{Séries} "Animal Kingdom - 1ª Temporada", TNT (2016)

segunda-feira, 7 de agosto de 2017


Pois é, eu invento umas séries meio loucas pra assistir. Culpa das minhas amigas que me indicam umas séries excelentes e acabo indo na onda delas. Essa aqui foi recomendada pela Rachel, por ser uma espécie de Sons of Anarchy do surfe e por ter o gostoso ator Ben Robson no elenco, mais conhecido pelos fãs de Vikings como o salafrário Kalf. Mas o negócio até que funciona bem.

O garoto J, de 17 aninhos, vai morar com sua avó conhecida como Smurf (é explicado o porquê desse apelido, fiquem tranquilos, pessoas curiosas) e seus tios muito loucos depois que sua mãe morre numa overdose de heroína. O moleque vai mergulhando aos poucos na vida de excessos e maluquices da família, que acaba por se mostrar um clã criminoso que ganha dinheiro através de golpes e atividades ilícitas. Tudo isso com muito surfe, drogas, sexo e adrenalina. Quer coisa melhor?

O mais legal da série é a ação, que não falta. O roteiro não é nenhuma obra prima, mas funciona ao entregar exatamente o que a gente espera de uma série como essa. Tem umas fugas interessantes do óbvio, como o personagem Deran, o filho mais novo da mamãe Smurf, alguns plot twists e a construção do personagem J, aos poucos. Você não sabe direito o que ele vai fazer, o que ele está pensando e a cara de paisagem do ator Finn Cole ajuda muito nesse processo. Apesar da pouca idade, o personagem se mostra promissor para a segunda temporada depois de ter ido crescendo na primeira. Pope, o filho mais velho também se destaca como um personagem confuso, problemático e muito assustador. Sério, meu maior medo é encontrar o Pope num beco escuro à noite, bicho. Ele é dúbio e imprevisível, incontrolável mas manipulável, ou seja, um perigo. Todos os personagens são interessantes do seu modo: Baz com sua vida de criminoso e pai de família, poderia ser fofo se não tivesse um segredo que o torna um embuste; Smurf e sua relação com os garotos, quase beirando ao complexo de Édipo e botando ordem no grupo de galalaus, fazendo a avó fofa e a mamãe preocupada enquanto maquina golpes e funciona como o cérebro da família; Deran com seu segredo e quase sempre questionando as atitudes de Smurf e Baz; Craig e... bem, Craig na maior parte do tempo é um aspirador de pó comedor, mas é destemido e tem uma relação interessante com Deran, como se fossem duas partes de um mesmo corpo, cabeça e músculos.

Da esquerda pra direita: Deran, J, Baz, Smurf, Craig e Pope.
Pra quem gosta de séries com muita adrenalina, essa é uma boa pedida. A trilha sonora é porradeira, as belas paisagens da Califórnia dão o tom que a série precisa e não faltam cenas de ação. Animal Kingdom foi inspirada num filme australiano independente premiado de mesmo nome e a segunda temporada já está sendo exibida nos EUA (uma terceira já foi confirmada). As atuações não são das melhores, mas quem liga, quando temos umas delicinhas dessas mandando ver nos 10 episódios? Para quem gostou de Sons of Anarchy, essa pode ser uma pedida para superar o final (ainda não superei).


Minha classificação para essa temporada é de  3/6- "Boa".
Veja a cotação da série no IMDb e a opinião de outros espectadores.

Nenhum comentário:

{Lendo} Dominique

No Facebook:

{Lendo} Daniela