"O Portal", de Eddie Van Feu

segunda-feira, 16 de março de 2015

Alguns livros passam por nossas vidas e nos deixam marcados. Maravilhados, felizes, contentes; nos fazem rir, chorar, sentir... E outros livros nos deixam lições de vida. O Portal é um desses livros que te fazem pensar, te dá lições importantes, faz você se identificar e se divertir também. Me vi descrita nas páginas do livro, me vi refletida nos óculos redondos de Lorena. Me vi lagarta, uma lagarta verde e desajeitada. E, assim como a protagonista, decidi virar borboleta nesse ano que se inicia. Talvez ele tenha algo de autobiográfico (ainda não perguntei isso pra Eddie), mas me conquistou por se parecer tanto comigo. Acredito que outras garotas também possam se identificar e, como Lorena, lutar e se transformar. Sério, fiquei mesmo muito impressionada por me ver na protagonista! Parecia que era eu ali!

O Portal foi o primeiro livro escrito por Eddie Van Feu. Apaixonada pela história real do padre Urbain Grandier, ela sempre imaginou que teria que existir algo mais em toda aquela trama sórdida (não sabe do que se trata? Joga no Google e depois leia o livro). Porém, o livro só foi lançado muitos anos depois de um triste engavetamento. Mas ainda bem que foi libertado!

O livro é um prequel, ou seja, uma história contada antes de uma outra história. A série Lua das Fadas é a continuação dessa aventura. Nela nós somos apresentados aos pais de Bianca, Lorena e Grandier, e aos tios Marcos e Marcel. Não há uma ordem para a leitura: dá pra ler a série primeiro e depois O Portal. Mas é mais interessante ler essa aventura primeiro, para saber como esse grupo de amigos foi parar na França antiga e conheceu o polêmico padre popstar de Loudun.

Além das lições interessantes e de te fazer pensar, o humor também se destaca. As brigas entre os três amigos, e as doideiras de Marcos me fizeram dar boas risadas (#TeamMarcosForevah!). A escrita, primorosa, também salta aos olhos: Eddie nasceu mesmo para ser contadora de histórias. Um dos pontos mais interessantes, também, foi o uso de uma história real na trama. Não conhecia o livro Os Demônios de Loudun, muito menos sabia que se tratava de um fato verídico. Ver um personagem real, Urbain Grandier, ser retratado de forma ficcional, com direito a mostrar seu lado da história, foi super legal (embora eu tenha nutrido pouca simpatia por ele, por todas as besteiras que ele fez na vida e aparentemente não se arrependeu). Imaginem, de repente se ver mergulhada, literalmente, no meio de um livro que você estava viciada, quem nunca sonhou com isso? E tendo a chance de mudar os rumos sombrios da trama? Eddie Van Feu nos mostra que é possível. Tudo é possível.

A protagonista, Lorena, é um dos destaques da trama. A jovem começa como uma adolescente frágil, vulnerável, que gosta de agradar todo mundo e não sabe dizer não, e isso a faz infeliz, pois sempre faz a vontade dos outros, com medo de desagradar. Durante sua jornada por Loudun ela descobre sua força, sua coragem, sua determinação e se transforma em uma mulher. Quando você lê Lua das Fadas antes, não percebe o quanto a mãe de Bianca era insegura quando jovem, pois sempre se mostra uma mulher centrada e corajosa. Mas em O Portal nós vemos seu desabrochar, que é interessante por ser tão real, tão verdadeiro.

Então, recomendo a leitura dessa verdadeira joia que é O Portal. Se você gosta de uma boa história, muito bem contada, esse é o seu livro. Aventura, ação, humor e magia, uma mistura perfeita! Além disso, há uma continuação, para quem ficar com saudades! Eu fiquei. Você também vai sentir.

Minha classificação para esse livro é de  5/6- "Excelente".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

O Portal. Van Feu, Eddie. Editora Linhas Tortas, 2004, 253 p.


❤ Série Lua das Fadas:

5 comentários:

Talita Oliveira disse...

Parece ser uma leitura muito interessante, ainda mais por ter muita coisa legal envolvida na trama. Acho que vou gostar bastante da protagonista, vai ser legal acompanhar a transição dela, de frágil pra forte. Beijos! :)

Any disse...

"Aventura, ação, humor e magia" meus ingredientes preferidos em um livro! Achei interessante o livro, a capa é linda! Acompanhar um personagem se transformar de uma largata para uma borboleta é digno de admiração, assim como acontece com muitas pessoas na vida real.
Bjos!

Karine disse...

Eu acho perfeito!

Karine disse...

É maravilhoso, Talita!

Eddie Van Feu disse...

Que bom que você gostou, Karine! Respondendo à sua pergunta, nem eu sei se Lorena era eu. Na verdade, acho que ela é o conjunto de todas as meninas que conheci, que se anulavam diante do mundo, dos pais, dos parentes, dos amigos, dos namorados, com medo de não serem queridas. E nisso tesouros humanos se perdiam!... Espero que essa mensagem e a diversão da história se propaguem por aí! Beijos!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela