"Beleza Perdida" de Amy Harmon

segunda-feira, 14 de setembro de 2015



Ambrose sabia como era ser saudável, ser perfeito, ser Hércules. Como era cruel cair subitamente de tal altura. A vida tinha dado outro rosto a Ambrose, e Fern se perguntava se ele seria capaz de aceitá-lo. (Pág. 127)
Sinopse
Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.

Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.

~ ~ ❤ ~ ~

Simplesmente me encantei com Beleza Perdida que é um reconto do conto de fadas - a Bela e a Fera. A princípio quando recebi o livro de parceria com o Grupo Editorial Record, não me interessei imediatamente e fui lendo os outros livros. Mas um dia vi uma grande amiga elogiar o romance e decidi começar a lê-lo, fique fascinada.

Mais do que um romance entre um homem e uma mulher, a história fala sobre a importância de se viver bem, de buscar a felicidade, de ser uma boa pessoa e fazer bem, de acreditar em milagres e também sobre família e amizade. Entretanto, fala também da inevitabilidade da morte e como encarar esse momento tão doloroso.

Fern é uma garota que cresceu se achando feia por ser muito baixinha, magra e que ainda usa aparelho nos dentes para consertá-los. Para todos era inegável que ela era feia, mas todos também reconheciam que Fern era uma garota inteligente, simpática e bondosa. Vive colada no seu melhor amigo e primo Bailey, que sofre da doença X ,por esse motivo está condenado a cadeira de rodas até o dia de sua morte, necessitando de ajuda alheia para fazer as mínimas coisas como se alimentar, se limpar ao usar o banheiro, tomar banho. Mais do que primos, são amigos de aventuras, Bailey vive intensamente cada dia como se fosse o último. Sua deficiência não é um impedimento para buscar a felicidade, ainda que ele tenha sua limitações.

Ambrose é o cara popular da escola, aquele a quem todos admiram por se dar bem nos esportes, por ser um bom aluno e filho. Devido a sua beleza todas as garotas são apaixonadas por ele, inclusive, Fern, apesar de ser uma paixão secreta. Quando ocorre o ataque de 11 de setembro as Torres Gêmeas e as forças armadas convocam os jovens a se alistar, Ambrose decide que chegou o momento de provar o seu valor e convence aos seus quatro melhores amigos para ir junto, mas apenas ele volta de lá vivo, mas desfigurado.

Amy Harmon criou uma história comovente, linda e singular, onde o amor rompe fronteiras e cura feridas. Ela escreveu sobre fé, esperança e lealdade. Seus personagens são fortes, humanos e encantadores, é impossível não se apaixonar por cada um deles e não desejar que sejam imensamente felizes e também não compartilhar de suas dores. Em especial, eu me encantei por Bailey que é sem dúvidas o melhor personagem da história. Engraçado, amoroso. amigo, irônico e com um humor ácido e uma sinceridade assustadora, ele sabe que a sua condição de deficiente físico lhe dá algumas vantagens e não pensa duas vezes, antes de falar o que pensa. Suas intenções são as melhores sempre. O conflito de Ambrose vai muito além da dor de ter sua beleza destruída, ele sente uma falta devastadora dos amigos que perdeu, Fern e Bailey são essenciais para resgatá-lo da vida sombria que ele se afundou.

Talvez todo mundo represente uma peça do quebra-cabeça. Todos nós nos encaixamos para criar essa experiência que chamamos de vida. Nenhum de nós consegue enxergar o papel que desempenha ou a forma como tudo vai acabar. Talvez os milagres que vemos sejam apenas a ponta do iceberg. E talvez a gente apenas não reconheça as bênçãos que resultam de coisas terríveis. (Pág. 180)

Aliás, Fern é um docinho, é impossível não se identificar, pois ela é apaixonada por romances estilo de "banca", bem água com açúcar, finais felizes,mocinhos atraentes e cenas hots. Não é de espantar que ela queira se tornar uma escritora de romances. Beleza Perdida é uma daquelas história que a gente termina sentindo uma saudade infinita dos personagens e um com um sorriso colado no rosto. Recomendo!


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Beleza Perdida. Harmon, Amy. Editora Verus, 2015, 336 p.




Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela