"Os Assassinos do Cartão-Postal", de James Patterson e Liza Marklund

sexta-feira, 22 de maio de 2015


Ser ou não ser / Em Estocolmo / Eis a questão / Entraremos em contato. (Pág. 24)
De uns meses para cá, jovens vem sendo encontrados mortos em distintas cidades europeias, todos com suas gargantas cortadas. Parece não existir qualquer conexão entre eles, algo que estabeleça uma relação entre os crimes, exceto os cartões-postais enviados para repórteres locais aleatórios poucos dias antes da descoberta de cada assassinato. 

Julgando que o trabalho dos policiais e detetives europeus não está sendo bem sucedido, Jacob Kanon, um detetive de homicídios de Nova York, resolve entrar em ação. Porém, sua motivação não é apenas o serviço investigativo ineficaz da Europa: sua filha foi vítima desses criminosos. Sofrendo por essa perda, buscando, dia e noite, peças para montar esse quebra-cabeça e fazer justiça, Kanon se une à Dessie Larsson, uma jornalista que acaba de ser contatada pelos chamados "assassinos do cartão-postal" em Estocolmo, na Suécia.

- Lendas... - disse ela. - Sempre morrem jovens. Mas nós não. (Pág. 48)

Diferente de outros suspenses que eu já li, este indica já na primeira página quem são os culpados pelos crimes. Os personagens não são apresentados diretamente como os assassinos, mas suas atitudes acabam revelando essa informação de imediato. O modo como isso se desenvolveu foi muito interessante e me deixou intrigada, pois a cada parte da investigação eu imaginava que o mistério estava perto de ser resolvido e percebia que estava enganada.

Esse foi o meu primeiro contato com o James Patterson e com a Liza Marklund (a qual nunca tinha ouvido falar) e gostei da experiência, apesar de não ter certeza de que lerei outro trabalho deles em breve. A escrita de ambos é bem simples, mas não me deixou com vontade de conhecer suas outras obras. Algo que gostei bastante foi o tamanho dos capítulos. Todos são bem curtos, ocupam cerca de uma ou duas páginas, o que torna a leitura bem mais rápida. 

Os Assassinos do Cartão-Postal foi o meu segundo contato com o gênero romance policial, mas acho que valeu como primeiro, já que o primeiro de fato aconteceu com um livro de contos da Agatha Christie e não é tão simples acompanhar o processo de investigação do querido Poirot. Gostei muito de participar da busca por pistas junto com Jacob e Dessie. Os perfis dos assassinos são bem intrigantes e algumas coisas que os envolvem me surpreenderam. Com certeza pretendo ler outros livros desse tipo. Se você curte romances policiais, fica aqui a recomendação.


Minha classificação para este livro é de ♥ 4/6-  "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores. 

Os Assassinos do Cartão-Postal. Patterson, James. Marklund, Liza. Arqueiro. 2014, 304 p.




9 comentários:

Luis Carlos disse...

Eu já conhecia o James Patterson, mas achei desnecessário diminuírem o nome da autora, pois acredito que os dois contribuíram para a história! Eu adoro romance policial, exatamente pelo suspense, que me deixa ansioso e com isso, acabo devorando todas as páginas hahah

Maisanara F. disse...

Já vi muitos livros do James Patterson e acho que vou gostar dos livros dele. Amo livros de romance policial <3 Com certeza vou ler algum dos livros dele.

Any disse...

Oi, Gabrielle!
Curto bastante livros de romance policial, desvendar as pistas junto com os personagens é muito legal... Nunca li nenhum livro desses autores, mas achei esse interessante, quem sabe eu o leia futuramente... Valeu pela dica!
Bjos!

Emanoelle Souza disse...

gostei do livro, gosto muito dos livros de james patterson mais nunca ouvi falar dessa autora, tambem pudera neh, quando a mulher aparece,o nome dela é quase invisivel no livro.

Renata Pereira disse...

Acho que li um ou dois livros desse autor, e gostei bastante, pois curto policial dos bons, como esse livro. Espero poder ler algum dia.
bjs

Sora Seishin disse...

Oi Gabrielle!

Eu já li esse livro e também me surpreendi quando os assassinos são revelados logo no começo.

Li alguns outros livros do James Patterson mas acho que esse foi o que mais gostei.

Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Adriana disse...

Ainda não tive a oportunidade de ler um livro do James Patterson e adorei a capa e o nome do livro *-* mesmo não sendo muito fã de livros policiais leria com certeza pelo suspense. Adorei a resenha ficou ótima :*

Jois Duarte disse...

Eu curti muito essa parceria de James com outros autores, mas as falhas deste livro são tantas. É impossível uma investigação da Interpol ser tão fraca daquele jeito hahahahaha

Amália Machado disse...

Do James só li O diário de Susana para Nicholas, mas sei que ele é bem falado mesmo pelos livros policiais. Já tinha visto esse livro, mas confesso que sua resenha me desestimulou um pouco, Gabrielle, quando você disse que de cara já dá para saber quem são os assassinos, pois gosto de tentar desvendar o mistério.

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela