermercado e se depara com algo que nunca imaginou sentir: o frio na barriga provocado pela presença de um garoto. O responsável por essa situação nova na sua vida é Dean Holder, o garoto problema e sonho de consumo de quase todas as adolescentes da cidade. Misterioso e capaz de assustar e seduzir uma jovem ao mesmo tempo, Holder segue Sky e é nesse ponto que a história realmente começa. 

Não sei como esse caso perdido conseguiu entrar na minha vida de forma tão astuta nessa semana, mas tenho certeza de que não quero que ele saia dela. (Pág. 109)

Logo que Um Caso Perdido, primeiro volume da série Hopeless, foi lançado pela Galera Record no ano passado, várias pessoas leram e começaram a comentar sobre como a história era maravilhosa e sobre como a Colleen Hoover, já famosa pela série Slammed, tinha o talento da escrita. Claro que eu fiquei extremamente curiosa e algo diferente aconteceu comigo: me apaixonei pelo livro antes mesmo de lê-lo. Só de conferir as resenhas e comentários positivos sobre ele já estava apaixonada. 

Sem dúvidas as altas expectativas me deixaram receosa depois que eu finalmente o adquiri, afinal, não queria me decepcionar no meu primeiro contato com a autora. Muito pelo contrário. Não me decepcionei e tive uma surpresa muito maior do que eu imaginava. Uma história intensa, uma escrita que te prende a cada frase, um enredo que faz você querer ler tudo em um dia só e ao mesmo não querer fazer isso para que o livro não acabe.. Tudo isso, e muito mais, você encontra em Um Caso Perdido

Acredito que o ponto forte dessa obra é a sua sinopse. Sim, a sinopse, pois ela passa a ideia da trama de uma maneira tão superficial que é fundamental para as suas reações surpresas durante a leitura. A cada página eu me surpreendia e percebia que o que eu estava lendo era muito diferente do que eu esperava. O que, com toda certeza, foi maravilhoso. Como acho que a melhor coisa desse livro são as reviravoltas, as descobertas feitas e o mistério envolvido em torno do passado dos protagonistas, não irei contar mais nada, apenas recomendar para todos vocês o meu primeiro favorito do ano. 


Minha classificação para esse livro é de  6/6- "Obra-Prima".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores. 

Um Caso Perdido. Hoover, Colleen. Galera Record. 2014, 348 p.



 Trilogia Hopeless:
  • Um caso perdido #1;
  • Sem esperança #2.
 Leia também a resenha de Um Caso Perdido feita pela Nique.




10 comentários:

Isabela castro disse...

A sinopse do livro não me atraiu muito, realmente passou a ideia de um conteúdo bastante superficial, mas não acho que isso seja bom... não leria se só tivesse lido ela. Mas pela sua resenha ele deve ser bom mesmo!
www.sigolendo.com.br

Any disse...

Vejo esse livro circulando pelos blogs, mas nunca parei para ler nenhuma resenha dele pois seu enredo não despertou meu interesse, e mesmo depois de ler sua resenha minha opinião é a mesma...
Bjos!

Dominique disse...

Eu tenho sentimentos conflitantes quanto a esse livro, sabe? Gostei, mas tenho reservas. Ela se apaixonou muito rápido, se entregou, confiou muito rápido para alguém com um trauma tão grande. Deu a entender que o trauma se curava somente com o garoto. Sei lá. Preciso relê-lo e ler o segundo livro para tirar mais conclusões.


Ótima resenha! ;-)

Talita Oliveira disse...

Fiquei encantada pelo livro desde a primeira resenha que eu vi, mas ainda estou na dúvida se leio esse ou o Sem esperança, já que o dois trazem a mesma história só que de pontos de vista diferentes. Também achei a sinopse um ponto muito forte, porque não conta nem de mais nem de menos, hehe! Amei a resenha! Beijos! :)

Gabrielle Oliveira disse...

Ainda não li Sem Esperança, mas acho que é legal ler os dois livros, justamente por causa dos pontos de vista diferentes. Não vejo a hora de conhecer a versão do Holder dessa história. Fico feliz que tenha gostado, Talita! Obrigada! Beijos!

Gabrielle Oliveira disse...

Entendo, Nique.. A Sky se entregou muito rápido mesmo, mas tudo o que aconteceu me envolveu tanto que não consegui encontrar pontos negativos nessa obra. Releia e depois me conte suas novas conclusões. Muito obrigada! Beijos!

Gabrielle Oliveira disse...

A sinopse traz essa ideia mesmo e o que eu quis ressaltar na resenha é que isso é fundamental para nossas surpresas durante a leitura. Te garanto que Um Caso Perdido traz muito mais do que um casal problema. Beijos!

Gabrielle Oliveira disse...

Quando um gênero não nos atrai não tem resenha certa para mudar nossa opinião, não é mesmo? Pena que essa história não faz seu tipo, é uma das que eu mais amei ter lido. Beijos!

Amália Teles Machado disse...

Esse livro foi uma das minhas melhores leituras ano passado, top 10. Me emocionei muito com a história de Sky, chorei, ri e me encantei com o jeito de ser de Sky e com tudo que ela passou. Uma história forte e emocionante. Estou louca para ler Sem esperança, para conhecer a história na visão do Holder.

Gabrielle Oliveira disse...

Também estou ansiosa pela continuação. A história da Sky é bem emocionante mesmo e o relacionamento dela com o Holder deixou a leitura ainda mais intensa. Difícil não se apaixonar por esse livro. Beijos!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela