"O Despertar do Príncipe" de Colleen Houck

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016



Amar algo tanto assim seria um golpe cruel do destino para alguém que passa a maior parte da existência na Terra dos Mortos.

Sinopse

Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem.

Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos.

A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth.

~ ~ ❤ ~ ~

Sempre tive super curiosidade em ler os livros da Colleen Houck, tanto pelas ótimas críticas nos blog e no skoob, quanto pelos elogios de amigos que leram A Saga do Tigre. Quando lançou O Despertar do Príncipe, fiquei bem empolgada para lê-lo.

A nova saga construída por Colleen Houck nos convida a embarcar na mitologia egípcia e conhecer o mundo dos faraós e suas maldições. O que é o Amon, minha gente? Simplesmente, a múmia mais atraente do mundo. Sem dúvidas! É impossível não cobiçar o príncipe. Ele surge na vida de Lily de uma forma bem inusitada, quando a jovem está refletindo sobre a vida em uma seção reservada, pois está em obra do Metropolitan Museum Of Art. Quando ele surge em sua frente, vestido com roupas do antigo Egito, a princípio ela pensa em se tratar de algum modelo, devido a sua beleza e as vestimentas. Mas quando ele começa a falar um monte de coisas sem nexo, ela tem medo, mas é tarde demais. Enfraquecido devido ao longo tempo em que ficou preso no sarcófago, Amon precisa se ligar  a Lily para usar sua força vital e acordar seus irmãos, senão um grande mal ressuscitará, levando a ruína ao mundo. 

Eu fiquei bastante impressionada com a profundidade da história e quanto ela foi detalhista na construção dos personagens. Pensei que se tratava de apenas mais um romance jovem adulto, mas me enganei, pois a mitologia egípcia é bem explorada entremeadas por uma corrida contra o tempo para impedir que o deus Seth destrua o mundo. 

Lily é bem chata, toda complexada e reprimida devido a criação de seus pais. Ela demora muito a se permitir viver aquela aventura louca e perigosa ao lado de Amon e seus irmãos. Seu progresso ao longo da história é visível, pois aos poucos, ela vai ganhando confiança e deixando despertar a verdadeira Lily. Amon é reservado, tímido e reprimido também devido ao peso de ser o líder, o mais velho dos irmãos e o responsável por sempre por fim século após século, aquela terrível maldição. Ele é bem romântico, poético e profundo! Com declarações de deixar qualquer garota com o coração acelerado. Os irmãos de Amon são uns fofos - Asten é divertido e extrovertido, enquanto Ahmose é mais intenso e misterioso. 

Ainda que eu tenha gostado de toda a história, algumas explicações sobre o deuses e toda a maldição foi cansativa com excesso de detalhes. A paixão proibida entre Lily e a Amon também foi bem clichê, somente no final é que eu fiquei abismada com a reviravolta no romance. Senti falta da participação mais ativa da família de Lily. Temos apenas um vislumbre de como é sua vida ao lado dos pais que são bem opressores e querem determinar até qual profissão e universidade a garota deve escolher. Espero que nos próximos livros, a relação entre eles seja mais explorada. 

Ah, a capa do livro é um luxo! Sou apaixonada pela tonalidade do azul tão vibrante. O finalzinho do livro me deixou super ansiosa pela continuação. Mal vejo a hora de lê-la!


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

O Despertar do Príncipe. Houck, Colleen. Editora Arqueiro, 2014, 384 p.


Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela