"Paixão ao entardecer" de Lisa Kleipas

segunda-feira, 2 de março de 2015


Não precisava ter escrito aquele bilhete me pedindo para descobrir quem você era. Passei a vida inteira querendo encontrar você.

Ah, estou incrivelmente apaixonada. Arrebatada! E quem diria que o último livro da Série Os Hathaways iria fechar com chave de ouro? Já comentei nas resenhas anteriores que o meu livro preferido dessa série foi Tentação ao pôr-do-sol, a história de Poppy e Harry. Os outros achei bem fraquinho em comparação, mas possuem seu valor. Entretanto, Paixão ao entardecer me encantou demais e me fez virar cada página com imensa satisfação. Vou explicar o motivo!

Cartas, cartas e cartas! Que coisa mais romântica e é uma pena que as pessoas não se correspondam mais por cartas, agora apenas virtualmente com mensagens cada vez mais curtas, às vezes, até sem sentido. Por meios das cartas as pessoas expressavam sentimentos, contavam segredos e sonhos, desabafavam. É por meio de cartas que se inicia o relacionamento de Beatrix e Christopher Felan.

Beatrix é a caçula dos irmãos Hathaway e também a mais excêntrica. Apaixonada pela natureza, em especial em resgatar animais feridos e abandonados, ela se sente mais a vontade no ar livre do que nos salões de baile, onde a hipocrisia e a superficialidade imperam. Devido a sua excentricidade, nunca foi cortejada nem se interessou por nenhum rapaz, até o dia em que leu a carta de Christopher Felan endereçada para sua amiga Prudence. 

Na tarde em que Prudence recebe de uma carta de um pretendente que foi lutar na guerra, ela acha extremamente de mal gosto que o rapaz desabafe sobre as dificuldades e horrores enfrentados por lá e como seu único alento é lembrar dela. Insensível e arrogante, ela se recusa em responder, para que ele saiba que ela não está disposta a ler aquele tipo de coisa. Mas Beatrix se comove com as palavras de Christopher Felan e mesmo tendo sido outrora humilhada por ele, a jovem decide responder a carta, dando-lhe um pouco de conforto e alento, mas assinando como se fosse Prudence. O que era para ser uma única correspondência, se tornou em várias e várias cartas de amor e promessas e quando percebe já é tarde demais: Beatrix está apaixonada por Christopher que pensa ser Prudence a autora das tão esperadas cartas. 

De volta a Inglaterra como uma aclamado herói de guerra, a única coisa que Christopher deseja é encontrar e se casar com a mulher que lhe escreveu tantas palavras de apoio e que aqueceu seu coração, quando ele via apenas desespero. Mas antes terá que descobrir quem ela é.

Lisa Kleipas foi divina ao escrever essa história. E era tudo o que eu precisava. Assim como tem pessoas que nos momentos repleto de problemas e stress comem horrores, eu leio romances água com açúcar ou bem hots, acompanhados de pipoca ou um potão de sorvete. Literalmente! Romances desanuviam minha mente. Ahahaha! E acompanhar o romance de Beatrix e Christopher foi bom demais! Pois além das cartas e do mistério de quem é a autora delas, nosso herói veio repleto de traumas da guerra, precisando de muito mais do que uma esposa, mas sim de uma amiga. Lisa Kleipas ainda acrescenta um pouquinho de perigo no final que me rendeu boas lágrimas. Sentimental mode on! Aliás, a autora sabe dosar muito bem momentos divertidos com romance e sedução, fechando com uma pitada de perigo, o resultado é o leitor devorar em poucos dias (ou horas) o livro.

Sedução, romance e amizade são encontrados entre as páginas desse livro. Ainda dá para matar a saudade dos outros personagens que aparecem entre um capítulo e outro. É na imperfeição que eles se fazem perfeitos! Se você não leu até agora nenhum livro da série, aconselho que pare tudo e vá ler agora. Aproveite e faça maratona Hathaway, tenho absoluta certeza de que você terminará com um sorriso colado no rosto e pisando nas nuvens. Ah, o melhor calmante sempre será a leitura. Principalmente, se for um romance! ;-)


Minha classificação para esse livro é de  5/6- "Excelente".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.



Paixão ao entardecer. Kleipas, Lisa. Editora Arqueiro, 2015, 272 p.

5 comentários:

Gih Pinheiro disse...

Comprei o primeiro livro da série recentemente e não vejo a hora de lê-lo, cada vez que vejo algo sobre os outros livros eu fico encantada, já estou apaixonada!! kkk

Beijos

http://www.gkastmaker.blogspot.com.br/

Any disse...

Cada vez que leio uma resenha sobre os livros dessa série fico mais e mais apaixonada por ela, e olha que eu ainda não li nenhum livro... Os livros que mais me chamaram a atenção foi o do Leo e o da Beatrix.
Também achei interessante o relacionamento dos protagonistas começarem por meio de cartas. Beatrix é uma mocinha de coração tão grande, não é mesmo?!

Bjos!

Vinicius Teodosio disse...

Acredita que nunca li nada da Lisa Kleipas, a premissa até que é interessante e me chama a atenção, as capas dos seus livros me lembram a da trilogia a Selação, por causa do vestido. Quero poder ler logo algum livro dela, já que você e varias outras pessoas falam bem da escrita dela.


Beijos.

Michelli Santos Prado disse...

Olá Dominique!! Ainda não tive a oportunidade de iniciar esta série mas tenho todos os livros anteriores da minha lista de livros desejados, fico ainda mais curiosa de saber sobre a sua animação sobre o final dela.Espero poder começar e ler em breve.

Vitoria Bastos disse...

Olá Dominique! Sempre ouvir falar muito bem dessa série. Estou lendo Sedução ao Amanhecer, e amando! Estou vendo que vou querer ler os próximos.
Beijos

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela