"Harry Potter e a Pedra Filosofal" de J. K. Rowling

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

“– Fred, você agora – mandou a mulher gorda.

– Eu não sou Fred, sou Jorge – retrucou o menino. – Francamente, mulher, você diz que é nossa mãe? Não consegue nem ver que sou o Jorge?

– Desculpe, Jorge, querido.

– É brincadeira, eu sou o Fred – disse o menino, e foi.”
Sim! É isso mesmo que vocês estão vendo. Uma resenha sobre o primeiro livro de Harry Potter.

Eu passei anos querendo ler os livros, mas como minha lista de leitura é gigantesca e como os livros estão caros, eu acabei empurrando essa tarefa pra frente e fui esquecendo que tinha essa série para ler. Até que eu fui com a minha amiga no cinema assistir Animais Fantásticos e Onde Habitam e eu me lembrei de um pequeno momento da minha infância em que fui visitar a casa de uma amiga da minha mãe e fui enfiada no quarto de alguém que nunca cheguei a conhecer e assisti pelo menos uns dois filmes de Harry Potter naquele dia. Eu não lembrava de mais nada da história quando fui no cinema nesse último mês, então, achei que fosse a hora certa de ler os livros... Mesmo eu pegando emprestado.

Nada contra seus livros, amiga. São ótimos e estão em excelente estado. Mas eu quero os meus. #pas

Enfim, vamos ao livro.

Harry é um garotinho magricelo que mora com os tios chatos e o primo mais chato ainda. Ele é maltratado e na maioria das vezes nem é notado. Ele cresceu como um garoto qualquer, mas algumas coisas estranhas aconteciam com ele, coisas que ele não saberia explicar. E então um dia, a famigerada carta de Hogwarts chega na casa dele e Harry Potter descobre não só que é um bruxo, como também descobre que é famoso.

A história então acompanha Harry nessa nova fase da vida dele em que ele descobre mais sobre si mesmo, não só sobre sua história como também sobre quem ele é, já que em Hogwarts ele acaba tendo mais liberdade para ser ele mesmo e aproveitar a vida.

Eu amei a narrativa do livro e comecei a finalmente entender porque a J. K. Rowling é tão boa. Os personagens são bem abordados e suas características pessoais muitas vezes são passadas apenas pelos diálogos. Podemos saber o modo como Dumbledore se carrega simplesmente ao ler uma de suas falas.

O livro é pequeno, rápido e gostoso de ler. Não se demora em partes que não têm importância, e não nos mostra nada por acaso. Cada acontecimento tem seu motivo.

Se eu amei? Amei. Amei muito. Se tem uma coisa que eu senti, foi amor.

Vale dizer também que o livro tem um toque de humor, na maioria das vezes quando Jorge e Fred aparecem. Mas ainda assim muito bem escrito.

Enfim... Recomendo muito. Leiam. E se, ao contrário de mim que demorou anos, vocês já tenham lido, deixem nos comentários quem é seu personagem preferido.

Do primeiro livro, tá gente? Sem spoilers.



Minha classificação para esse livro é de  6/6- "Obra-prima".
Veja a cotação do livro no SKOOB e a opinião de outros leitores.
Harry Potter e a Pedra Filosofal. Rowling, J. K.. Editora Rocco, 2000, 263 p.





Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela