"Mathilda Savitch" de Victor Lodato

sábado, 4 de abril de 2015


Mas, às vezes, é muito mais fácil acreditar que existe um inimigo, e não apenas uma guerra estúpida dentro da gente. (Pág 293)

Mathilda é uma garota que está entrando na adolescência e essa fase da sua vida é marcada por muito sofrimento. Esse sofrimento se dá por causa da morte da sua irmã, Helene, que faleceu há um ano. O corpo da Helene foi encontrado nos trilhos do trem e não se sabe se ela foi empurrada ou se ela se jogou, cometendo suicídio. Entretanto, Mathilda não sofre por saudades da irmã, mas sim porque a confusão em relação à sua morte mexeu muito com seus pais, que acabaram mudando de comportamento, ficando um pouco distantes.

Sem ninguém para tirar suas dúvidas e lhe auxiliar durante essa fase das descobertas, Mathilda faz inúmeras coisas para chamar a atenção dos pais, sem nem se importar com os sentimentos deles, pensando apenas no seu sofrimento e esquecendo o quanto é difícil para uma mãe e um pai perder um filho e não ter certeza sobre a causa da morte dele. Na tentativa de recuperar o amor e o relacionamento familiar que existia antes de sua irmã morrer, porém sem transparecer o seu real objetivo, a jovem acaba agindo sem pensar nas consequências.

Eu o odeio. É um sentimento monstruoso. Nunca senti nada igual. Se soubéssemos quem ele é, estaria na cadeia. (Pág. 26)


O livro conta a história de uma menina que está passando por uma das complicadas transições que precisam ser feitas durante a vida: está saindo da infância e entrando na adolescência. Acontece que essa fase é ainda mais difícil para ela, já que não tem ninguém para te ajudar e te explicar melhor o que de fato está acontecendo contigo, tanto física quanto psicologicamente. Para tentar mudar isso, Mathilda acaba tomando atitudes erradas e tornando o relacionamento entre ela e seus pais ainda pior. E em meio a tudo isso, ainda há a sede por justiça, por parte de toda a família, inclusive da jovem, que mesmo tentando não transparecer, se sente mal por não saber o que realmente aconteceu com sua irmã.

Comprei este livro pelo preço, confesso. Vocês já devem tê-lo visto diversas vezes entre os mais baratos no Submarino e foi numa das malucas promoções desse site que eu o adquiri. Dei uma olhada na sinopse, gostei do que li e finalizei a compra. Depois, quando fui buscar algumas resenhas, fiquei um tanto receosa, já que a maior parte delas eram negativas, mas mesmo assim resolvi iniciar a leitura. Demorei bastante para concluir, pois acabei deixando-a de lado durante alguns meses, mas no final do ano passado eu finalmente a finalizei.

O tema abordado é forte, mas a leitura é leve, apesar de um tanto arrastada, e tem até algumas partes divertidas proporcionadas pelo comportamento da Mathilda. Eu gostei dessa obra, mas acho que o autor poderia ter desenvolvido melhor algumas coisas, entre elas a morte da Helene, que acaba não sendo explicada apesar de todo o mistério criado ao redor dela. A história acaba e muitas questões ficam no ar, não são esclarecidas no final e isso me incomodou um pouco. A minha sugestão para quem quer ler Mathilda Savitch é: leia sem pressa, há muito o que absorver desse livro. 

Minha classificação para este livro é de ♥ 3/6- "Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores. 

Mathilda Savitch. Lodato, Victor. Intrínseca. 2012, 312 p.





4 comentários:

Any disse...

Esse livro parece ser um daqueles livros que promete e no final você acaba decepcionada... Achei estranho a morte de Helene não ter sido explicada...
Não faz meu estilo de leitura, portanto, eu não leria.
Bjos!

Amália Teles Machado disse...

Também já vi esse livro em várias promoções do submarino, já pensei em comprar algumas vezes, mas sempre acabei desistindo, justamente por não ter lido nada sobre ele (também não fui procurar resenha nenhuma).
Quando vi que você tinha lido, quis logo ler a resenha e ver sua opinião. Gostei do que li na resenha, gosto de livros que tenham temas fortes a serem discutidos, mas confesso que me decepcionei em saber que o livro não conclui toda a história, deixando algumas questões no ar, como o grande mistério do livro, que me parece ser a morte de Helene. Não sei se leria ele não.

Gabrielle Oliveira disse...

Pois é, Any.. Acabei me decepcionando mesmo. Acho que o autor poderia ter desenvolvido uma explicação para essa morte, teria melhorado bastante a história. Beijos!

Gabrielle Oliveira disse...

O ponto fraco do livro foi realmente o final. Se algumas questões tivessem sido respondidas, teria sido bem melhor. Fora isso, é uma boa história. O tema é forte mas a abordagem torna a leitura leve. Beijos!

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela