"Para todos os garotos que já amei" de Jenny Han

domingo, 13 de março de 2016




Sinopse

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

~ ~ ❤ ~ ~

Esse livro é simplesmente muito cute! Eu amei do início ao fim.

Lara Jean vive com o pai e as irmãs - Margot, a mais velha, 18 anos e Kitty, de 9 anos. Desde a morte da mãe, elas aprenderam a cuidar uma das outras e da casa, se tornaram tão unidas que sabem sem precisar de palavras o que a outra está sentindo. Tudo começa a mudar no mundo das irmãs Song quando Margot vai cursar a universidade na Escócia, deixando a família e a casa sob o comando de Lara Jean. 

Mas tudo começa a desmoronar quando alguém envia misteriosamente umas cartas de amor que Lara escreveu há muito tempo para todos os garotos por quem se apaixonou. As cartas servem como válvulas de escape, um desabafo e um adeus, ela nunca teve a intenção de enviá-las. Desesperada e sem ter com quem desabafar, ela mete os pés pelas mãos e constrói ao redor de si um castelo de mentiras que afetará a todos. As cartas revelam sentimentos e segredos, a verdade sobre quem é a reservada e tímida, Lara.

Ler é esse livro é como acordar numa manhã de natal. É gostoso, relaxante e proporciona uma alegria que somente a boa leitura nos causa. O pilar da família é Margot, a irmã mais velha que abdicou de tudo para construir um lar e manter a família unida, após a morte da mãe. O pai é maravilhoso e faz muito bem o seu papel, mas quem realmente une a todos é Margot. Estudar longe de casa, em outro país, foi ao mesmo tempo uma libertação necessária para a construção de sua vida como também a mudança necessária para Lara sair de seu casulo, da sua zona de conforto e confrontar finalmente o mundo. As irmãs Song são apaixonantes, principalmente, a espoletinha inteligente, Kitty. Ainda faz parte da família mesmo que indiretamente, Josh, vizinho das irmãs, melhor amigo de Lara e namorado de Margot.

Não posso entrar muito em detalhes para não estragar a surpresa, mas as cartas causam uma avalanche de problemas para Lara e para se livrar deles, ela é obrigada a fazer um acordo com Peter Kavinsky, o garoto mais popular da escola, por quem ela uma vez foi apaixonada e que recebeu uma das fatídicas cartas de amor. Durante alguns dias, eles irão fingir ser namorados, tanto para salvar a pele de Lara, quanto para causar ciúmes na ex-namorada de Peter, que terminou o namoro com ele por causa de um universitário. Mas tudo foge do controle e o que era para ser temporário, torna-se real demais a cada dia. Aliás, Peter K é insuportavelmente convencido, mas depois vai se mostrando um fofo. Dá vontade de dizer #AcordaLara!

Acredito que eu tenha me apaixonado por esse livro, por ter me identificado tanto com Lara. Na minha adolescência, eu adorava poesias e escrevia um monte delas para os garotos que eu me gostava. Uma das minhas maiores vergonhas foi que dei uma delas pessoalmente com uma desculpa super esfarrapada. Eu simplesmente recomendo esse livro. Estou ansiosa para ler a continuação e saber a resposta da última carta de amor que Lara escreveu. 


Minha classificação para esse livro é de  4/6- "Muito Bom".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.

Para todos os garotos que já amei. Han, Jenny. Intrínseca, 2015, 320 p.




Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela