{Admirável Mundo Litérario} Séries de livros que não souberam quando parar

segunda-feira, 20 de abril de 2015



Imaginem só. Você está numa livraria, aquele lugar que você ama tanto, procurando por um livro, sem ter certeza do que quer, andando super devagar de prateleira para prateleira, lendo sinopses nas capas, se chocando com alguns valores, cheirando páginas como se fosse uma maluca, mas tudo bem, porque muitos do que estão ali também fazem isso. E depois de algum tempo, você encontra um livro que está com vontade de ler e o compra. Chega em casa toda feliz, começa a ler o livro naquela animação, começa a se envolver com a história e em pouco tempo o livro acaba, da maneira mais maluca possível, aí você descobre que é uma trilogia e a trilogia vira série.

Eu já passei por isso várias vezes, ainda passo, mas o problema é quando a história vai ficando maluca demais, sem pé nem cabeça, chata e chega uma hora que você não aguenta mais ler aquela merda. Pois é, eu já gastei dinheiro com muito livro que seguiu nessa linha e aqui estão os que eu acho que passaram do limite.


#1 – Beijada por um Anjo


O livro conta a história de Ivy e Tristan, um casal lindo que você já acha apaixonante logo na sinopse. Tem de tudo nessa história, espírito, gente que toca piano, irmãos mais novos, amigas piriguetes, caras gatos, gente má. Tudo de bom.

Quando eu terminei o terceiro livro, já tinha achado a parada bem marromenos, e aí descubro que tem mais livros e foi bem aí que começou a ficar chato. A história meio que se repetiu, ficou previsível demais, você começa a ficar com raiva de personagens que gostava, etc.

Eu larguei essa série no quinto livro e olha que eu até li bastante. Faz tanto tempo que li que nem se quer me lembro exatamente com detalhes do porquê, mas também não vou reler pra saber.


#2 – Os Imortais


Mais um que faz tanto tempo que nem me lembro dos nomes dos personagens principais. Tive que ir na minha ‘biblioteca particular’ pra ver se lembro de algo.

Bem, como qualquer romance que se preze, temos um casal! ‘Obeveo’! A Ever e o Damen, que se conhecem onde? Exatamente! No ensino médio. Clássico.

Não consigo me lembrar de nada dessa história, a não ser que existem seres sobrenaturais na parada. O problema é que os conflitos que aparecem mais para frente começaram a ser muito forçados, sem graça de ler. Se eu li até o quarto livro, foi muito. Eu só sei que comecei a ler isso com uma amiga e depois as duas pararam.


#3 – Diários do Vampiro


É lógico que desse eu lembro um pouco mais, afinal temos aí uma série de TV baseada na porrada de livros. E falando na série... Isso também já deu. Cansei de ver Elena trágica. Ou tá com cara de sonsa virgem, ou tá com cara de periguete assanhada das balada que manga de sertanejo universitário. E cansei também dessa parada de ficar nhennhentas temporadas tentando se decidir entre o Damon e o Stefan. Quer uma dica, Elena? Let it Go! Vai ver frozen que você ganha mais.

Agora que já desabafei uma pequena parte de minha irritação com o seriado, vamos aos livros. Saporra tá pior que a série (que aliás, parabéns para o pessoal que faz a escolha de elenco. Ó, palmas! Quando eu assisto é um suspiro atrás do outro. Esse Enzo meu Deus! Ovulei.), cheia de magia, viagens temporais. Nem é sobre vampiro mais. (SPOILER: eu parei de ler quando o Damon e a Bonnie vão pro INFERNO atrás do Damon virar vampiro de novo).

Pois bem. Personagens principais? Aqui vão os perfis:

Elena Gilbert: Gatinha da escola. Loira no livro. Pegava o carinha popular. Largou ele porque vampiro tesudo Stefan chegou para abalar. Humana. Está no ensino médio, afinal é esse o público alvo.

Stefan Salvatore: Vampiro tesudo citado anteriormente. Gato. Muito gato. Tipo, bem gostoso. Sensível. Vampiro violentador de pombos, já que fica de cu doce e não quer chupar sangue humano.

Damon Salvatore: Irmão bad boy do vampiro tesudo. Manja das putaria. Tão gostoso que eu acho que nem Nutella ganha dele. Tá pouco se fudendo pra tudo e aparece só pra zoar, afinal the zoeira never ends.

Olha que lindo. Lembro até os sobrenomes.

Enfim, eu parei de ler isso no livro sete, que está encostado na minha prateleira (que aliás não cabe mais nada de tanto livro empilhado. As traças já nem reparam na existência das minhas roupas, somente dos livros. Apelidei uma delas de Teddy, porque eu estava com tédio.) e eu juro que isso foi ficando muito maluco, e novamente, as situações foram ficando muito forçadas. Se tivessem parado com isso no quarto livro teria sido lindo. Mas não foi. Essa é a vida.

#4 – House of Night


Vale dizer que conheci essa série porque minha avó conseguiu salvar o primeiro livro de virar pó quando minha tia quis jogar o livro no fogo. O primeiro livro se chama Marcada, e foi a partir daí que conheci Zoey Redbird e um novo tipo de vampiro.

Nessa série, os vampiros são... adivinha... marcados! Olha só, que título apropriado. Zoey, depois de ser marcada e passar pelo processo de ‘vampirizagem’ muito mais rápido que o normal porque ela trocou uma ideia com a Deusa (sim, uma Deusa vampira), ela vai morar na Morada da Noite. E para aqueles que estão se perguntando se ela bebe sangue humano, a resposta é sim. Porém, esses vampiros são algo mais próximo de feiticeiros. Não posso falar muito mais.

O livro têm uma contagem enorme de homens gatos, personagens babacas, controvérsias e nos últimos livros, uma história mais maluca que a outra. O negócio começou a ficar cansativo demais, então acabei parando de ler, mas a verdade é que nem foi pela história, até porque eu gostava de ler os livros, mas DOZE livros não dá né! Aí me quebra. Se eu ainda me lembrasse de onde parei e o que tinha acontecido, eu até poderia voltar a ler, mas como já têm doze livros, eu vou é focar em ler outros autores e outros gêneros. Mas se você ainda não leu, eu até que indico. Vai que você gosta.



Veja a cotação dos livros no SKOOB:

Beijada por um Anjo
Os Imortais
Diários do Vampiro 
House of Night



8 comentários:

Rafaela Cristina disse...

Concordo com seu post. Essas sagas realmente eram boas, tinham tudo para serem ótimas se não começassem a ficar ruim e cansativa após tantos livros. Isso sem contar, que chega em determinado ponto que você se arrepende de ter comprado, mesmo sendo uma ótima história e não quer mais comprar nenhum da saga.

LiseCarmo disse...

Eu também adorava algumas dessas séries, mas passaram da hora de acabar, ficam só enrolando e sem história apesar de eu gostar de The Vampire Diaries só pelo Damon <3 hahaha.
Beijos.

Julia Kerbes disse...

hahaha O Damon é tudo de bom!

Karine disse...

Garota, eu tô no chãããããããão com seu post! Kkkkkkkkkkkkkkk. Deixa eu parar de digitar pra aplaudir mais. Kkkkkkkkkkkkk. Tô chorando de rir aqui!
(Respira) Certo, desses só li House of Night, acho que parei no Caçada... nem lembro mais qual era! E o pior é que fui comprando saporra! Talvez, quando sair um box baratinho no Submarino com todos os livros eu compre e releia... Mas a história foi se perdendo, perdendo a graça. É horrível quando isso acontece. Parece que os autores veem que tá fazendo sucesso e vão emendando um livro no outro e tirando histórias de debaixo do suvaco, como diria meu avô. Melhor escrever um livro só que seja inesquecível do que fazer uma coisa dessas. Parabéns mais uma vez pelo post, gata!

Any disse...

Oi, Júlia!
Também acho que House of Night já deu no que falar, abandonei a leitura no quinto ou oitavo livro, nem me lembro mais!! Diários do Vampiro não li os livros, assisti apenas a série, e mesmo assim abandonei quando Elena foi transformada pois ficou uma chatice!!
Bjos!

Julia Kerbes disse...

Brigadaa! Pois é cara. Eu era tão animada com House of Night, e ai virou sabosta.

Julia Kerbes disse...

Estão lançando sim. O ultimo que eu vi nas livrarias já era o décimo segundo.

Julia Kerbes disse...

Cara, a Elena ficou tão chata que chega a dar nojinho só de olhar a cara dela.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela