{Séries} (Maratona Marvel #10) Daredevil

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Não busco perdão pelo que fiz. Peço perdão pelo que vou fazer.“ 
Que me desculpem as outras, mas Daredevil é a série mais badalada do momento da Netflix. A Júlia já fez uma resenha aqui e eu falei um pouquinho sobre ela aqui também. Foi a primeira série que pensei "ok, vamos assistir pra ver como é", porque eu nunca tinha muita paciência pra séries (nesse segundo link eu explico um pouquinho). Eu sempre gostei do filme de 2003, com o Ben Affleck, por motivos de sou noob e não conhecia a história dos quadrinhos e achei o filme bem legal e a trilha sonora é uma das minhas preferidas até hoje. ME JULGUE. Enfim, fiquei super animada quando soube que teria uma nova série produzida pela Marvel juntamente com a Netflix e tive que ver. E não me arrependi.
Adorei esse visual meio lixo, de verdade. Me deixa nervosa os olhos tampados.
Cês conhecem a história de Matt Murdock, né? Garoto que sofreu um acidente com lixo tóxico e ficou cego mas passou a super desenvolver os outros sentidos, filho de pai boxeador e se tornou advogado e justiceiro durante a noite e luta contra o Rei do Crime. Tudo isso está no filme. Mas a série nos mostrou uma profundidade impressionante dos personagens. As confissões e diálogos de Matt mostram que ele não é necessariamente um herói bonzinho. Ele só quer que seu bairro fique seguro, até porque depois dos eventos narrados em Vingadores, que heróis e alienígenas quase destruíram NY (e detonaram Hell's Kitchen, o bairro em questão. Isso é falado na série, por iiiiiiiisso sempre digo que vale a pena seguir a ordem), todos ficaram inseguros, desconfiados e a criminalidade acabou crescendo também, tanto a mais baixa quanto a alta, com construtoras corruptas e tals. E aí vemos a história por trás do Rei do Crime, aqui chamado primeiramente de "empregador" e depois pelo nome que ninguém fala: Voldemort Wilson Fisk. Ele também só quer o bem para seu bairro, e tudo o que ele faz é com essa intenção. É malvado? Sim! A cena já antológica da porta do carro (sério, uma das cenas mais chocantes que já vi numa série. E olha que assisti a Game of Thrones. Juro pra vocês) mostra que o homem não é bobo e é mau que nem o Pica Pau mesmo. Mas as raízes de sua maldade são explicadas, e o trabalho fodástico de Vincent D'Onofrio te deixa realmente com medo do personagem. Sério, sua fúria é tão impressionante da primeira vez, que quando outros personagens o irritam ou fazem algo de que ele não vá gostar, o primeiro pensamento que eu tinha era "pqp, que merda! Agora fu*** tudo!". Charlie Cox é outro que se destaca muito, dando a seu herói uma dimensão super humana, mesmo com os poderes: o cara leva muita raça de porrada, fica todo quebrado e conta com a ajuda da enfermeira Claire (shippei violentamente. AMO a Claire de paixão) para ser remendado de vez em quando. O visual sombrio também é um ponto forte da série, assim como as cenas de luta super bem coreografadas (outra cena já antológica, a da luta no corredor, toda gravada sem pausas e sem cortes, com apenas um ângulo de câmera. Sensacional) e todo o clima decadente de subúrbio perigoso de cidade grande. 

Os personagens: Fisk, Claire, Murdock, Page e Nelson
O respiro de humor no meio de toda a escuridão fica a cargo de Foggy Nelson, segunda parte da firma "Nelson & Murdock Abacates da Lei Advogados". É ele quem faz as piadas e suaviza o personagem principal. Temos também Karen Page, a secretária dos dois, envolvida no escândalo da construtora Union Allied e que se une ao jornalista Ben Urich, que escreve para um tabloide nova iorquino (e que inclusive documentou a Batalha de NY. Preste atenção às capas de jornal no escritório dele. YES, NÓS TEMOS EASTER EGGS!). A curadora de arte Vanessa também é uma personagem complexa que merece uma boa olhada, visto que seu envolvimento com Fisk desde o começo rende cenas ótimas, e finalmente Wesley, o secretário/assessor/amigo do peito/whatever de Fisk, lindo toda vida, que me conquistou com seu olhar frio e suas atitudes impassíveis. Sdds Wesley. 

Wesley, delícia de homem malvado
Enfim, o que o Demolidor está fazendo no meio dessa Maratona Marvel, que está quase acabando? Como já disse na resenha dos Guardiões da Galáxias, muitas produções da Marvel se unem e se completam mais lá na frente. Já foi anunciada a participação de Charlie Cox como o herói mascarado no filme "Vingadores - Guerra Infinita parte 1" e é sondada a sua participação em "Capitão América - Guerra Civil" (SIM, QUERO!), além de uma série da Netflix com os Defensores, que em breve terão suas próprias séries para depois se reunirem. Sim, tudo será fodástico e sim, mal posso esperar pra ver tudo isso! Abaixo você pode ver o vídeo da famosa cena do corredor. Tire suas próprias conclusões, e se isso não te recomendar para a série, bem, não sei mais o que pode.


Ordem Cronológica dos filmes e séries da Marvel:
 Próxima resenha: HOMEM FORMIGA 


Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela